Literatura

Cine Documental – Minha Escola, Meu Lugar – Colégio Ypiranga

O quadro Minha Escola, Meu Lugar, do programa Intervalo, apresenta a influência histórica e sociocultural de uma Unidade Escolar baiana com seu município ou seu bairro. Neste episódio, a escola evidenciada é o Colégio Estadual Ypiranga e o bairro Dois de Julho, em Salvador. O Ypiranga funciona no histórico Solar do Sodré, datado do século XVII e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1938. O poeta baiano Castro Alves (1847-1871) residiu nesse prédio nos seus últimos anos de vida. O tradicional bairro Dois de Julho, nome que registra a data da Independência da Bahia, está localizado no centro comercial de Salvador, mas guarda ares pitorescos de área residencial, além de possuir uma vista privilegiada para[…]

Gabarito oficial do ENEM 2014

Olá Pessoal! O Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira divulgou os gabaritos oficiais das provas do ENEM 2014. O resultado oficial, porém, só será divulgado em janeiro. Mesmo com o gabarito, os candidatos não terão como saber suas notas, uma vez que pelo método de correção o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item. “Assim, um item que teve grande número de acertos será considerado fácil e, portanto, valerá menos pontos. O estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item”. Se inscreveram no ENEM 2014,  8.721.946 candidatos. Acesse os link a seguir: Gabaritos Balanço Um abraço  

Tenda Digital – Lugar de Diversidade

A banda Brutos e Sensíveis foi uma das atrações do 2º dia  da Tenda Digital. Esse grande projeto que tem como objetivo mostrar a diversidade com a qual convivemos dia após dia. Através desse projeto, estudantes e professores mostraram os seus talentos como: dança, música e teatro. A Tenda Digital, com grandes misturas culturais, possibilitou o conhecimento e entretenimento para todos que estiveram nos dias do 3º Encontro Estudantil, apresentando grandes taletos baianos que um dia poderão ganhar o mundo, provando que a Bahia é uma lugar que tem taleto e cultura. Segundo professor Yuri Wanderley, coordernador da Rede Anísio Texeira, a Tenda Digital é um espaço interativo, aberto no qual os estudantes e professores são protagonista deste projeto: “Fico[…]

A ciência indígena

É senso comum entre as pessoas achar que os índios que aqui viviam antes da chegada dos portugueses não tinham nenhum conhecimento científico e matemático. Infelizmente, a cultura ocidental só aceita como verdadeiro o conhecimento matemático e científico produzido pelos gregos e por grandes expoentes da Ciência, como Galileu Galilei, Isaac Newton, Einstein e outros; desconsiderando, assim, qualquer outro tipo de produção que não fosse daqueles cientistas. Cada grupo de mesma cultura, mesma língua, possui um modo particular de homologaolver seu conhecimento científico e matemático. As comunidades Aruak, por exemplo, cujas principais tribos eram aruã, pareci, cunibó, guaná e terena, tinham uma forma bem diferente de contar. No seu sistema de numeração, não há números do sistema decimal, tais como[…]

“Leituras Públicas” de dezembro leva quatro escritores para o Quadrilátero da Biblioteca

O projeto “Leituras Públicas” de dezembro apresenta quatro autores que se dedicam ao miniconto na Bahia: Mariana Paiva, Lidiane Nunes, Elieser Cesar e Igor Rossoni. Os quatro lerão textos de sua produção no gênero, no próximo dia 13 (quinta-feira), às 17h, no Quadrilátero da Biblioteca. A mediação da sessão de leitura será da professora Gal Meirelles, editora responsável pela publicação do livro de minicontos “Tardes com anões” (2011), sucesso na FLICA 2011 e já esgotado. O Projeto – Os encontros do projeto “Leituras Públicas” acontecerão uma vez por mês, até março de 2013, trazendo sempre um escritor diferente para falar sobre sua obra. Com esta ação, a Diretoria do Livro e da Leitura (DLL) da Fundação Pedro Calmon/SecultBA pretende fomentar[…]

Cine PW: “Narradores de Javé”

Olá, turma! Como vocês já sabem, toda quarta-feira é dia de Cine PW e hoje levantamos as seguintes provocações: o que é História? Quem escreve a História? Para isso indicamos o excelente filme nacional “Narradores de Javé”. “As palavras são tecidas a partir de uma multidão de fios ideológicos e servem de trama a todas as relações sociais em todos os domínios”. (Mikhail Bakhtin) [youtube http://www.youtube.com/watch?v=GlaFRraqeOg] A pequena cidade de Javé será submersa pelas águas de uma represa. Seus moradores não serão indenizados e não foram sequer notificados porque não possuem registros nem documentos das terras. Inconformados, descobrem que o local poderia ser preservado se tivesse um patrimônio histórico de valor comprovado em “documento científico”. Decidem então escrever a história da[…]

Cine PW: “Kirikú”

Olá, turma! O Cine PW apresenta hoje a saga do pequeno Kirikú, um recém-nascido superdotado que sabe falar, andar e correr muito rápido e que é incumbido de salvar a sua aldeia de Karabá, uma feiticeira terrível que deu fim a todos os guerreiros da aldeia, secou a sua fonte d’água e roubou todo o ouro das mulheres. Kiriku é tratado de forma ambígua pelas pessoas de sua aldeia por ser um bebê: é desprezado pelos mais velhos quando tenta ajudá-los, porém quando realiza atos heroicos é muito festejado, embora logo em seguida voltem a desprezá-lo. Apenas a sua mãe lhe trata de acordo com sua inteligência. Kirikú e a Feiticeira [youtube http://www.youtube.com/watch?v=KLsRTEs7Skg] Kirikú – Os animais selvagens [youtube http://www.youtube.com/watch?v=dek6065rdTE] Fonte: Wikipédia

Seminário “Novas Letras” na ALB com o prêmio Nobel Wole Soyinka e lançamento de “O leão e a jóia”

A Academia de Letras da Bahia e a Fundação Pedro Calmon promovem um encontro com o escritor nigeriano, Wole Soyinka, no dia 19 de novembro, as 17h. O dramaturgo, romancista e poeta, Wole Soyinka, nasceu em 13 de julho de 1934, em Abeokuta, região oeste da Nigéria. Doutorou-se em Londres e foi um crítico das ditaduras militares nigerianas. A qualidade de seus poemas foi reconhecida mundialmente quando recebeu o Prêmio Nobel de Literatura no ano de 1986. Primeiro africano negro a receber a honraria, Soyinka possui mais de 20 obras publicadas. Seus escritos e peças teatrais possuem influencia das histórias em iorubá, inspiração oriunda de sua tribo natal. Wole Soyinka é o destaque do Seminário Novas Letras na ALB, onde[…]

Novembro Negro – Silenciadas na história, porém atuantes!

Olá, amigas(os)! No mês em que dedicamos as nossas publicações para contarmos um pouco mais sobre as lutas e conquistas do povo negro em nosso país, não podemos deixar de fora o que os fatos históricos não negam e a estatística também revela, mas que durante muito tempo foi ocultado por aqueles que hegemonicamente “contavam” a história – A participação da mulher negra na sociedade. Mesmo que silenciadas por uma cultura racista e machista, elas tiveram papel fundamental nos avanços dos direitos d@s afrodescendentes e figuraram em momentos cruciais na defesa destes(as). Dentre as tantas mulheres negras que fizeram e fazem a diferença desde a diáspora aos tempos atuais, temos como exemplo as ganhadeiras, que com os seus esforços vendiam[…]

SJCDH realiza Seminário em comemoração ao Novembro Negro

Em alusão a um dos maiores heróis do povo brasileiro, a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos – SJCDH, realizará na próxima terça e quarta-feira (06 e 07/11) no Auditório da Fundação Luís Eduardo Magalhães – FLEM, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), o 1º Seminário Luís Gama de Cidadania e Direitos Humanos. O evento destinado a Estudantes, Professores e Sociedade Civil, tem o objetivo de fortalecer discussões na promoção da Cidadania e Direitos Humanos no Estado da Bahia, e faz partes das comemorações do Novembro Negro, mês da consciência negra. O secretário, Almiro Sena fará a conferência de abertura no dia 6/11 às 19h. No dia seguinte, a partir das 8h30, os participantes terão a oportunidade de ampliar[…]

Nossos Colaboradores