Ciências Humanas e suas Tecnologias

Comunidades Quilombolas: a identidade de um povoado isolado

Fala, galerinha! Quando falamos em quilombo logo remetemos a ideia ao Quilombo dos Palmares, um local isolado, composto por negros(as) refugiados(as) em resistência contra um sistema escravocrata imposto naquele período, tendo como líder mais conhecido Zumbi. Mas o que são comunidades quilombolas? As comunidades quilombolas são grupos cuja formação e identidade afirmam as suas raízes históricas e socioculturais africanas, tendo a sua organização politica, ideológica e social voltadas para o homologaolvimento e a renovação no seu modo de viver, cultuando sempre os seus ancestrais e atualizando o nosso legado afro-brasileiro. Nos territórios das comunidades quilombolas é assegurado o direito que regulamenta o seu processo de identificação, reconhecimento, delimitação, demarcação e a titulação das terras ocupadas, de acordo com o Decreto[…]

Cine PW: O xadrez das cores

Salve, Turma!! O Cine PW propõe hoje uma reflexão sobe o racismo e outras formas de discriminação sofrida pela população negra. O xadrez das cores – Clique na imagem abaixo! Cida, uma mulher negra de quarenta anos, vai trabalhar para Maria, uma velha de oitenta anos, viúva e sem filhos, que é extremamente racista. A relação entre as duas mulheres começa tumultuada, com Maria tripudiando em cima de Cida por ela ser negra. Cida atura a tudo em silêncio, por precisar do dinheiro, até que decide se reverter a situação através de um jogo de xadrez. Fonte: Porta Curtas

Novembro Negro e Reparação

 Olá, pessoal! Mês de tratar da importância da pessoa afro-descendente. É quando mais se refere às questões como: cotas, reparação, preconceitos, identidades e orgulho dos negros e pardos no Brasil. A reflexão proposta neste espaço diz respeito ao termo reparação. Há que se compensar os(as) brasileiros(as) afro-descendentes? Claro que sim! É claro também que muitos(as) ainda discordam. A reparação se faz necessária quando algo foi feito de forma equivocada e produziu efeitos danosos a outrém. Danos como a escravidão de qualquer ser humano são irreparáveis. Não há como voltar no tempo… O que não pode é continuar fingindo que o que passou, passou e pronto! Pensar e agir assim seria o mesmo que naturalizar a forma que negros e negras[…]

Brasil tem 1,17 milhão de quilombolas

Em audiência na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), a ministra da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial (Sepir), Luiza Bairros, informou que o Brasil tem hoje uma população estimada de 1,17 milhão de . A maior parte vivendo no Nordeste. Ainda segundo a ministra, existem 1.948 comunidades remanescentes dos quilombos reconhecidas, sendo que 1.834 delas já foram certificadas pela Fundação Palmares, instituição vinculada ao Ministério da Cultura, cuja finalidade é preservar a cultura afro-brasileira. Luiza Bairros apresentou um panorama das políticas públicas para o segmento contidas no Programa Brasil Quilombola, criado em 2004 pelo governo federal. O programa tem como principais objetivos promover o acesso à terra, a construção de moradias e eletrificação; a recuperação ambiental,[…]

II Encontro Gastronômico de Países Africanos de Língua Portuguesa

A Secretaria Municipal da Reparação (Semur) realiza a segunda edição do Encontro Gastronômico de Países Africanos de Língua Portuguesa. O objetivo do evento, que será realizado no dia 21 de novembro, é divulgar a importância da culinária africana para a cultura brasileira e estimular seu consumo no mercado soteropolitano. O encontro acontecerá em dois momentos. O primeiro, uma palestra no auditório do Sesc-Senac Pelourinho e a tarde acontecerá simultaneamente, no Centro de Práticas de Gastronomia e Nutrição da Unifacs – Caminho das Árvores e no Centro Universitário FIB, no Stiep, esta segunda etapa em formato de aulas-show com preparação e degustação de pratos da culinária africana. Serão disponibilizadas apenas 200 vagas. A Inscrição ocorrerá entre os dias 29 de outubro[…]

Novembro Negro – Transformando a opressão em poesia!

Olá, pessoal! Tudo bem? Vocês gostam de literatura? A literatura, mais que o ato de escrever ou mesmo um conjunto de texto, é, para além disso, uma forma de retratar a história de povos, sociedades, enfim, contar de maneira ilustrada casos, vivências, hábitos e costumes de certos lugares, que tornam-se conhecidos através de livros e narrativas, que em meio as ficções trazem também fatos reais. No Brasil, por muito tempo se ouviu histórias que falavam de heróis e heroínas contando as façanhas de parte da sociedade, em detrimento de uma maioria que não se fazia referência, e quando isso acontecia era cercado de preconceito e visões estereotipadas. Não é comum encontrar nos livros de literatura a representação da cultura africana[…]

Cine PW – "Amistad" e "Besouro"

Salve, turma! O PW convida a tod@s a assistirem duas belas obras sobre a escravidão, “Amistad” e “Besouro”. “Amistad”   [youtube=http://youtu.be/KP0hwVVUTac] A história remonta ao ano de 1839 e é baseada em factos verídicos que ocorreram a bordo do navio La Amistad. O filme relata a luta de um grupo de escravos africanos em território americano, desde a sua revolta até seu julgamento e libertação. Através desta trama de forte conteúdo emocional, é possível conhecer as condições de captura e transporte de escravos africanos para os trabalhos na América do Norte, a máquina jurídica americana de meados do século XIX e o germe das primeiras medidas para a abolição da escravatura naquele território. “Besouro”  [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=btOzK8NrOGA] Bahia, década de 20. No[…]

Cine PW – “Amistad” e “Besouro”

Salve, turma! O PW convida a tod@s a assistirem duas belas obras sobre a escravidão, “Amistad” e “Besouro”. “Amistad”   [youtube=http://youtu.be/KP0hwVVUTac] A história remonta ao ano de 1839 e é baseada em factos verídicos que ocorreram a bordo do navio La Amistad. O filme relata a luta de um grupo de escravos africanos em território americano, desde a sua revolta até seu julgamento e libertação. Através desta trama de forte conteúdo emocional, é possível conhecer as condições de captura e transporte de escravos africanos para os trabalhos na América do Norte, a máquina jurídica americana de meados do século XIX e o germe das primeiras medidas para a abolição da escravatura naquele território. “Besouro”  [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=btOzK8NrOGA] Bahia, década de 20. No[…]

I Semana do Professor – Uma breve reflexão sobre gênero e homofobia na escola

Olá, pessoal! As sociedades têm expectativas sobre os seus membros e estabelecem rotinas que servem para aproximá-los dentro de um padrão de comportamento. Os indivíduos são transformados em homens e em mulheres, através das relações de gênero, uma excluindo a outra. Estas identidades vão sendo assumidas e construídas na coletividade a partir da ideologia dominante. Os homens e as mulheres são educados para se enquadrar dentro de modelo culturalmente masculino e feminino que vão definir os seus princípios morais e seu estilo de vida, a partir de um padrão, que busca controlar os impulsos, disciplinar desejos, estabelecer comportamentos e uma forma de ser. A escola é um dos locais privilegiados para que meninos aprendam a ser masculinos e meninas aprendam[…]

Estudantes baianos participam da Rio+20

Estudantes do  Colégio Estadual Amélia Amado, situado na cidade de Itabuna, que apresentaram trabalho na I Feira de Ciências da Bahia, realizada  pelo Instituto Anísio Teixeira –  IAT, participam da Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, denominada Rio+20, que acontece entre os dias 13 e 22 de junho de 2012, na cidade do Rio de Janeiro.  CONFIRA O POST DO PW SOBRE A RIO+20  Rio+20 – O objetivo da conferência é estabelecer uma plataforma de propostas relacionadas aos cuidados e preservação do Meio Ambiente e sustentabilidade, a serem apresentadas pelo governo brasileiro, ONGs e população participante, durante a conferência. A previsão é de que chefes de Estado e representantes de 193 países participem desse grande evento. Diversos segmentos se mobilizaram para elaborar[…]

Nossos Colaboradores