indígenas

Primeiros habitantes

Primeiros habitantes

Havia uma coisa que a primeira professora do lugar onde nasci não sabia. E se soubesse, teria procedido de um outro modo. É que sua escola ficava muito próxima da zona rural da cidade de Camacã e, com frequência, era visitada por alguns indígenas locais.

Tecnologia nas aldeias

Tecnologia nas aldeias

Estudante-repórter: Lorena Souza* Nos dias de hoje, a tecnologia está aí para quem quiser contar a sua verdade! E assim, a pataxó e estudante de fisioterapia, Vanessa Carvalho, contou para a gente como sua aldeia utiliza os meios tecnológicos para contar a realidade dos indígenas, sem aqueles velhos conhecidos estereótipos vistos em filmes, livros e novelas, que a mídia tradicional ainda apresenta. Além disso, Vanessa contou muito mais, com um discurso megaimportante, que todos nós deveríamos prestar bastante atenção! Quer saber mais? É só apertar o play! ________________ *Lorena Souza tem 16 anos, é estudante do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira e integra a equipe da Cobertura Colaborativa Estudantil 2017.

Estatística Indígena

Estatística Indígena

  Olá, pessoal! No Brasil, até a década de 80, acreditava-se que os povos indígenas estavam a caminho da extinção. Segundo o CEDI – Centro Ecumênico de Documentação e Informação, a população indígena estimada era de, apenas, 204.000 habitantes, quando a população brasileira era de, aproximadamente, 133 milhões de habitantes. Ou seja, a população indígena brasileira era de aproximadamente 1,53% do total da população. O País tinha cerca de 662 terras indígenas. Nas décadas seguintes, no entanto, essa tendência se reverteu, houve rápido crescimento populacional verificado na maioria dos grupos, todavia, o Censo 2010 revelou algo preocupante. Acompanhe os dados. De acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizado em 2010, a população brasileira[…]

Os Aspectos da Interculturalidade da Saúde Indígena: Uma Questão de Participação e Interdisciplinaridade

Os Aspectos da Interculturalidade da Saúde Indígena: Uma Questão de Participação e Interdisciplinaridade

Vamos pensar na saúde dos povos indígenas? Abrimos o mês temático em homenagem aos povos indígenas fazendo uma problematização a respeito dos aspectos interculturais, participação e interdisciplinaridade na assistência à saúde pública das etnias indígenas. Nesse contexto, podemos entender quão importante se faz a compreensão da organização na prestação dos serviços de acesso à saúde. Então, de acordo com os dados do IBGE publicados em 2010, a presença de índios no Brasil, está mapeada e distribuída em área urbana e rural com 897 mil indivíduos em todas as unidades federativas do Brasil com variados aspectos de diversidade cultural exigindo especificidade e diferenciação de elaboração e implantação de políticas públicas. O Direito à Atenção Básica deve ser assegurado a todos os[…]

Cabelo Moicano

Êa, galera esperta! Se você tem esse corte de cabelo maneiro aprenda de onde ele veio e o que ele representa. O moicano é um corte de cabelo de origem indígena que era usado pelos povos moicanos, iroqueses e cherokees. Este corte de cabelo tem envolvimento direto com os índios moicanos que preferiam morrer a deixar serem controlados pelos homens brancos que chegaram a seus territórios; por isso, os punks usam este tipo de corte para simbolizar a sua ideologia com o lema: “é preferível morrer do que viver como um fantoche”. O estilo caracteriza-se por possuir uma crista no meio da cabeça geralmente raspada dos lados, embora, historicamente, os indígenas arrancavam os cabelos dos lados ao invés de rasparem.[…]

Chegada dos portugueses ao Brasil

Olá, turma! Como todos sabem, no dia 22 de abril é comemorado o Descobrimento do Brasil, não é verdade? Mas, como podemos afirmar que essas terras foram descobertas, se nelas já existiam centenas de milhares de habitantes? Bem, para melhor compreender esses questionamentos é preciso voltar um pouco na história. Nos últimos anos que antecederam as Grandes Navegações, Portugal vivenciava uma grave instabilidade econômica, dentre outros fatores, devido as revoltas camponesas que se alastravam na Europa. Naquele momento o mercantilismo foi adotado como política econômica para garantir os privilégios da nobreza abalada com a crise do feudalismo. Em busca de novos mercados, Portugal lançou-se ao mar. Essa expansão marítima resultou na vitória da burguesia sobre os interesse da nobreza. Em[…]

TERRA é PAZ é a proposta dos Tupinambá para a Semana do Índio (BA)

TERRA é PAZ é a proposta dos Tupinambá para a Semana do Índio Todo dia é dia de Índio. Neste espírito começa amanhã (16/04) as celebrações pelo dia 19/04 reservada no calendário oficial brasileiro para homenagear os mais antigos moradores dessas terras, hoje chamadas de Brasil. A cultura indígena está presente em nosso cotidiano em diversos contextos. A convivência com outras culturas vindas pelo atlântico adicionaram cores e sabores ao remix cultural existente no Brasil. A canoa, a rede, a peneira, o pilão, as palhoças de praia, as pinturas tribais, os adereços com penas são algumas das técnicas indígenas que encontramos na atu. Além das tecnologias os conhecimento sobre as ervas medicinais e a produção de farinha e macaxeira (aipim)[…]

Nossos Colaboradores