Escravidão

Culto a Nossa Senhora da Boa Morte, Resistência e Luta do Povo Negro Contra a Escravidão

  De que forma a fé e a devoção à Nossa Senhora da Boa Morte tem a ver com a luta e resistência do povo negro contra a escravidão na Bahia oitocentista? Para sabermos mais sobre esse assunto, é preciso viajarmos pela história, atravessando o oceano Atlântico, em direção a Portugal! As confrarias, dentre as quais situamos as irmandades e ordens terceiras, surgem em Portugal no século XIII. Tinham por objetivo primeiro assistir a seus membros e demais pessoas não associadas em tempos difíceis da vida, segundo o professor de história João José Reis. Formada por pessoas leigas, as irmandades necessariamente deveriam buscar abrigo em uma igreja, podendo também construir uma. A partir da expansão marítima, esta forma de “agremiação”[…]

SOS

    Fig.1 Tráfico humano Yes. SOS – Save Our Souls, ou seja, “Salve nossas almas.” O texto começa com esse apelo! Um pedido de socorro! O papo é muito sério. Muitas pessoas estão clamando por SOS! O Tráfico de Seres Humanos (TSH) é um fenômeno de caráter mundial, pois atinge países em diferentes partes do mundo, de acordo com informações da Organização das Nações Unidas (ONU). Em inglês, conhecido por human trafficking ou trafficking in persons, remonta a tempos antigos e aponta que o escravagismo ou escravidão resulta na “coisificação” do sujeito, pois na Idade Antiga, algumas sociedades definiam legalmente o escravo como mercadoria. Tomava-se posse da vida do outro de diferentes formas para a exploração econômica ou social[…]

Ser negro no Brasil hoje

O livro Ser negro no Brasil hoje, da antropóloga Ana Lúcia Valente, é uma obra interessante, que traz questionamentos contundentes para o debate em torno da situação dos negros brasileiros. Lançado em 1987, o livro discute com propriedade aspectos da cultura negra e faz com que o leitor reflita sobre a temática. Logo na introdução, Ana Lúcia provoca: “Você já pensou sobre o que é ser negro no Brasil?”. E você que está lendo este texto, já pensou? O 1º capítulo, Contextualizando a questão, traz um apanhado sobre o que é ser negro no Brasil, retoma o passado e fala do falso mito da democracia racial brasileira. Para desfazer tal ideia, Ana Lúcia propõe que o preconceito e a discriminação[…]

Cine PW: Uma história de amor e fúria

Salve, salve turma! O Cine PW indica hoje a animação “Uma história de amor e fúria”. A animação retrata o amor entre um herói imortal e Janaína, a mulher por quem é apaixonado há 600 anos. Como pano de fundo do romance, o longa de Luiz Bolognesi ressalta quatro fases da história do Brasil: a colonização, a escravidão, o Regime Militar e o futuro, em 2096, quando haverá guerra pela água. Destinado ao público jovem e adulto com traço e linguagem de HQ, o filme traz Selton Mello e Camila Pitanga dublando os protagonistas. A obra conta ainda com a participação de Rodrigo Santoro, na pele do chefe indígena e de um guerrilheiro. (Fonte) [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=e8pzqnvV4AY&w=560&h=315]

Zózimo Bulbul: vida e resistência!

Olá, turma esperta! Faleceu ontem, 24/01, o ator, diretor de cinema e um dos maiores militantes da cultura negra do Brasil: Jorge da Silva, conhecido artisticamente como Zózimo Bulbul. Zózimo lutava contra um câncer no intestino desde meados de 2012 e foi enterrado no início da tarde desta sexta-feira, 25/01, no Rio de Janeiro, sua cidade natal. Tendo iniciado sua carreira no Centro Popular de Cultura (CPC) da UNE – União Nacional dos Estudantes – participou de mais de 30 filmes, sendo um dos principais atores do Cinema Novo, em produções de diretores como Glauber Rocha, Cacá Diegues e Leon Hirzman e o primeiro protagonista negro em uma novela brasileira, quando atuou em Vidas em Conflito (1969), da extinta TV Excelsior,[…]

Novembro Negro e Reparação

 Olá, pessoal! Mês de tratar da importância da pessoa afro-descendente. É quando mais se refere às questões como: cotas, reparação, preconceitos, identidades e orgulho dos negros e pardos no Brasil. A reflexão proposta neste espaço diz respeito ao termo reparação. Há que se compensar os(as) brasileiros(as) afro-descendentes? Claro que sim! É claro também que muitos(as) ainda discordam. A reparação se faz necessária quando algo foi feito de forma equivocada e produziu efeitos danosos a outrém. Danos como a escravidão de qualquer ser humano são irreparáveis. Não há como voltar no tempo… O que não pode é continuar fingindo que o que passou, passou e pronto! Pensar e agir assim seria o mesmo que naturalizar a forma que negros e negras[…]

Cine PW – “Amistad” e “Besouro”

Salve, turma! O PW convida a tod@s a assistirem duas belas obras sobre a escravidão, “Amistad” e “Besouro”. “Amistad”   [youtube=http://youtu.be/KP0hwVVUTac] A história remonta ao ano de 1839 e é baseada em factos verídicos que ocorreram a bordo do navio La Amistad. O filme relata a luta de um grupo de escravos africanos em território americano, desde a sua revolta até seu julgamento e libertação. Através desta trama de forte conteúdo emocional, é possível conhecer as condições de captura e transporte de escravos africanos para os trabalhos na América do Norte, a máquina jurídica americana de meados do século XIX e o germe das primeiras medidas para a abolição da escravatura naquele território. “Besouro”  [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=btOzK8NrOGA] Bahia, década de 20. No[…]

Cine PW – "Amistad" e "Besouro"

Salve, turma! O PW convida a tod@s a assistirem duas belas obras sobre a escravidão, “Amistad” e “Besouro”. “Amistad”   [youtube=http://youtu.be/KP0hwVVUTac] A história remonta ao ano de 1839 e é baseada em factos verídicos que ocorreram a bordo do navio La Amistad. O filme relata a luta de um grupo de escravos africanos em território americano, desde a sua revolta até seu julgamento e libertação. Através desta trama de forte conteúdo emocional, é possível conhecer as condições de captura e transporte de escravos africanos para os trabalhos na América do Norte, a máquina jurídica americana de meados do século XIX e o germe das primeiras medidas para a abolição da escravatura naquele território. “Besouro”  [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=btOzK8NrOGA] Bahia, década de 20. No[…]

TRIBUTO LUIZ GAMA – ANO II

Êa, turma! “Quem é bode, berra!” Fazendo referência ao poema “Quem sou eu?” – mais conhecido como “Bodarrada”, de 1859 – o público era convidado a participar das atividades do Tributo Luiz Gama que, em seu segundo ano, homenageia o escritor, jornalista e advogado baiano, uma das mais atuantes e combativas personalidades brasileiras engajadas nas lutas contra a escravidão no Brasil, conhecidas como Campanha Abolicionista. Isso porque “bode” era um dos apelidos dispensados aos(às) que, como Gama, eram negros(as), na tentativa de ridicularizá-los(as). A ação, que aconteceu no último domingo, 26/08, na praça que leva o nome do homenageado – localidade conhecida como Largo do Tanque, no bairro da Liberdade – apresentou um resumo da vida e da obra do[…]

Parque Memorial Quilombo dos Palmares – Passeio Virtual

Olá, pessoal! Tudo em paz? Conhecer a nossa história é sempre uma aventura, não é verdade? Pois é! Só através dela podemos de fato construir a nossa identidade para sermos atuantes na sociedade. Trazermos à memória os momentos bons, ruins ou que marcaram a nossa trajetória, é imprescindível para o nosso amadurecimento e concepção de tudo que nos rodeia. Desta forma, hoje queremos convidá-los para um passeio virtual na história de lutas, cultura e contribuições do negro no Brasil, através do site “Parque Memorial Quilombo dos Palmares”, mantido pela Fundação Palmares. “Primeiro equipamento do gênero no País, o Parque Memorial Quilombo dos Palmares reconstitui o cenário de uma das mais importantes histórias de resistência à escravidão ocorridas no mundo: a[…]

Nossos Colaboradores