RSCJ

Radiola PW: Socorro

Oi! Tudo bem? Hoje, a dica de música da Radiola PW é Socorro, uma composição de Arnaldo Antunes e Alice Ruiz. A canção faz parte do repertório do CD Um som, lançado por Arnaldo em 1998. A letra apresenta um eu lírico bastante desolado, procurando ânimo para viver. Logo no início, ele confidencia: “Socorro, não estou sentindo nada/Nem medo, nem calor, nem fogo/Não vai dar mais pra chorar/Nem pra rir”. Esses versos mostram o desespero e a agonia de uma pessoa que está psicologicamente abalada. Na segunda estrofe, essa ideia é reforçada: “Já não sinto amor nem dor/Já não sinto nada”. A música é um banquete de substantivos abstratos. A composição dá indícios de que a pessoa está com depressão[…]

Radiola PW: Aos Meus Heróis

Radiola PW: Aos Meus Heróis

Oi, galerinha! Tudo bem? A dica de hoje da Radiola PW é a música Aos Meus Heróis, do compositor Julinho Marassi. A canção foi composta em 2001 e gravada pela primeira vez em 2002, no CD Julinho Marassi & Gutemberg Ao Vivo. Recentemente, o cantor e ator Chay Suede regravou a canção e deu uma interpretação cheia de verdade aos versos. A canção faz, ao mesmo tempo, uma homenagem e uma crítica à música brasileira. A crítica é feita, mais detidamente, ao funk. O interessante é que a letra não desmerece nenhuma manifestação artística que usa a música para se expressar, mas aconselha as pessoas a ouvirem músicas que mexam também com a cabeça. Ou seja, o autor deixa claro[…]

Rede Anísio Teixeira Conclui Primeira Oficina de Produção de Mídias de 2016

Rede Anísio Teixeira Conclui Primeira Oficina de Produção de Mídias de 2016

Com o intuito de fortalecer ainda mais a sua linha de atuação, que se fundamenta em promover formação em apropriações tecnológicas no ensino e na aprendizagem, produzir mídias e tecnologias educacionais livres e compartilhá-las, a Rede Anísio Teixeira realizou a primeira Oficina de Produção de Mídias de 2016, durante os dias 9, 10 e 11 de maio, no Instituto Anísio Teixeira. Na ocasião, os participantes aprenderam a criar blogs, roteirizar e produzir vídeos. Além disso, tiveram noções sobre fotografia e sobre o uso de software livre. O público atendido era formado por estudantes, professores do Gestar (Programa Educacional Gestão da Aprendizagem Escolar) e do Programa Ciência na Escola (PCE), além de integrantes da Coordenação de Tecnologia Educacional (CTE). A estudante de matemática[…]

Resultado da seleção para a Oficina de Produção de Mídias Estudantis

Resultado da seleção para a Oficina de Produção de Mídias Estudantis

Oi, pessoal! Tudo bem? Segue, abaixo, a relação dos estudantes e professores selecionados para participar da Oficina de Produção de Mídias Estudantis. Os nomes estão em ordem alfabética: Estudantes 1. BEATRIZ FORTUNATO DOS SANTOS – COLÉGIO ESTADUAL MÁRIO AUGUSTO TEIXEIRA DE FREITAS 2. CLAUDIO DE JESUS PEREIRA – COLÉGIO ESTADUAL DE MONTE GORDO 3. GABRIEL VITOR B. SANTANA – COLÉGIO ESTADUAL DA BAHIA (CENTRAL) 4. GABRIELA DE SOUZA – COLÉGIO ESTADUAL SENHOR DO BONFIM 5. GABRIELLE SANTANA DE OLIVEIRA – COLÉGIO ESTADUAL SENHOR DO BONFIM 6. GEORGE DE JESUS SANTOS – COLÉGIO ESTADUAL SENHOR DO BONFIM 7. IBSON ALBERTO DO AMOR DIVINO OLIVEIRA – COLÉGIO ESTADUAL MÁRIO AUGUSTO TEIXEIRA DE FREITAS 8. JOÃO VICTOR SANTOS BARRETO COUTINHO – COLÉGIO ESTADUAL[…]

Radiola PW: Dança do Desempregado

Radiola PW: Dança do Desempregado

Oi! Tudo bem? Nesta semana, estamos discutindo a temática de trabalho e consumo aqui no blog. Por isso, a dica da Radiola PW é a música Dança do Desempregado, composta por Gabriel o Pensador e lançada em 1997, no CD Quebra-Cabeça. Mas, antes de falar dela, será que eu não estou fazendo confusão entre estes dois conceitos: trabalho e emprego? Você sabe qual é a diferença entre eles? E tem diferença? Tem. O site do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP) esclarece: A maioria das pessoas associa as palavras trabalho e emprego como se fossem a mesma coisa, não são. […] O trabalho é mais antigo que o emprego, […] existe desde o momento que o[…]

Radiola PW: Pra Que

Radiola PW: Pra Que

Oi! Tudo bem com você? Hoje, na Radiola PW, a dica de música é Pra Que, de autoria de Luiz Melodia e Ricardo Augusto. Ela foi lançada por Luiz em 1997, no CD 14 Quilates. A letra, que fala sobre desigualdade social, traz um eu lírico bastante crítico e preocupado com as questões do lugar em que vive. No início da canção, ele indaga: “Pra que chorar? Pra que mentir? Pra que morgar? Pra que fugir?” Em seguida, explica as razões que justificam todos esses lamentos: “Só queria que todos Tivessem comida Tivessem oportunidade Tivessem guarida Não precisassem rezar pedindo melhores dias Reclamando migalhas Vivendo só de agonia” Nessa estrofe, a música ganha força e nos estimula a refletir sobre[…]

Rede Anísio Teixeira abre inscrições para Oficina de Produção de Mídias Estudantis

Rede Anísio Teixeira abre inscrições para Oficina de Produção de Mídias Estudantis

A Rede Anísio Teixeira – Rede AT (Programa de Difusão de Mídias e Tecnologias Educacionais Livres da Rede Pública Estadual de Ensino) está com inscrições abertas para a Oficina de Produção de Mídias Estudantis. O objetivo da oficina é formar estudantes e professores da rede pública de ensino para atuarem como produtores e gestores multimídia, além de estimular o uso de softwares livres nas unidades escolares. Inscrição Para participar da seleção, é muito fácil: basta ler na íntegra a chamada pública e preencher a ficha de inscrição, respondendo atentamente a cada item. Professores e estudantes do ensino médio da rede pública de ensino da Bahia têm até o dia 6 de maio para se inscrever na atividade de formação. O[…]

Radiola PW: História do Povo Umutina

Radiola PW: História do Povo Umutina

Oi, pessoal! Tudo bem? A dica de hoje da Radiola PW é a música História do Povo Umutina, de autoria de Ademilson Umutina, cantor e compositor. De acordo com informações do site Povos Indígenas no Brasil, os Umutina possuem “um forte sentido de identidade étnica, reconhecendo-se como tradicionais moradores do alto-Paraguai, envolvidos atualmente na recuperação de suas manifestações sócio-culturais (sic) tradicionais”. Talvez, por essa razão, os 447 Umutina que vivem na Barra dos Bugres, no estado de Mato Grosso, estejam lutando para recuperar a língua Umutina, pertencente ao tronco linguístico Macro-Jê, da família Bororo. Atualmente, eles se comunicam através da língua portuguesa. A música História do Povo Umutina toca nesse ponto de preservação cultural (o refrão diz: “Somos o povo[…]

Radiola PW: Música Sem Pesquisa Brasileira (MSPB)

Radiola PW: Música Sem Pesquisa Brasileira (MSPB)

No mês de abril, a história e cultura dos povos indígenas fica em evidência por causa do dia 19 de abril. Na verdade, isso não passa de um agendamento frágil, que deveria ser repensado. Afinal, com clichê e querendo mesmo sair da teoria, os indígenas devem ser lembrados todos os dias, principalmente devido a todas as contribuições que deram e dão na constituição da identidade brasileira. A Lei 11645/08, que torna obrigatório o estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena, é um importante passo para que o tema não fique restrito ao mês de abril. Pelo menos, é o que se espera. Restrição é a palavra que marca algumas tentativas de artistas da música popular brasileira em “homenagear” os[…]

Radiola PW: Salvador, Uma Soteropolitana de 467 Anos

Radiola PW: Salvador, Uma Soteropolitana de 467 Anos

Ontem, a capital da Bahia comemorou 467 anos de existência. É impossível falar de Salvador sem citar, mesmo sendo clichê, a sua riqueza cultural. Da literatura à culinária, da religiosidade ao carnaval, da geografia à música. A metrópole pulsa! Em todos os sentidos! Das vias congestionadas aos incontáveis casos de violência urbana, do barulho dos protestos ao barulho dos sons que invadem as ruas, dos jogos de futebol às festas de largo. Quem vive em Salvador, conhece todas essas peculiaridades. Recentemente, foi eleita a Cidade da Música, pela Rede de Cidades Criativas da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura). Como este texto tem um quê de homenagem, e já que estamos na cidade[…]

Nossos Colaboradores