Literatura

Crônica do Bibliotecário

Por Raulino Júnior* O bibliotecário chega para mais um dia de trabalho, na maior biblioteca pública de sua cidade. Ducentenária, a unidade carrega histórias e é visitada todos os dias por estudantes, professores, pesquisadores e outros amantes da leitura. Hoje, 12 de março, é o dia dele. Dia do Bibliotecário. A data foi escolhida por ser também a de nascimento de Manuel Bastos Tigre, considerado o primeiro bibliotecário do país. O nosso amigo, protagonista desta crônica, se organiza no seu local de trabalho e aguarda os leitores, ansioso para ser lembrado pela data especial. Um grupo de estudantes se aproxima. Olha as prateleiras, conversa coisas amenas e sai. Nosso amigo fica com a esperança para ele. Uma senhora entra na[…]

Cine PW: Samba Riachão

O documentário Samba Riachão (2001), de Jorge Alfredo, é uma obra bastante significativa para quem quer saber e entender um pouco sobre a história do samba, principalmente o da Bahia. Ao colocar o sambista Riachão como protagonista, o cineasta produziu uma narrativa em que fica evidente o quanto Clementino Rodrigues, verdadeiro nome de Riachão, se confunde com o samba. E vice-versa. O nome do documentário já evidencia isso. É como se Jorge batizasse uma vertente do samba como sendo “Riachão”, para contrapor à samba-canção, samba de roda, samba-reggae e etc. Por isso, não há vírgula no título. O “Riachão”, no caso, não é vocativo; é adjetivo. Ou seja, o nome do filme não remete a um comando para que Riachão[…]

Radiola PW: Olhos Coloridos

Oi, pessoal! Tudo bem? A música Olhos Coloridos, composta por Macau e originalmente interpretada por Sandra de Sá, é o destaque da nossa Radiola PW! Antes de começarmos a falar da canção, vamos à letra: Olhos Coloridos (Macau) Os meus olhos coloridos Me fazem refletir Eu estou sempre na minha E não posso mais fugir… Meu cabelo enrolado Todos querem imitar Eles estão baratinados Também querem enrolar… Você ri da minha roupa Você ri do meu cabelo Você ri da minha pele Você ri do meu sorriso… A verdade é que você Tem sangue crioulo Tem cabelo duro Sarará crioulo… Sarará crioulo Sarará crioulo… A música foi gravada por Sandra de Sá, no LP homônimo, lançado pela RGE, em 1982.[…]

Tema é uma coisa; título, outra: vamos distinguir?

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está se aproximando e milhares de estudantes brasileiros devem estar, neste momento, estudando para ter um bom desempenho na avaliação, que acontecerá nos dias 8 e 9 de novembro de 2014. A redação do Enem é sempre motivo de muita especulação, principalmente no que diz respeito ao tema que será abordado. “Qual vai ser o tema deste ano?”, “Eu estou preparado (a) para dissertar sobre ele?”. Enfim, são muitos questionamentos. Contudo, você sabe distinguir “tema” de “título”? De acordo com o documento A Redação do Enem 2013: Guia do Participante, elaborado pelo Ministério da Educação e lançado, obviamente, no ano passado, com validade para 2014, não é obrigatório colocar título na redação. O[…]

Linhas para a eternidade

No dia 25 de julho, comemorou-se o Dia Nacional do Escritor. Por uma triste coincidência, apenas naquele mês, o Brasil ficou órfão de três importantes contadores de histórias através das linhas: João Ubaldo Ribeiro, Rubem Alves e Ariano Suassuna. João Ubaldo deixou o povo brasileiro no dia 18 de julho, aos 73 anos. Autor de obras emblemáticas da nossa literatura, como Sargento Getúlio e Viva o Povo Brasileiro, Ribeiro eternizou o Brasil nos seus livros. Ele falou de nossos costumes, de nossa história e de nossa irreverência, como fica evidente na narrativa de A Casa dos Budas Ditosos. João Ubaldo Ribeiro atuou na imprensa e se formou em Direito, apesar de nunca exercer a atividade. O que ele sabia fazer[…]

Copenhagen

Oi, turma! Tudo bem? O poema abaixo foi escrito por Vitor Moreira, um dos colaboradores do Blog do Professor Web. Ao acompanhar as notícias acerca da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP15), realizada em Copenhague (Dinamarca), em 2009, ele se sentiu estimulado a escrever sobre o evento. O Brasil participou das discussões. No texto, Vitor considera a forma como a humanidade trata do planeta como um “erro” e uma “rebeldia”. Na sequência, enfatiza que uma sociedade pode mostrar toda a sua fúria quando o seu império é arruinado. A destruição do meio ambiente pode suscitar até guerra entre países. Ele também não deixa de fazer críticas à apropriação dos recursos naturais pelo homem, evidenciados nestes versos: “Transforma produção em[…]

PW 2014 e as dicas de verão

2014 chegou trazendo sol, muito calor, férias e alegria! Mas, se você ainda não tem nada programado para este final de semana, não tem problema, temos muitas dicas de lazer com aprendizado para você se divertir! Quem está no interior, pode curtir o tradicional Circuito Cultural Boi de Janeiro, que promete agitar as acidades de Araci, Barrocas, Biritinga e Teofilândia. De hoje (03) à 06 de janeiro as cidades receberão os grupos culturais que passam pelas ruas e praças fazendo suas apresentações de Terno de Reis e do Boi da Janeiro. Já Salvador, Itaparica, Santo Amaro e Chapada Diamantina recebem o Encontro Internacional de Capoeira Angola, as atividades se estenderão até 10 de janeiro e contarão com capoeira angola, dança[…]

Relembrando nosso Novembro Negro

Olá, turma esperta.  Iniciaremos dezembro fazendo um breve histórico dos diálogos construídos ao longo do Novembro Negro aqui no blog. Durante esse período, discutimos a trajetória dos povos negros que contribuíram com a construção da cultura e com as características de nossa população, bem como compartilhamos conteúdos referentes à história de luta, resistência e conquista obtidas por estes povos que, ainda hoje, são vítimas de preconceitos, mas seguem se fazendo participantes e atuantes na história oficial brasileira. Em muitos dos nossos textos você encontra conteúdos das diversas áreas do conhecimento e com inúmeras referencias históricas. Vejamos um resumo do que rolou… Categorizamos nossas publicações em sessões para facilitar sua busca, como o Cine PW, que trouxe dicas de filmes e[…]

Um conto para fazer o pensamento ir além

 O livro Nas asas da liberdade, do escritor Rogério Andrade Barbosa, apresenta uma narrativa comovente, ao contar a história de uma comunidade africana denominada “Gullah”, na qual a população tinha o poder de voar. Os negros da Gullah, que recebiam esse nome por serem oriundos da Angola,  tinham conhecimentos sobrenaturais e asas da cor do ébano. A história une fantasia e traços da realidade, principalmente quando fala de sofrimento e de escravidão. O conto de Rogério Andrade Barbosa emociona quando coloca o leitor em contato com a história de um negro idoso Gullah, que era sábio e ensinava aos mais novos uma estratégia infalível para eles se livrarem do mal (no caso, a repressão e a subserviência): voar. Invocando a[…]

A crítica e a resistência na arte do Bando de Teatro Olodum

O Bando de Teatro Olodum foi fundado em outubro de 1990; o espetáculo Cabaré da RRRRRaça esteve envolvido numa polêmica mesmo antes de estrear;  hoje em dia, não existe nenhum vínculo entre  a banda Olodum e o Bando. Essas e outras informações estão presentes na estimulante biografia O Teatro do Bando: negro, baiano e popular, escrita pelo jornalista soteropolitano Marcos Uzel. Nela, Marcos convida o leitor a fazer um passeio por toda a trajetória do grupo criado por Márcio Meirelles e Chica Carelli. “A intenção é que sirva como um documento para a memória do teatro baiano”, é o que afirma Uzel, numas das páginas da obra, lançada em 2003. O Bando de Teatro Olodum nasceu de uma inquietação da[…]

Nossos Colaboradores