Internet

Em tempos de fake news, leituras críticas…

Em tempos de fake news, leituras críticas…

Está todo mundo falando em fake news, do congresso americano, ao seu Francisco, dono da quitanda aqui da rua. Ele me contou que foi vítima de uma fake news. Um conhecido lhe mandou um zap com a foto de sua esposa saindo de um hotel com um homem desconhecido. Ele brigou com a esposa e acabou se separando dela por causa disso. Tempos depois, descobriu que a esposa estava falando a verdade e que o conhecido que lhe mandou o zap tinha interesse em prejudicá-lo. Agora, a esposa não quer mais saber dele. As fake news são os mais novos, ao mesmo tempo velhos, problemas da nossa sociedade. Novos, porque agora, difundidos pelas redes sociais e pelos dispositivos móveis, potencializam[…]

Os limites de exposição nas redes sociais

Os limites de exposição nas redes sociais

Na sociedade atual, o crescente avanço tecnológico e a popularização das chamadas “Redes Sociais” têm sido bom para uns e ruim para outros. As relações humanas têm esfriado e a capacidade de se comunicar a distância pode ser a causadora disso. A ausência da necessidade de estar presente no mesmo local que alguém, para dialogar com o mesmo, é um ponto delicado. Há uma linha tênue nesta imersão nas redes sociais e isso causa uma barreira de isolamento entre você e aqueles que estão à sua volta. De acordo com Magaldi Filho, a solidão é necessária, mesmo que em pequena quantidade, para o desenvolvimento pessoal de cada ser humano. Quando estamos sozinhos, percebemos quem realmente somos e descobrimos todas as[…]

Phubbing e WhatsAppinite: problemas do mundo contemporâneo!

Phubbing e WhatsAppinite: problemas do mundo contemporâneo!

Uma situação bastante comum nos dias de hoje, seja numa saída entre amigos, reunião de família, reunião de trabalho ou coisa do gênero, tem sempre alguém que não desgruda do celular. Já se sentiu irritado, incomodado ou anulado por alguém em situação igual ou semelhante? Mais precisamente, já disse ou ouviu essa frase: “Pare com esse celular!” Pois bem, esse tipo de comportamento tem mobilizado uma campanha de caráter global: “Stop phubbing!” Ela aborda um comportamento social alimentado cada vez mais pelos avanços tecnológicos oferecidos pelos Smartphones. A intenção maior da campanha, idealizada pelo estudante universitário australiano Alex High, é restaurar o contato social entre as pessoas. Fig.1Phubbing   Talvez você desconheça a palavra ou expressão. Como se pode observar[…]

O que mudou nas relações interpessoais com os avanços tecnológicos

O que mudou nas relações interpessoais com os avanços tecnológicos

Estudante-repórter: Cleise França* Tudo bem, galerinha?! Vamos ter uma reflexão sobre a tecnologia em nossas vidas e saber como ela mudou nosso comportamento?! O Blog da Rede percorreu o Instituto Anísio Teixeira (IAT) para falar sobre isso. A entrevistada da vez foi a Joseane de Jesus, de 34 anos, que trabalha no IAT como auxiliar administrativa. Ela diz que os avanços tecnológicos trouxeram benefícios na vida de todos, como a possibilidade de ver um parente que está distante. Mas ela afirma que o uso da internet tem que ter limites, apesar de algumas pessoas não terem. “O limite tem que ter em relação às imagens pornográficas, ao acesso de contas bancárias e o uso de fotos sem permissões, para postar[…]

Rafael Lange, o Cellbit e a influência dos jogos.

Rafael Lange, o Cellbit e a influência dos jogos.

Estudante-repórter: Lorena Souza* Rafael Lange, mais conhecido como Cellbit, é um dos criadores de conteúdos para internet que bombam por aí! Ele, um jogador nato, contou para a gente como os jogos influenciam na vida dos jovens e como enxerga o mercado dos games daqui a 10 anos. Vem conferir! ________________ *Lorena Souza tem 16 anos, é estudante do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira e integra a equipe da Cobertura Colaborativa Estudantil 2017.

A influência da robótica na vida dos estudantes

A influência da robótica na vida dos estudantes

Estudante-repórter: Lorena Souza* No maior evento de tecnologia do Brasil, a Campus Party, ocorreu a Olimpíada Brasileira de Robótica 2017. Mas, antes da disputa, todos os competidores participaram da parte teórica, na qual aprimoraram seus conhecimentos para ir com tudo para a segunda parte da competição: a parte prática. Ela foi dividida em dois níveis: um para alunos do ensino fundamental e outro que engloba aqueles do ensino médio e técnico. Lá, conversamos com o aluno Gabriel dos Santos, sua mãe, Paula Aparecida, e o professor Fernando, para saber mais sobre o evento e a influência da robótica na vida do estudante. Vem ver! ________________ *Lorena Souza tem 16 anos, é estudante do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira e integra[…]

Vc jaH imaginoW t D encaraH 1 textU TdO escritU assim?

Vc jaH imaginoW t D encaraH 1 textU TdO escritU assim?

    A escrita surgiu tardiamente, se comparada ao aparecimento da linguagem, mas, sem dúvida, trouxe importantes mudanças no mundo: desenvolveu a comunicação entre os homens, permitindo-lhes derrubar barreiras que serviam de distanciamento entre grupos, oportunizou intercâmbio, trocas de informação, preservação da memória, além de favorecer o desenvolvimento intelectual do ser humano.     Este processo segue em constante evolução, afetado fortemente pelo avanço das novas tecnologias, mais recentemente pelas chamadas Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs). A partir do final do século passado, a internet e, mais especificamente, a comunicação por ela proporcionada, revelou-se como a maior revolução na comunicação, desde a invenção da escrita. Todos os meios de comunicação até então em uso proporcionaram, de modo mais[…]

Povos Indígenas e a Tecnologia

Povos Indígenas e a Tecnologia

E aí, galera! Será que conhecemos mesmo os nossos povos? Atualmente muitas pessoas ainda acreditam que os povos indígenas devem viver reclusos na mata, isolados da civilização e longe das tecnologias. “Estar incluído nas novas tecnologias não altera em nenhum momento a identidade de nenhum povo, a identidade indígena continua viva e crescendo a cada dia. Identidade étnica não altera com sua profissão, ou com seu meio de comunicação. A identidade indígena está nos traços natos, nos ideais, na natureza está no dia a dia, está com cada um cidadão que faz parte dessa imensa família chamada indígena.” (Alex Maurício – ÍNDIO QUER SE CONECTAR E ENTRAR NA REDE, Publicado em: 28/06/2012) A internet não torna os indígenas menos indígenas,[…]

O Olhar Digital

O Olhar Digital

E aí, galera! Será que estamos a sós na internet? “…Pois, em algum lugar, Há sempre alguém a nos observar com atenção Mesmo sem a gente saber Ou sequer perceber, querer Ou notar, Diante de alguma tela indiscreta de observação! Porque somos todos deuses e seus filhos E independentes de escuridão ou brilhos, Estamos todos numerados, rastreados, Cadastrados, fotografados…” (trecho da poesia “Olhares Vigilantes do Sisttema” – Patrício Franco) A poesia de Patrício Franco serve de alerta para as pessoas que utilizam a internet no seu cotidiano, de que “Há sempre alguém a nos observar com atenção, mesmo sem sequer perceber, ou notar” para no mostrar que, a cada link clicado, página acessada e conteúdo compartilhado, sem sequer notarmos, estamos[…]

Cine PW – Bichas, o documentário

Olá, cinéfilos! Tudo bem? Estamos na semana de Gênero e Sexualidade e, para fomentar essa discussão, o Cine PW traz a obra “Bichas, o documentário”, um filme que retrata a vivência de seis jovens e as barreiras sociais que são encontradas no dia a dia. Dirigido por Marlon Parente, esse documento propõe uma revisão no olhar sobre a palavra “bicha”, que é comumente usada de forma ofensiva para ser tomada como um elogio, através da afirmação e do orgulho de ser homossexual. O documentário, que foi lançado dia 20 de fevereiro de 2016, apresenta também um diálogo sobre a violência e a intolerância, através das histórias que são contadas. As falas dos entrevistados provocam uma reflexão sobre os efeitos da[…]

Nossos Colaboradores