Não categorizado

De olho no inimigo invisível

Olá, pessoal! Quem já ouviu falar do HPV? O Papiloma Vírus Humano (HPV) e suas variações, que são mais de 200, é um vírus oncogênico, isto é, capaz de formar tumores malignos. Essa doença é diagnosticada como neoplasia maligna. O HPV além de causar o câncer do colo do útero muito conhecido por ser o causador desse tipo de doença, mas esquecido em relação a outros tipos que ele causa, como: câncer de pênis, de canal anal, da vulva (atual para vulva), cabeça e pescoço. Para ter uma dimensão dessa realidade, vamos analisar os números: Segundo o Instituto Nacional do Câncer – INCA: – Em 2011, o câncer de útero fez 5.160 óbitos no Brasil; – Em 2014, foram diagnosticados[…]

A Masculinidade que Afeta a Saúde do Homem

Homem que é homem não chora, não sente dor, não demonstra amor e não vai ao médico, pois homem que é homem é forte e é protetor. Homem que é homem não se cuida, não vai ao médico. É que cuidar da saúde é coisa de mulher. Esses pensamentos, tão próprios de nossa sociedade, são reflexo da construção de gênero, que polariza a percepção do feminino em relação ao masculino. Em outras palavras, as noções do feminino e do masculino foram construídas para serem antíteses uma da outra. Se o cuidado está no âmbito do feminino, a “falta de cuidado” com a própria saúde seria, em parte, constitutiva da imagem heteronormativa que se fez do masculino. Esse fator, associados à[…]

Outubro Rosa – a saúde pública para a mulher e para todos nós.

Outubro Rosa – a saúde pública para a mulher e para todos nós.

O câncer de mama é uma doença que acomete um número muito grande de pessoas no planeta. Sua incidência tem sido revertida em muita dor  para pacientes, familiares e amigos de indivíduos atingidos. O século XX viu um grande crescimento do número de casos de câncer de mama e também de ações médicas e sociais para tentar lidar melhor com o problema. Além de estar ligado à questão da saúde pública, a doença se relaciona também com aspectos sociais relativos, sobretudo às condições de saúde     da mulher, de alimentação inadequada, da falta do hábito da medicina preventiva e da genética, que responde por mecanismos que parecem disparar o crescimento desordenado de células no corpo. Na década de 90, um movimento[…]

Pluralidade Cultural: manifestações das partes do todo e do todo em diferenças fenotípicas

Olá, pessoal! Vamos bater um papo sobre pluralidade cultural, mas antes, vamos pensar sobre as manifestações culturais que se apresentam de forma plural tanto na cultura brasileira assim como entre os povos do mundo. E mais do que isso, vamos estabelecer uma relação desse pluralismo cultural brasileiro e mundial tais como, por exemplo, as manifestações culturais africanas ou japonesas com a pluralidade fenótica que se manifesta em alguns povos do mundo. Assim como são perceptíveis as diferenças entre o modo de cultura homologaolvida entre africanos e japoneses, também existem especificidades nas manifestações fenotípicas que acontece dentro da nossa espécie.                                             Fonte: Wikipédia Isso que dizer que todos nós mesmos pertencentes à mesma espécie Homo sapiens sapiens, apresentamos manifestações fenotípicas diferenciadas[…]

Pluralidade Cultural no Enem

Olá pessoal! A prova do Enem está se aproximando, e nesse momento, é hora de pensar nos temas que possivelmente vão estar presentes na prova. A pluralidade cultural é um deles. Você já deve ter ouvido pessoas que relacionam cultura e grupos sociais de modo reducionista e discriminatório: cultura de cigano, cultura de índio, nordestino é tudo igual, por exemplo. Se formos em frente, e perguntarmos, o que essas pessoas sabem sobre as raízes históricas dessas culturas, descobriremos, que sabem muito pouco, um aspecto, ou outro. Na verdade, o preconceito é fruto, exatamente, desse desconhecimento. Devemos saber que não existe uma cultura comum para todos os povos indígenas, ciganos ou nordestinos. Pense em todos os estados do Nordeste e imagine[…]

Diálogo, colaboração e empoderamento

Salve, salve, companheiros(as)! Tudo bem? O texto de hoje traz notícias de um processo formativo dialógico, crítico e colaborativo  que se homologaolveu em Cajazeiras, um dos maiores bairros de Salvador e que tem fama de ser o maior conjunto habitacional da América Latina.  Nesse processo, professores e estudantes da rede pública estadual participaram juntos da formação “Produção de Mídias Estudantis” realizada pela Rede Anísio Teixeira/IAT-SEC. As aulas aconteceram nas duas últimas semanas do mês de  agosto, no Colégio Estadual Luiz José de Oliveira no turno vespertino. Fig. 1: Aula de edição com o professor Geraldo Seara. Captura: Marcus Leone Mais uma vez a formação se homologaolveu através do compartilhamento e troca de saberes acerca do uso das TICs e, tanto[…]

Acessibilidade: O Piso Tátil

Olá, galerinha do PW! Tudo Beleza? Você sabia que existem normas para o assentamento de pisos táteis em vias públicas? E que existem leis municipais que garantem a sua colocação e manutenção? Pois é! Certamente você já deve ter visto este piso em vias públicas, repartições, bancos e escolas. Ele foi homologaolvido para indivíduos com deficiência visual e visam assegurar o direito de acesso à mobilidade com autonomia e segurança. Os pisos apresentam caracteres, Braille ou figuras em alto  relevo que tem como objetivo alertar ou direcionar o deficiente visual. Segundo a ABNT – 9050, eles devem ter cor contrastante com a  do piso adjacente, e podem ser sobrepostas ou integradas ao piso existente. A falta de manutenção e a[…]

Culto a Nossa Senhora da Boa Morte, Resistência e Luta do Povo Negro Contra a Escravidão

  De que forma a fé e a devoção à Nossa Senhora da Boa Morte tem a ver com a luta e resistência do povo negro contra a escravidão na Bahia oitocentista? Para sabermos mais sobre esse assunto, é preciso viajarmos pela história, atravessando o oceano Atlântico, em direção a Portugal! As confrarias, dentre as quais situamos as irmandades e ordens terceiras, surgem em Portugal no século XIII. Tinham por objetivo primeiro assistir a seus membros e demais pessoas não associadas em tempos difíceis da vida, segundo o professor de história João José Reis. Formada por pessoas leigas, as irmandades necessariamente deveriam buscar abrigo em uma igreja, podendo também construir uma. A partir da expansão marítima, esta forma de “agremiação”[…]

SOS

    Fig.1 Tráfico humano Yes. SOS – Save Our Souls, ou seja, “Salve nossas almas.” O texto começa com esse apelo! Um pedido de socorro! O papo é muito sério. Muitas pessoas estão clamando por SOS! O Tráfico de Seres Humanos (TSH) é um fenômeno de caráter mundial, pois atinge países em diferentes partes do mundo, de acordo com informações da Organização das Nações Unidas (ONU). Em inglês, conhecido por human trafficking ou trafficking in persons, remonta a tempos antigos e aponta que o escravagismo ou escravidão resulta na “coisificação” do sujeito, pois na Idade Antiga, algumas sociedades definiam legalmente o escravo como mercadoria. Tomava-se posse da vida do outro de diferentes formas para a exploração econômica ou social[…]

Nossas Diversas Falas

Você sabia que o Brasil é considerado um dos países que mais tem diversidade linguística? Aprendemos com nossos professores de História que, na época em que os portugueses chegaram nessas terras, a população indígena era de, em média, seis milhões de pessoas, distribuídas entre diferentes povos, culturas e denominações. Com a colonização, a dominação portuguesa impôs o português como língua oficial. Apesar disso, ainda hoje, segundo o Censo 2010 do IBGE, 274 línguas indígenas são faladas no Brasil, sem esquecer as  outras tantas que não foram contabilizadas por esse instrumento. Entre elas estão as que têm origem nas imigrações, as de sinais, das comunidades afro-brasileiras e crioulas. Essa diversidade contribui para a formação das diferenças nas falas das pessoas de[…]

Nossos Colaboradores