Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Um encontro para ouvir e planejar

Um encontro para ouvir e planejar

Uma reunião ampliada, com o objetivo de ouvir críticas e sugestões de cineastas, roteiristas e produtores audiovisuais: essa foi a estratégia usada pela Diretoria de Audiovisual da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Dimas/FUNCEB) para pensar o conceito de seu próximo edital. E isso foi feito através do Encontro de Integração do Audiovisual, realizado hoje, no Instituto Feminino da Bahia, em Salvador. Rodrigo Hita (Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação), Renata Dias (atual diretora da FUNCEB), Alexandre Simões (Superintendência de Promoção Cultural), Rômulo Cravo (Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, que representou Jorge Portugal) e Bertrand Duarte (diretor da Dimas) participaram da mesa de abertura do evento. Bertand, inclusive, deixou claro que a ideia principal era promover um diálogo entre o órgão e os[…]

Como converter vídeos no Terminal de Linux?

Como converter vídeos no Terminal de Linux?

Olá, galera! Às vezes, temos a necessidade de converter um vídeo em outro formato. Hoje, vamos aprender como fazer esse processo, tanto converter um vídeo e também todos os vídeos de uma pasta, assim economizaremos tempo para realizar uma tarefa repetitiva como essa. Para converter vídeos no terminal de Linux, precisamos ter instalado o FFmpeg, software que nos ajudará a fazer a conversão dos vídeos. Para instalá-lo, podemos abrir o Synaptic, programa que nos ajuda a instalar pacotes de software no Linux desde uma interface gráfica. Se não está instalado, abrimos o terminal com o acesso rápido das teclas: Ctrl + Alt + t     Para instalar o Synaptic, escreve ou copia o texto  sudo apt-get install synaptic  e[…]

Perito Digital: profissão do futuro

Estudante-repórter: Luan Oliveira* A profissão de perito digital tem como objetivo analisar informações em materiais digitais, em caso de crimes cibernéticos. Por causa do crescimento da internet, as pessoas ficam expostas a muitos riscos. Sobre o mercado de trabalho, o palestrante Milton Freitas disse: “Precisa de muitos profissionais nesta área, pois os crimes cibernéticos vem aumentando de forma muito rápida e é fundamental o exame e análise das evidências para refazer a cena do crime e chegar na autoria e materialidade da prova”. Em relação à segurança nesse trabalho, o estudante de Sistema de informação da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Rodrigo Teixeira, disse: “É meio difícil de informar se será um trabalho seguro, porque eu acho que toda[…]

“Vou subindo a ladeira do Pelô”

“Vou subindo a ladeira do Pelô”

O verso que intitula este texto está presente na música Ladeira do Pelô, do compositor Betão, lançada pela Banda Mel, em 1987, no disco Força Interior, que trazia também o sucesso Faraó, Divindade do Egito (Luciano Gomes). Na semana de 9 a 13 de agosto, certamente, muita gente terá motivo para dizer: “Vou subindo a ladeira do Pelô”. Isso porque o famoso ponto turístico do Centro Histórico de Salvador será palco da  primeira Festa Literária Internacional do Pelourinho (FLIPELÔ). O saudoso escritor Jorge Amado será o homenageado, além de Zélia Gattai e Myriam Fraga, importantes personalidades ligadas à vida do autor de Tieta do Agreste, Capitães da Areia, A Morte e a Morte de Quincas Berro D’Água e tantas outras[…]

Suicídio, Adolescência e Redes Sociais

Suicídio, Adolescência e Redes Sociais

Atualmente, o tema do suicídio entre adolescentes passou a ser centro de diversos debates, principalmente após o destaque alarmista dado pela mídia ao jogo Baleia Azul, um desafio virtual cujo objetivo final seria levar o jogador a cometer o suicídio, tendo como vítimas preferenciais os adolescentes. A repercussão alarmista em torno desse jogo trouxe a tona, um dos temas, considerado grande tabu da nossa sociedade: o suicídio. A adolescência é um período da vida humana em que estamos mais vulneráveis à ideação suicida, e essa conjuntura se torna ainda mais perigosa quando parte de um universo desconhecido para pais e professores: a vivência dos adolescentes na Web. Tendo em vista essas questões, o Blog entrevista nessa edição Juliana Cunha coordenadora[…]

Vc jaH imaginoW t D encaraH 1 textU TdO escritU assim?

Vc jaH imaginoW t D encaraH 1 textU TdO escritU assim?

    A escrita surgiu tardiamente, se comparada ao aparecimento da linguagem, mas, sem dúvida, trouxe importantes mudanças no mundo: desenvolveu a comunicação entre os homens, permitindo-lhes derrubar barreiras que serviam de distanciamento entre grupos, oportunizou intercâmbio, trocas de informação, preservação da memória, além de favorecer o desenvolvimento intelectual do ser humano.     Este processo segue em constante evolução, afetado fortemente pelo avanço das novas tecnologias, mais recentemente pelas chamadas Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs). A partir do final do século passado, a internet e, mais especificamente, a comunicação por ela proporcionada, revelou-se como a maior revolução na comunicação, desde a invenção da escrita. Todos os meios de comunicação até então em uso proporcionaram, de modo mais[…]

O baianês nosso de todo dia

O baianês nosso de todo dia

Colé de mermo! Tá tudo massa? Hoje, a gente vai trocar uma ideia sobre o baianês. Você tá ligado? Não precisa ficar agoniado, não. É de boa! Tá rebocado! Só não vamos entrar na molequeira, porque a coisa aqui é séria. Brincadeiras à parte, se você é baiano, já prestou atenção ao nosso modo de falar? Temos uma forma própria de nos expressar e, muitas vezes, a gente não atenta para isso. Essa forma, obviamente, não é homogênea, padronizada, mas faz parte dos nossos costumes. Repare como eu comecei este texto. Oxe! Olha o baianês aí de novo! O baianês é um dialeto do português brasileiro, cujo uso frequente se dá no estado da Bahia. Ele é formado por palavras e[…]

Duas faces de uma mesma prática

Duas faces de uma mesma prática

“A leitura é muito mais do que decifrar palavras. Quem quiser parar pra ver pode até se surpreender: vai ler nas folhas do chão, se é outono ou se é verão; nas ondas soltas do mar, se é hora de navegar; e no jeito da pessoa, se trabalha ou se é à-toa…” O trecho acima, do poema Aula de Leitura, do escritor, ilustrador e pesquisador paulista Ricardo Azevedo, mostra como a leitura é uma prática que nos enche de possibilidades de ver o mundo. Através dela, a gente decifra tudo, até as coisas consideradas mais difíceis. Por mais clichê que pareça, para quem lê, a vida tem outra face e várias facetas. Quem lê, de fato, se torna possível e[…]

Fique ligado!

  Olá, pessoal! Preparado? É positivamente válido revelar experiências exitosas no cenário educacional, notadamente, quando elas vêm de sujeitos que valorizam e lutam por uma educação cada vez melhor. O quadro “Faça Acontecer” que integra o Programa Intervalo da TV Anísio Teixeira (TVAT)/ Rede Anísio Teixeira  trata-se de um documentário em que, educandos da rede estadual de ensino, participam de atividades, seleções ou premiações incentivadas pela Secretaria Estadual de Educação e Cultura / SEC. Atavés dos projetos que estimulam o pensar educativo, científico, cultural e tecnológico orientados pela Lei de Diretrizes e Bases (Lei 9394 de 20 de dezembro de 1996) como: Festival Anual da Canção Estudantil (FACE), Artes Visuais Estudantis (AVE),Projeto Tempos de Arte Literária (TAL),Produções Visuais Estudantis (PROVE), Feiras[…]

Escritores Baianos, Aqui e Acolá

Abril. Abre-se, em nosso blog, um espaço maior para a literatura. Nossa escolha é dar visibilidade à produção literária do estado da Bahia e estimular a apreciação estética das obras destes novos escritores. Ao mesmo tempo, realizaremos uma conversa entre a literatura e outras linguagens artísticas aqui produzidas, como teatro, dança, música e audiovisual. Durante o ensino médio, nas aulas de Literatura, há a recomendação ou exigência da leitura de vários livros clássicos, de autores brasileiros ou portugueses. Para a maioria dos estudantes, essa atividade é extremamente desafiadora: ler livros que foram escritos há séculos, com uma linguagem bastante diferente da nossa, descrevendo uma realidade aparentemente muito distante. Respeitando os direitos imprescritíveis do leitor, como sugere Daniel Penac, … “O direito[…]

Nossos Colaboradores