Educação

A análise da tecnologia no nosso meio

A análise da tecnologia no nosso meio

Estudante-repórter: Lorena Souza* Em sua primeira visita a Campus Party, Gleide Bacelar, analista de sistemas, estava com uma megaexpectativa sobre o evento e a imersão dos jovens na tecnologia profissional! Mas, apesar disso, ela não acredita que a tecnologia estará acessível para todos daqui a dez anos. Quer saber por quê? Pega a pipoca e vem assistir! ________________ *Lorena Souza tem 16 anos, é estudante do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira e integra a equipe da Cobertura Colaborativa Estudantil 2017.

Campus Party promove workshop sobre como criar uma narrativa interativa para o RPG com métodos educacionais

Campus Party promove workshop sobre como criar uma narrativa interativa para o RPG com métodos educacionais

Estudante-repórter: Gilana Ferreira* No segundo dia da maior feira tecnológica do Brasil, que está acontecendo em Salvador (Arena Fonte Nova), foi realizada uma palestra sobre como criar uma narrativa interativa para o RPG com métodos educacionais, com o palestrante Luis Lima. O objetivo do workshop foi trabalhar com as questões educacionais nas práticas de diferentes jogos de RPG (Role-Playing Game. Em português, “Jogo de Interpretação de Papéis”). Esse workshop é um trabalho feito pelo grupo Matilha – Os Filhos de Gaia, que tem como objetivo fundamental trazer para a vida das pessoas o RPG como o grande jogo que ele é e com todos os benefícios. Na palestra, eles trabalharam métodos pedagógicos que podem ser desenvolvidos por um narrador enquanto[…]

Praças da Ciência

Praças da Ciência

Olá, pessoal. Tudo bem! Vocês já visitaram uma ‘Praça da Ciência’? Hoje vamos falar sobre esse importante equipamento montado em vários municípios baianos, inclusive em Salvador. O ‘Praças da Ciência’ é um projeto implantado pela Secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia com o intuito de incentivar a popularização da ciência. Para potencializar a construção de novos saberes pelos visitantes das praças, o projeto conta com a parceria do Programa de Ciência, Empreendedorismo e Inovação da Bahia, da Secretaria da Educação do Estado e com as prefeituras dos municípios onde foram implantadas. A proposta das Praças da Ciência é implantar experimentos em praças públicas de 40 municípios, contendo oito brinquedos lúdicos (balanços de comprimentos diferentes, alavanca, cadeira[…]

Fique ligado!

  Olá, pessoal! Preparado? É positivamente válido revelar experiências exitosas no cenário educacional, notadamente, quando elas vêm de sujeitos que valorizam e lutam por uma educação cada vez melhor. O quadro “Faça Acontecer” que integra o Programa Intervalo da TV Anísio Teixeira (TVAT)/ Rede Anísio Teixeira  trata-se de um documentário em que, educandos da rede estadual de ensino, participam de atividades, seleções ou premiações incentivadas pela Secretaria Estadual de Educação e Cultura / SEC. Atavés dos projetos que estimulam o pensar educativo, científico, cultural e tecnológico orientados pela Lei de Diretrizes e Bases (Lei 9394 de 20 de dezembro de 1996) como: Festival Anual da Canção Estudantil (FACE), Artes Visuais Estudantis (AVE),Projeto Tempos de Arte Literária (TAL),Produções Visuais Estudantis (PROVE), Feiras[…]

O retorno da máquina de ensinar?

Atualmente, muitos cursos on-line e programas de aprendizagem promovem a interação entre o aprendiz e o conteúdo a ser aprendido sem a intermediação de um professor. Mas, você sabia que no século passado professores já foram substituídos por máquinas de ensinar?  Figura 01: Maquina de ensinar de Skinner Fonte: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/18/Skinner_teaching_machine_01.jpg Conheça a Máquina de Ensinar de Skinner (Figura 01), importante psicólogo e pesquisador educacional americano e um dos principais defensores do behaviorismo, assistindo ao vídeo disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=vmRmBgKQq20 [youtube https://www.youtube.com/watch?v=4BBGyZGEfY8&w=560&h=315] Segundo o próprio Skinner no vídeo, as características da máquina de ensinar  são descritas assim: o estudante está livre de indecisão ou ansiedade sobre seu sucesso ou falha; leva mais rapidamente a formação do comportamento correto; seu trabalho é prazeroso; ele não[…]

Oficina para a Produção de Mídias na Educação e Cobertura Colaborativa 2016

Oficina para a Produção de Mídias na Educação e Cobertura Colaborativa 2016

A última Oficina para a Produção de Mídias na Educação (PME), do ano de 2016, oferecida no período de 7 a 24 de novembro, pela Rede Anísio Teixeira (Programa de Difusão de Mídias e Tecnologias Educacionais Livres da Rede Pública Estadual de Ensino), estimulou, mais uma vez, o uso crítico e reflexivo das tecnologias da informação e da comunicação (TICs). Estudantes da rede pública estadual de ensino fizeram uma imersão no Instituto Anísio Teixeira (IAT) a fim de saber um pouco mais sobre Softwares e Licenças Livres, Produção Textual para Multimeios, Fotografia e Produção Audiovisual, módulos que fazem parte do currículo do curso. Durante a oficina, os estudantes tiveram aulas teóricas com as especificidades de cada módulo e puderam colocar em[…]

Arena Games e Educação

Arena Games e Educação

Estudante-repórter: Lucicarla Lima O I Congresso Baiano de Inovação e Tecnologia na Educação (Inovatec) trouxe novidades também para os estudantes, como o uso de games como meio de aprendizagem. Com o universo dos games, a complexa linguagem de programação se torna mais prazerosa e interessante para os estudantes. Esse é o objetivo da Arena Games. A professora de informática, Patrícia Melo, que ensina Lógica e Técnica de Programação, no Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira (CEAAT), conta que a proposta é trazer jogos, como o Sudoku, para os estudantes aprenderem a homologaolver raciocínio lógico. Assim, o processo educacional fica muito mais lúcido. Para Patrícia, é evidente os benefícios que os jogos possibilitam para os educandos. André Felipe, estudante do CEAAT, participou do[…]

A importância da produção de mídias na educação

A importância da produção de mídias na educação

Estudante-repórter: Carol Aguiar O mundo está passando por um processo de mudanças tecnológicas e, para a educação se adequar, é necessário estimular os estudantes, fazendo o uso das tecnologias da informação e da comunicação na escola. A fotografia, por exemplo, pode ser um instrumento de auxílio na educação, pois podemos apresentar trabalhos, divulgar eventos, denunciar problemas, entre outras coisas. Nesta formação, aprendi coisas novas, obtive informações que geraram conhecimento e que vão ser essencial para a minha vida. Com essa experiência, vou poder fazer coisas novas e ajudar pessoas. Carol Aguiar tem 17 anos, é estudante do Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira, localizado em Salvador, e faz parte da equipe da Cobertura Colaborativa[…]

Estudantes da Rede Pública Estadual realizam Cobertura Colaborativa do Inovatec

Estudantes da Rede Pública Estadual realizam Cobertura Colaborativa do Inovatec

Estudante-repórter: Roniton Fernandes O I Congresso Baiano de Inovação e Tecnologia na Educação (Inovatec) começou, hoje, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), e junto com ele a Cobertura Colaborativa 2016. Na atividade, estudantes da rede pública trabalham coletivamente no intuito de transmitir os principais acontecimentos do evento. A turma teve duas semanas de preparação para a Cobertura Colaborativa. Os participantes assistiram aulas teóricas e homologaolveram atividades práticas, com produção de vídeo, de texto e de fotografia. Antes do início da Cobertura, a equipe do blog conversou com alguns estudantes para saber quais eram as expectativas de alguns deles: Andrei Dória, estudante do Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira. Função na cobertura: editor de vídeo. “Todo processo[…]

Tecnologias Educacionais e o Antirracismo

  No mês dedicado à Consciência Negra, o Instituto Federal de Brasília (IFB) organizou a Semana de Reflexões Sobre Negritude, Gênero e Raça – SERNEGRA. Diz respeito a um evento técnico-científico, idealizado e organizado pelo Grupo de Pesquisa Estudos Culturais Sobre Classe, Gênero e Raça. Neste ano (2016), aconteceu a quinta edição do SERNEGRA, trazendo reflexões sobre a luta antirracista no Brasil, a teoria e a práxis decolonial, abordando os eixos: a colonialidade do poder, do saber e fazer ser, debruçada sobre questões como a Geopolítica do Poder e a possibilidade de uma arte e de uma pedagogia decolonial. A interculturalidade é o ponto forte desse Seminário, que contou com apresentações artísticas, oficinas, debates, filmes, palestra, simpósios temáticos com algumas[…]

Nossos Colaboradores