Rede em Movimento

Tecnologia e Educação no CJCC – Vitória da Conquista

Tecnologia e Educação no CJCC – Vitória da Conquista

A Revolução Tecnológica ou Digital do Século XX traz em sua essência um novo sistema de comunicação que provocou e , continua a provocar, em pleno século XXI, uma dinâmica mudança e transformação na organização estrutural da sociedade, resultando em uma nova forma de organização social. Por quê? Porque o cenário social movido e transformado por pessoas conectadas, apresenta novas reconfigurações e significados, a partir da inserção de elementos universalizantes como: a linguagem, sons, cultura, política, economia, identidade, imagens que seguem alterando a economia, as identidades culturais, a sociabilidade, as atividades políticas e, em especial, a EDUCAÇÃO.

É nessa “pegada” sobre Tecnologia e Educação que o Rede em Movimento apresenta o trabalho criativo desenvolvido por Renata Valença Gondim e Márcia de Souza Santos, estudantes do Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) de Vitória da Conquista, que tiveram seus projetos apresentados em diversos eventos.

Saúde mental e prevenção ao suicídio no Colégio Estadual Manoel Vitorino

Saúde mental e prevenção ao suicídio no Colégio Estadual Manoel Vitorino

A presença das profissionais de psicologia no colégio Manoel Vitorino deu aos estudantes um espaço para que eles pudessem expressar e lidar com seus sofrimentos e angústias e, a partir daí, pudessem se dedicar ao que de fato lhes interessa: aprender.

Razão Celeste: mais que um jogo sobre astronomia

Razão Celeste: mais que um jogo sobre astronomia

Além do Razão Celeste (game sobre astronomia), projeto premiado, desenvolvido pelo estudante, chamam a atenção, na unidade de escolar, a realização de trabalhos harmônicos entre professores e estudantes, considerando a perspectiva de acompanhamento, apoio, criticidade, mediação, colaboração e as propostas pedagógicas inerentes aos processos educacionais vigentes na escola. Isso tem revelado fazeres educacionais muito significativos e que, há muito, fazem parte da realidade do Colégio Estadual Edvaldo Brandão Correia.

Ziziphus – Creme dental à base de Juazeiro

Ziziphus – Creme dental à base de Juazeiro

As estudantes do 2º ano do ensino médio, Amanda de Jesus Sobrinho e Maria Eduarda Cardoso de Oliveira, do Colégio Estadual Luís Cabral, do município de Canudos – Bahia, desenvolveram um creme dental à base de folhas ou casca da árvore juazeiro, também conhecido como juá. O experimento foi proposto como uma alternativa de higiene bucal a ser implementada na educação infantil daquele município.

Que inglês é esse que ensinamos nas escolas?

Que inglês é esse que ensinamos nas escolas?

Olá pessoal!

Ter fluência em inglês em muitas situações aparece como um diferencial, não é verdade? Mas o que estamos aprendendo do inglês em nossas escolas?

Existem quatro habilidades fundamentais : ouvir (listening), falar (speaking) , ler (reading) e escrever (writing). O que vemos é que, em muitas das nossas escolas, as atividades, na maioria das vezes, são direcionadas apenas para reading e writing.

Novembros negros e a Educação na Bahia

Novembros negros e a Educação na Bahia

A canção Me abraça e me beija, de Gileno Felix e Lazzo Matumbi diz: “Vem vem, dia 20 de novembro / Se todo dia é dia santo meu bem…”. A cada novembro no Brasil desde a necessária atuação dos movimentos negros a partir dos anos setenta se comemora o dia da Consciência negra, como uma lembrança da data em que morreu Zumbi dos Palmares, em 1695, numa emboscada contra a força do Quilombo dos Palmares, onde ele era um líder. Na Bahia, pensar o mês de novembro como um marco referencial para a luta antirracista é mais que uma obrigação de calendário. É uma obrigação de cidadania, de liberdade e de autonomia dos sujeitos. Nas escolas, desde que a Lei[…]

Mangá na Educação, uma experiência multimodal estudantil

Mangá na Educação, uma experiência multimodal estudantil

Olá pessoal! Tudo bem? Vocês já ouviram falar na FEBRACE ? E em Mangás? Pois é: a matéria da Rede em Movimento de hoje vai, através de um texto multimodal, tratar um pouco disso e de como eles se relacionam. A FEBRACE é a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, que tem por objetivo estimular o desenvolvimento de projetos criativos e inovadores, bem como, aproximar as escolas públicas e privadas das Universidades, e os jovens das diferente culturas e de reconhecidos cientistas. A FEBRACE assume um papel de cunho social relevante, tendo em vista o incentivo a criatividade e ao pensamento crítico dos sujeitos da educação básica, por meio de projetos com fundamentação científica. Na edição de 2018, a Feira[…]

Disciplina na UFBA discute ruptura democrática e o Golpe de 2016

Disciplina na UFBA discute ruptura democrática e o Golpe de 2016

No ano de 2016, o Brasil passou por um processo de ruptura traumático de sua democracia, com o impeachment que destituiu a Presidenta Dilma Rousseff, eleita com  54.501.118 votos . Esse é um tema que desperta interesse de uma grande parte da sociedade, tendo em vista que há controvérsias em relação a legitimidade sobre o modo como tudo aconteceu. Segundo pesquisa do Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação, 47,9% dos brasileiros e brasileiras dizem que houve um golpe no país em 2016. Portanto, persiste, entre muitas pessoas,  o sentimento de que  o processo de impeachment não tenha sido legítimo. Esse contexto  abriu  possibilidade para  que as universidades pudessem criar disciplinas cujo objetivo é discutir as características da ruptura na[…]

Com a palavra, Ninfa Cunha

Com a palavra, Ninfa Cunha

Em conversa com o Blog da Rede, gestora do Espaço Xisto Bahia fala de acessibilidade, educação e cultura O Blog da Rede bateu um papo muito interessante com Ninfa Cunha, produtora cultural, relações públicas, dançarina-intérprete e, atualmente, gestora do Espaço Xisto Bahia; função que exerce desde dezembro de 2015. Na conversa, Ninfa levantou questões importantes para a convivência em sociedade. A temática da acessibilidade esteve na pauta e ela, assertiva como sempre, pontuou que é preciso dar um passo a cada dia, mas que, pelo menos, a questão já é debatida. Assista ao vídeo abaixo e veja a opinião da gestora.   Em outro momento, Ninfa falou de toda a discussão gerada a partir do tema da prova de Redação[…]

Cultura Indígena Projetada

Cultura Indígena Projetada

Uma sala de projeção, escura. Sinal de que uma sessão de cinema está prestes a começar. Contudo, não se trata de uma sessão comum, bem que poderia ser. Em poucos instantes, o público vai se deparar com produções audiovisuais realizadas e protagonizadas por povos indígenas. A situação narrada pode até parecer ficção, principalmente quando a gente pensa na realidade desses povos no nosso país, mas não é. A cena descrita aconteceu durante o Cine Kurumin, em Salvador, no último dia 13, quando o Palacete das Artes recebeu parte da programação do evento. Tendo a frase “Da minha aldeia vejo o mundo” como uma forma de provocar, a mostra chegou à 6ª edição com status de festival, promovendo bate-papos após as[…]

Nossos Colaboradores