Tag: Física

Razão Celeste: mais que um jogo sobre astronomia

Razão Celeste: mais que um jogo sobre astronomia

Além do Razão Celeste (game sobre astronomia), projeto premiado, desenvolvido pelo estudante, chamam a atenção, na unidade de escolar, a realização de trabalhos harmônicos entre professores e estudantes, considerando a perspectiva de acompanhamento, apoio, criticidade, mediação, colaboração e as propostas pedagógicas inerentes aos processos educacionais vigentes na escola. Isso tem revelado fazeres educacionais muito significativos e que, há muito, fazem parte da realidade do Colégio Estadual Edvaldo Brandão Correia.

Praças da Ciência

Praças da Ciência

Olá, pessoal. Tudo bem! Vocês já visitaram uma ‘Praça da Ciência’? Hoje vamos falar sobre esse importante equipamento montado em vários municípios baianos, inclusive em Salvador. O ‘Praças da Ciência’ é um projeto implantado pela[…]

Estudantes apresentam projetos na Feciba

Estudante-repórter: Roniton Fernandes A Feira de Ciências da Bahia (Feciba) é promovida pelo programa Ciência na Escola e tem como objetivo apresentar projetos de estudantes baianos com propostas de intervenção em causas sociais. Nesta quinta[…]

“Xadrerizando…”

Estudante-repórter: Érica de Jesus Oi, turma! Tudo bem? Rita Boenes, 50 anos, professora de educação física, trabalha há cinco anos com jogos de xadrez, no Colégio Estadual Duque de Caxias (CEDC), localizado no bairro da[…]

O Centro Juvenil de Ciência e Cultura no 4° Encontro Estudantil

Estudante-repórter: Lucicarla Lima Olá, galera ! O Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) é um projeto que trabalha com ensino complementar e oferece atividades interdisciplinares em que alunos têm acesso a conhecimentos científicos, cursos[…]

A Matemática Inclusiva

Nos últimos anos, temos percebido uma mudança muito grande nas repartições e meios urbanos  no que se refere à promoção da acessibilidade. Lembro-me como se fosse hoje:  eram raros  os espaços atentos a esta  questão,[…]

Existe Água Virtual?

Essa expressão foi homologaolvida pelo geógrafo inglês Tony Allan, no início da década de 1990.  Trata-se da água invisível, incorporada nos alimentos desde a plantação, cultivo, cozimento e outros processos, como na fabricação de produtos industriais que[…]