língua

10complica!

10complica!

Olá, você saberia,de primeira, afirmar qual a língua mais fácil de se aprender? Você tem interesse de aprender um novo idioma? Qual fator determinante você usaria para essa escolha? Seria para interesses profissionais ou hobby? Independentemente da intencionalidade, a verdade é que, em tempos de novas propostas e tendências educacionais, ante aos novos formatos exigidos no mundo do trabalho é inquestionável a importância do aprendizado de uma língua estrangeira tanto para o seu crescimento pessoal quanto profissional. Fig.1 Mapa Mundi De acordo com linguistas, o que pode ser apenas consenso: a facilidade para aprender pode ser compreendida pela árvore genealógica do idioma. A glotocronologia se encarrega de esclarecer alguns aspectos das famílias linguísticas. O Defense Language Institute (DLI) ,cuja sede[…]

Dia Nacional da Lei da Libras – Por uma sociedade inclusiva!

Olá, pessoal! Em 24 de abril de 2002, foi sancionada a Lei 10.436, a partir de então, nesta data celebramos o Dia nacional da lei da libras. Muito além das celebrações, essa Lei, figura como uma conquista para a comunidade surda em nosso país, pois reconhece a Língua Brasileira de Sinas – Libras, como meio legal de comunicação e expressão, assegurando assim, o uso e difusão desta, que é própria e natural da pessoa surda. Embora o acesso igualitário a educação, trabalho, bens ou serviços, seja legalmente instituído, sabemos que a realidade das pessoas com deficiência não corresponde ao que podemos qualificar de, no mínimo ideal, visto que, ainda vivemos em uma sociedade pouco inclusiva e de políticas públicas ineficazes.[…]

Tecnologias Educacionais para a Diversidade – “Índio Educa”

Fala, turma esperta! Sabemos que o Brasil teve em sua origem e formação a contribuição de povos das mais diversas origens, não é mesmo?! Exemplos vivos disso são a nossa variadíssima e deliciosa culinária, as nossas festas populares – explosões multicoloridas de beleza, ritmo e originalidade – e o nosso idioma, recheado de termos e expressões emprestadas de outras línguas, dando forma ao chamado “português do Brasil”. Uma dessas populações é a dos(as) nativos(as) brasileiros(as) ou “índios(as)” – termo reconhecidamente derivado de um engano identitário, fruto do primeiro contato dos colonizadores europeus com o que acreditavam ser os(as) habitantes das Índias, onde supunham ter aportado quando aqui chegaram nos idos de 1500 em busca de um atalho pelos mares até[…]

Nossos Colaboradores