violência

Feminicídio – Uma triste estatística

Feminicídio – Uma triste estatística

Olá Pessoal, tudo bem?

“A violência contra a mulher não é um fato novo. Pelo contrário, é tão antigo quanto a humanidade. O que é novo, e muito recente, é a preocupação com a superação dessa violência como condição necessária para a construção de nossa humanidade”, escreveu Júlio Jacobo Waiselfisz, no Mapa da Violência 2015. Hoje nós vamos falar sobre feminicídio.

Belo ou trágico?

Belo ou trágico?

Fala, comunidade! Água, do latim aqua, substância líquida e incolor, insípida e inodora, essencial para a vida da maior parte dos organismos vivos, cobre 70% da superfície terrestre, sob a forma de mares, lagos e rios. Mas será que sabemos administrá-la racionalmente de forma sustentável? Será que se faz necessária a devastação ambiental, a degradação econômica e social dos povos tradicionais e suas matrizes culturais, para o pleno desenvolvimento do Brasil? O papo de hoje é sobre a importância da água e suas políticas de sustentabilidades econômica, social e ambiental no Brasil. Segundo o Ministério do Meio Ambiente brasileiro, a matriz energética do país é considerada a matriz mais “limpa” e renovável do mundo, sendo que 45,3% é de matriz[…]

Ping-pong com Mary Garcia Castro: Violências contra a mulher

Ping-pong com Mary Garcia Castro: Violências contra a mulher

A violência contra a mulher é uma temática que mexe com todos nós que buscamos uma sociedade melhor. Superar os estados de agressividade que atingem as mulheres é uma meta dos que querem um mundo menos hostil. Pensando no debate em que está inserida essa questão, a equipe da Rádio Anísio Teixeira conversou a professora Mary Garcia Castro sobre o assunto, tendo como inspiração o quadro Filmei! – Tapas na Alma, da TV Anísio Teixeira / Rede Anísio Teixeira. Mary é uma atuante socióloga, graduada pela Universidade Federal da Bahia e doutora pela Universidade da Flórida, além de pesquisadora da A Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais- Flacso e bolsista da CNPQ. Autora do livro Juventude e sexualidade no Brasil, juntamente com Miriam[…]

Cine PW: Notícias de uma Guerra Particular

Salve, salve, turma! O Cine PW traz mais uma dica para o Enem: o documentário “Notícias de uma Guerra Particular”. No intuito de discutir a relação de violência e poder entre o Estado e as instituições criminalizadas, o documentário retrata o cotidiano dos traficantes e moradores da favela Santa Marta, no Rio de Janeiro. Resultado de dois anos (1997 e 1998) de entrevistas com pessoas ligadas diretamente ao trafico de entorpecentes, com moradores que vislumbram esta rotina de perto e policiais, o filme traça um paralelo entre as falas de moradores, dos traficantes e da polícia, colocando todos no mesmo patamar de envolvimento em uma guerra que não é uma “guerra civil”, mas uma “guerra particular”. [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=5mOyYaE3KvA&w=420&h=315] O título do[…]

Cine PW: “Crianças Invisíveis”

Salve, turma! “Crianças invisíveis” é um filme composto por sete curta-metragens, filmados nos países da África (Mehdi Charef), Servia Montenegro (Emir Kusturica), Estados Unidos (Spike Lee), Brasil (Kátia Lund), Inglaterra (Ridley Scott), Itália (Stefano Veranuso) e China (Jonh Woo). De modo geral o filme descortina um mundo de negligência de cuidados, maus-tratos, violência psicológica e familiar, tráfico e uso de drogas, exploração de trabalho infantil e conflitos étnicos, políticos e econômicos, onde as crianças e adolescentes estão imersos. Diante desse cenário nos perguntamos: O que fazemos enquanto família, educadores(as), escola, políticos(as) e cidadãos(ãs) para mudar essa trágica realidade que aponta para futuros incertos?   [youtube http://www.youtube.com/watch?v=trGs9Jmeom0] Fonte: Crianças Invisíveis: Um filme sobre a violência em suas múltiplas formas.  

Cine PW: "Crianças Invisíveis"

Salve, turma! “Crianças invisíveis” é um filme composto por sete curta-metragens, filmados nos países da África (Mehdi Charef), Servia Montenegro (Emir Kusturica), Estados Unidos (Spike Lee), Brasil (Kátia Lund), Inglaterra (Ridley Scott), Itália (Stefano Veranuso) e China (Jonh Woo). De modo geral o filme descortina um mundo de negligência de cuidados, maus-tratos, violência psicológica e familiar, tráfico e uso de drogas, exploração de trabalho infantil e conflitos étnicos, políticos e econômicos, onde as crianças e adolescentes estão imersos. Diante desse cenário nos perguntamos: O que fazemos enquanto família, educadores(as), escola, políticos(as) e cidadãos(ãs) para mudar essa trágica realidade que aponta para futuros incertos?   [youtube http://www.youtube.com/watch?v=trGs9Jmeom0] Fonte: Crianças Invisíveis: Um filme sobre a violência em suas múltiplas formas.  

Cine PW: “Nós que aqui estamos por vós esperamos”

Olá, Turma! O cine PW apresenta o Documentário, “Nós que aqui estamos por vós esperamos”. Este belo trabalho de Marcelo Massagão faz uma leitura cinematográfica da obra “Era dos Extremos”, do historiador Eric Hobsbawm. A produção mostra através de montagem das imagens produzidas no século XX, o período de contrastes de um mundo que se envolve em duas guerras mundias, a banalização da violência, o homologaolvimento tecnológico, o aparecimento da sociedade de consumo. O documentário traz o surgimento do feminismo, a defesa dos direitos dos negros, o fordismo, as esperanças e loucuras das pessoas. [youtube http://www.youtube.com/watch?v=mOJYZSdmv8o] [youtube http://www.youtube.com/watch?v=maDnJcVbAoQ] Até mais, amig@s! Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/N%C3%B3s_que_Aqui_Estamos_por_V%C3%B3s_Esperamos

Cine PW: "Nós que aqui estamos por vós esperamos"

Olá, Turma! O cine PW apresenta o Documentário, “Nós que aqui estamos por vós esperamos”. Este belo trabalho de Marcelo Massagão faz uma leitura cinematográfica da obra “Era dos Extremos”, do historiador Eric Hobsbawm. A produção mostra através de montagem das imagens produzidas no século XX, o período de contrastes de um mundo que se envolve em duas guerras mundias, a banalização da violência, o desenvolvimento tecnológico, o aparecimento da sociedade de consumo. O documentário traz o surgimento do feminismo, a defesa dos direitos dos negros, o fordismo, as esperanças e loucuras das pessoas. [youtube http://www.youtube.com/watch?v=mOJYZSdmv8o] [youtube http://www.youtube.com/watch?v=maDnJcVbAoQ] Até mais, amig@s! Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/N%C3%B3s_que_Aqui_Estamos_por_V%C3%B3s_Esperamos

Nossos Colaboradores