Vídeo

Tecnologia na Educação, ferramenta ou metodologia?

Tecnologia na Educação, ferramenta ou metodologia?

A tecnologia aqui apresentada, já é algo corriqueiro entre os estudantes, faz parte da vida deles, e nesse sentido, a escola precisa, de maneira coerente, também se inserir nesse contexto. É através da boa mediação docente e do estímulo ao uso qualificado das TDIC pelos estudantes, que a escola, efetivamente, possibilitará aos jovens o protagonismo crítico necessário, dificultando assim, que estes sujeitos sejam muitas vezes subjugados no universo tecnológico em que vivemos.

O pensar antes

O pensar antes

Olá, pessoal! Tudo bem? Textos imagéticos e sonoros, o fazer e os discursos audiovisuais que, contemporaneamente, nos cercam – sobretudo após o boom das redes sociais e no acesso das pessoas aos smartphones – estão em toda parte e cada vez mais vão sendo produzidos e se proliferando, muitas vezes, de forma indiscriminada. Isso vem acontecendo, independente dos realizadores, produtores em questão, serem profissionais da área de Comunicação e de terem conhecimento técnico, específico acerca de como planejar profissionalmente seus discursos em formato de vídeo. Isso, por um lado, pode ser interessante, se pensarmos que a possibilidade de produção e difusão desse conteúdo multimodal está cada vez mais ao alcance de muitas pessoas, mas também tem o lado ruim que[…]

Por que uma pedagogia dos multiletramentos?

Por que uma pedagogia dos multiletramentos?

Olá, companheiros! Vamos refletir um pouco sobre produções textuais multissemióticas que envolvem discursos multimídia, e que, sobretudo entre os mais jovens, já fazem parte do contexto comunicacional contemporâneo. É urgente que a escola do século XXI, pelo menos, pense e debata sobre uma “pedagogia dos multiletramentos”, ou seja, é preciso propor ações pedagógicas que potencializem a leitura, escrita e possibilidades comunicativas que considerem, com relevância, a multiplicidade cultural e semiótica presente em nossa sociedade.   No livro “Multiletramento na escola (2012), Roxane Rojo destaca e discute ideias muito importantes, que alicerçam os estudos e a necessidade de uma “pedagogia dos multiletramentos”. Uma dessas discussões versa sobre as “culturas valorizadas versus culturas desvalorizadas”, ou seja, a cultura que, há tempos, a escola valoriza[…]

Corpo de Bombeiros Militar da Bahia: luz, câmera, ação!

Corpo de Bombeiros Militar da Bahia: luz, câmera, ação!

Olá, pessoal! Nos dias 27, 28 e 29 de novembro, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), a Rede Anísio Teixeira ministrou um Workshop sobre produção audiovisual. O mesmo teve, como publico de destino, alunos oficiais do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia. Foram quarenta e oito participantes que, durante os três dias de evento, demosntraram muito interesse e proatividade em relação ao conteúdo abordado. Esse encontro possibilitou, por demanda do Corpo de Bombeiros, o trabalho com um dos cinco módulos (Uso de software e licenças livres, Produção textual para multimeios, Fotografia, Produção audiovisual e Rádio) que fazem parte da formação “Produção de Mídias na Educação” da Rede AT. Nesse sentido, durante os encontros, foi trabalhado o módulo de “Produção audiovisual”, considerando[…]

Tecnologia nas aldeias

Tecnologia nas aldeias

Estudante-repórter: Lorena Souza* Nos dias de hoje, a tecnologia está aí para quem quiser contar a sua verdade! E assim, a pataxó e estudante de fisioterapia, Vanessa Carvalho, contou para a gente como sua aldeia utiliza os meios tecnológicos para contar a realidade dos indígenas, sem aqueles velhos conhecidos estereótipos vistos em filmes, livros e novelas, que a mídia tradicional ainda apresenta. Além disso, Vanessa contou muito mais, com um discurso megaimportante, que todos nós deveríamos prestar bastante atenção! Quer saber mais? É só apertar o play! ________________ *Lorena Souza tem 16 anos, é estudante do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira e integra a equipe da Cobertura Colaborativa Estudantil 2017.

A análise da tecnologia no nosso meio

A análise da tecnologia no nosso meio

Estudante-repórter: Lorena Souza* Em sua primeira visita a Campus Party, Gleide Bacelar, analista de sistemas, estava com uma megaexpectativa sobre o evento e a imersão dos jovens na tecnologia profissional! Mas, apesar disso, ela não acredita que a tecnologia estará acessível para todos daqui a dez anos. Quer saber por quê? Pega a pipoca e vem assistir! ________________ *Lorena Souza tem 16 anos, é estudante do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira e integra a equipe da Cobertura Colaborativa Estudantil 2017.

Rafael Lange, o Cellbit e a influência dos jogos.

Rafael Lange, o Cellbit e a influência dos jogos.

Estudante-repórter: Lorena Souza* Rafael Lange, mais conhecido como Cellbit, é um dos criadores de conteúdos para internet que bombam por aí! Ele, um jogador nato, contou para a gente como os jogos influenciam na vida dos jovens e como enxerga o mercado dos games daqui a 10 anos. Vem conferir! ________________ *Lorena Souza tem 16 anos, é estudante do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira e integra a equipe da Cobertura Colaborativa Estudantil 2017.

A influência da robótica na vida dos estudantes

A influência da robótica na vida dos estudantes

Estudante-repórter: Lorena Souza* No maior evento de tecnologia do Brasil, a Campus Party, ocorreu a Olimpíada Brasileira de Robótica 2017. Mas, antes da disputa, todos os competidores participaram da parte teórica, na qual aprimoraram seus conhecimentos para ir com tudo para a segunda parte da competição: a parte prática. Ela foi dividida em dois níveis: um para alunos do ensino fundamental e outro que engloba aqueles do ensino médio e técnico. Lá, conversamos com o aluno Gabriel dos Santos, sua mãe, Paula Aparecida, e o professor Fernando, para saber mais sobre o evento e a influência da robótica na vida do estudante. Vem ver! ________________ *Lorena Souza tem 16 anos, é estudante do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira e integra[…]

2 DE JULHO

Olá, galera esperta! O mês de julho está prestes a começar e com ele vem um dos dias mais importantes na construção da independência do Brasil. Mais que isso, as histórias que envolvem o 2 de julho mostram personagens que fizeram trajetórias marcantes na historicidade da Bahia, e que reflete no imaginário coletivo do povo baiano. Com a chegada do general português Madeira de Melo, em fevereiro de 1822, a câmara de Salvador é fechada. Com isso, a tropa brasileira se refugia no Convento da Lapa, que fica no atual bairro de Nazaré. Surge então nessa história, a sóror Joana Angélica, que acolheu esses refugiados e por isso foi morta pelos soldados lusitanos com golpes de baioneta. Nesse momento, outros[…]

Vídeo do MEC apresenta indicadores do PROUNI para esse ano de 2015

O Ministério de Educação (MEC) apresenta vídeo apontando os indicadores do Programa Universidade Para Todos (Prouni) para esse primeiro semestre de 2015, o vídeo ainda convoca os estudantes para as inscrições que seguem até o próximo dia 29 de janeiro. Segundo o MEC para se inscrever no Prouni 1º/2015 é preciso ter participado do Enem 2014 e ter obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do Exame.Também é necessário, ainda, ter obtido nota acima de zero na redação. Maiores informações pelo site: http://siteprouni.mec.gov.br/ Não esqueçam de conferir o vídeo clicando no link abaixo. http://centraldemidia.mec.gov.br/index.php?option=com_hwdmediashare&task=get.embed&id=9696&width=580&height=375&Itemid=444

Nossos Colaboradores