Pluralidade Cultural

Portal da Educação transmite aula de revisão do Enem

O Portal da Educação transmitirá nesta quinta-feira (17/10), das 8h às 12h, aulas de revisão para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Basta acessar o endereço:  http://educadores.educacao.ba.gov.br/videoconferencia A atividade faz parte do projeto “De olho no ENEM” que busca, por videoconferência, aprimorar o conhecimento dos estudantes em relação ao conteúdo do exame.  O projeto é homologaolvido por meio de parceria entre os programas Ensino Médio EM-Ação, Ciência na Escola e Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITec). Além do Portal, a videoconferência será transmitida para todas as Diretorias Regionais de Educação. De acordo com o professor articulador, Nailton Rocha, o projeto busca, ao mesmo tempo, reforçar a preparação para o Enem nas unidades escolares da rede estadual e[…]

CONVERSA DE CAPOEIRA

Um vídeo com personalidades representativas da capoeira. O bate-papo permite ampliar o conhecimento sobre a história da capoeira, com olhares críticos dos desdobramentos desta prática corporal na sociedade. Dividido em três partes, o vídeo contém muitas informações importantes para que professores e estudantes possam reconhecer e ressignificar sua identidade.  A sugestão é que ele seja trabalhado em partes para que o aproveitamento seja o mais completo possível. Imagens e depoimentos dos grandes mestres da Capoeira, intervenção de historiadores, de músicos e diversos artistas. Conheça melhor a Capoeira, suas origens, sua importância na história e sua relação com a música. A indicação feita, com base na proposta abordada neste material, é que este objeto seja trabalhado no ensino fundamental (séries finais)[…]

Cultura Popular de Ponta a Ponta do Brasil

Salve, salve galera! Você já deve ter notado o quanto a nossa gente é bastante diversificada, diferença que vai além da cor da pele e do cabelo; variamos também de acordo com a regionalidade, a crença, o clima e outros elementos. Assim também acontece com nossas representações culturais: diferentes costumes, festejos populares, ritmos, datas comemorativas, jogos, vestimentas, comidas típicas e modo peculiar de falar – sotaque; tudo graças a formação miscigenada dando origem a nossa gente. Onde se misturou diferentes povos entre nativos (indígenas), povos africanos, árabes, asiáticos, cristãos, judeus e muçulmanos vindos dos quatro cantos do mundo. Assim cada elemento cultural original foi se incorporando aos demais, numa fusão que criando às manifestações culturais de hoje. E a música,[…]

Cultura e Territórios de Identidade

Olá, turma! Falando em folclore, cultura, tradições, crenças, vale ressaltar a importância da Identidade Cultural, elemento muito forte em nosso Estado, para a organização dos Territórios de Identidade, expressão criada pelo ilustríssimo geógrafo baiano Prof.º Milton Santos. “A cultura, além da sua dimensão simbólica, ela também tem um reconhecimento nacional de sua  importância para o homologaolvimento econômico e para a inserção  do cidadão em todo o planejamento local, todo o planejamento territorial.”(Ângela Andrade) A população cultural dos Territórios de Identidade torna-se, protagonista nesta dinâmica econômica do nosso Estado. Dialogar com as populações locais dos municípios que formam os territórios de identidade foi e continua sendo imprescindível para a construção de uma política cultural local. A partir de então, ocorrem incentivos[…]

Concurso vai premiar textos sobre igualdade e gênero

Estão abertas até o dia 30 de setembro as inscrições para a 9ª edição do Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero, promovido pelo Governo Federal, por meio da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM). Com o objetivo de estimular a reflexão em torno de todas as formas de discriminação, a iniciativa é dirigida a estudantes de ensino médio, graduação e pós-graduação. O Prêmio contempla concursos de redação, artigos científicos e relatos de projetos e ações pedagógicas. Os artigos e redações devem ter como foco as questões da igualdade de condições entre mulheres e homens, considerando reflexões envolvendo formas de discriminação sexual, étnica, racial e por orientação. As inscrições são feitas, exclusivamente, por meio do endereço www.igualdadedegenero.cnpq.br. Na página,[…]

Cultura popular e tradição

Oi, pessoal! Tudo bem? Tudo o que um povo produz, com base nas experiências que adquire ao longo da vida e que se mantém no tempo, configurando uma tradição, pode ser chamado de cultura popular. Por ser um conceito amplo, que dá margem a várias definições, o intuito aqui é o de, apenas, mostrar uma das possibilidades de significado da expressão. A cultura popular é tudo aquilo que se origina do povo e que tem relação com os costumes de uma sociedade. Os pregões das feiras livres, as festas de largo, os mestres da embolada, a dança e o teatro de rua, as cantigas de roda e o artesanato são alguns exemplos daquela denominação. Geralmente, o senso comum está na base[…]

A Capoeira nas Aulas de Educação Física

Olá, pessoal! A capoeira é um elemento da cultura corporal, por isso deve compor o currículo da Educação Básica nas aulas de Educação Física, seja de forma interdisciplinar o que permitiria potencializar as possibilidades desta temática ou de forma disciplinar, o que é importante acontecer no espaço educacional é o diálogo da capoeira com a história do povo brasileiro, tendo como atores deste cenário educadores e estudantes. A abordagem do conteúdo da capoeira nas aulas de Educação Física pode acontecer de diversas formas, a proposta apresentada neste link: http://ambiente.educacao.ba.gov.br/conteudos-digitais/conteudo/exibir/id/2097 é uma dessas possibilidades. Trata-se de um dos diversos objetos educacionais que compõem o Ambiente Educacional Web (AEW), este Ambiente contempla diversos conteúdos de diversas disciplinas para a Educação Básica com[…]

Cultura Negra ao pé da letra!

Olá, pessoal! Quem entre nós nunca ouviu ou já falou sobre Matriz Africana, Povos Tradicionais e Intolerância Religiosa? Pois é, esses são exemplos de termos usados no nosso cotidiano quando o assunto é ‘Consciência Negra’ e suas subtemáticas. Mas será que estamos fazendo uso correto destes conceitos? Pensando nesse cuidado para com o trato destas questões, é que foi lançado em Brasília – DF, nos dias 04 e 05 de julho o texto “Povos Tradicionais de Matriz Africana” na Plenária Nacional que leva o mesmo nome. O evento faz parte da programação do III CONAPIR (Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial), que acontecerá de 5 a 7 de novembro, como parte das atividades do mês da Consciência Negra. O[…]

Repente "Ditadura Militar: História/Memória/Resistência"

Olá, galera! Você sabia que o golpe militar de 1964 derrubou o governo civil e instalou no Brasil a Ditadura Militar? Que o período mais repressivo da Ditadura ficou conhecido como Anos de Chumbo? Que o povo brasileiro, mesmo oprimido, torturado, lutou e fez resistência ao poder dos militares? Que houve censura aos meios de comunicação, à arte e à cultura? E que os militares, através de Atos Inconstitucionais, governaram o país praticamente por duas décadas? Pois é! A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC-BA), através do projeto “Ditadura Militar direito à memória: 50 anos do golpe militar”, cria a possibilidade de conhecermos com detalhes um dos momentos mais marcantes de nossa história.  Abaixo, segue um repente que[…]

O 02 de Julho baiano – Negro é a raiz da Liberdade…

Olá, pessoal! Pode não parecer, mas a conquista da independência baiana contou com a atuação necessária da camada popular daquele período, entre indígenas, mestiços e majoritariamente negros. A participação negra nos conflitos foi muito significativa, embora houvesse resistência a ela entre as elites libertárias, porém esta foi imposta, sobretudo pelo comandante do Exército libertador, o general Pierre Labatut, que convocou e incorporou escravizados entre obrigados e interessados; povos indígenas, muito usados nestes conflitos para o combate no interior baiano principalmente por conheceram mais a afundo as regiões; além de negros já alforriados e brancos, dentre os quais estavam os comerciantes, interessados em conquistarem autonomia e liberdade econômica. Fatos que confirmam que esta história de luta e vitória pertence ao povo[…]

Nossos Colaboradores