#FicaADica

Eu assino embaixo. E você?

O Projeto ASSINO EMBAIXO é um belo exemplo a compartilhar. Idealizou-se a partir da percepção de que algumas pessoas cegas, adultas, alfabetizadas, em  diferentes níveis de escolaridade, assinavam através  da impressão digital. A amostragem foi constatada através dos referenciais do Centro de Apoio Pedagógico às Pessoas com  Deficiência Visual de  Belo Horizonte – CAP/BH. Constatou-se que pessoas que não assinam são tratadas como se fossem analfabetas e passam por constrangimento em algumas situações como: abrir uma conta, um crediário ou quando  não conseguem dar um autógrafo, assinar uma lista de presença, comprovante de matrícula ou diploma, firmar um contrato, entre outras atividades do cotidiano. Conforme *Izilda Maria de Campos, o projeto surgiu  “para ajudar um colega de trabalho cego congênito[…]

Rede Anísio Teixeira Publica Trabalho Sobre Mídias Educacionais de Temas Transversais do Ambiente Educacional WEB na SBPC 2016

A 68 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC com a temática “Sustentabilidade, Tecnologias e Integração Social”  aconteceu entre os dias 04 a 08 de Julho na Universidade Federal do Sul da Bahia em Porto Seguro e a Rede Anísio Teixeira teve trabalho aprovado pela Associação Brasileira de Educação a Distância- ABED com a temática Utilização dos Recursos Educacionais do Ambiente Educacional WEB com ênfase na Aprendizagem Significativa para promoção da Educação Ambiental e Saúde apresentado pela Colaboradora e Pesquisadora Ana Cristina Rangel, da Área de Ciências da Natureza. Estão catalogadas e disponíveis 343 e 197 Mídias Educacionais,licença livre relacionadas a Educação Ambiental e Saúde, respectivamente. Para avaliador, o objetivo do trabalho foi alcançado ao[…]

Vai uma tapioca aí?

Falar de tapioca é lembrar de mandioca, é falar de Nordeste, é falar um pouco da nossa alimentação. Se existe um ingrediente muito utilizado, esse certamente é a mandioca, presente em muitos pratos típicos do Nordeste . Ela possui uma importância cultural e histórica muito grande, podendo ser classificada pela quantidade de ácido cianídrico – mansa (macaxeira ou aipim) ou brava (venenosa), uma raiz nativa da Amazônia brasileira e, segundo a Embrapa, existem quase 250 variedades de mandioca. O cultivo da mandioca começou na bacia do amazonas por diversas tribos indígenas. Se espalhou aos poucos pela América do Sul (Venezuela e as Guianas) e, em seguida, na América Central e do Norte. Conta a lenda que, nos tempos indígenas, existia uma indiazinha chamada[…]

Oxe! Forró é For all?

Fig. 1: Ilustração feita por Josymar Alves Oxente! É São João! Vou aquecer essa indagação no calor de uma fogueira, ao som da zabumba do Rei do Baião! Aliás, assim ele já cantava a composição de José Batista e Antônio Barros: “ Reinado, coroa Tudo isso o baião me deu Estrelas de ouro No meu chapéu Roupa de couro e gibão Como um milagre caído do céu…” Fig.2 Selo produzido pelos Correios em homanagem a Luiz Gonzaga no ano de 2012 Mas, a propósito! De onde vem a expressão for all? Bem… muitos tentam explicá-la, até mesmo Geraldo Azevedo em sua canção “For All Para Todos”, mas a verdade é que, segundo a pseudoetimologia a palavra forró resultaria da expressão[…]

Instituto Anísio Teixeira abre inscrições para Oficina de Produção de Mídias Estudantis

Instituto Anísio Teixeira abre inscrições para Oficina de Produção de Mídias Estudantis

O Instituto Anísio Teixeira, por meio do Programa de Difusão de Mídias e Tecnologias Educacionais Livres da Rede Pública Estadual de Ensino, Rede Anísio Teixeira – Rede AT, abre inscrições para a Oficina de Produção de Mídias Estudantis. O objetivo da oficina é formar estudantes e professores da rede pública de ensino para atuarem como produtores e gestores multimídia, além de estimular o uso de softwares livres nas unidades escolares. Inscrição Professores e estudantes do ensino médio da rede pública de ensino da Bahia têm até o dia 01 de julho para se inscrever na atividade de formação. O curso tem carga horária de 56 horas e disponibilizará 20 vagas, sendo 4 para professores e 16 para estudantes. Para participar[…]

O CEL (Um exemplo a ser seguido – Cidadania e Acessibilidade)

O Centro de Estudos da Leitura – CEL tornou-se a sede do Programa de Pesquisa, Ensino e Extensão Estação da Leitura – Estale em 2005. O  Estação da Leitura, por sua vez, nasceu como projeto de pesquisa e extensão do Laboratório e Memória DCHL/UESB, em 1991. Nessa ocasião, foram lançadas, em terreno fértil, as primeiras sementes de um desejo: colocar à prova nossas próprias teorias sobre leitura e prazer no espaço escolar. O que germinou daí teve um alcance jamais imaginado de início, quando as primeiras letras do projeto se desenharam numa folha de papel, povoando-a de sonhos e de loucura. Como que no aconchego de uma estufa de ideias e sentimentos, brotaram, em viço e vida, oficinas, palestras, participação em congressos, publicações, monografias, vídeos,[…]

Ecologia, Produção e Consumo: Como Conciliar Essas Ideias?

“A satisfação das necessidades humanas é o objetivo máximo do homologaolvimento… O homologaolvimento sustentável requer que as necessidades básicas de todos sejam atendidas e que sejam estendidas a todos a oportunidade de satisfazer suas aspirações por uma vida melhor.” (CMMD, 1987, p. 43-4). Fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Desarrollo_sostenible.svg A ideia de homologaolvimento sustentável atualmente é usada em vários sentidos. Do ponto de vista das inter-relações entre o sistema econômico e o meio ambiente, o enfoque inicial foi essencialmente biocêntrico – era a natureza que devia ser preservada. Em contraste a essa ideia, focaliza-se o funcionamento do sistema econômico. Mas a economia é vista como dependendo fundamentalmente de recursos naturais fornecidos pelo ecossistema global, bem como da capacidade deste de suportar a agressão promovida[…]

Radiola PW: Dança do Desempregado

Radiola PW: Dança do Desempregado

Oi! Tudo bem? Nesta semana, estamos discutindo a temática de trabalho e consumo aqui no blog. Por isso, a dica da Radiola PW é a música Dança do Desempregado, composta por Gabriel o Pensador e lançada em 1997, no CD Quebra-Cabeça. Mas, antes de falar dela, será que eu não estou fazendo confusão entre estes dois conceitos: trabalho e emprego? Você sabe qual é a diferença entre eles? E tem diferença? Tem. O site do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP) esclarece: A maioria das pessoas associa as palavras trabalho e emprego como se fossem a mesma coisa, não são. […] O trabalho é mais antigo que o emprego, […] existe desde o momento que o[…]

Como Funciona a Memória RAM?

Como Funciona a Memória RAM?

E aí, galera! Beleza? Vocês sabem o que é a memória RAM? A memória RAM é um componente que auxilia diretamente o processador no gerenciamento dos softwares que são utilizados no computador. A sigla RAM significa Random Access Memory (Memória de Acesso Aleatório) devido ao seu método de armazenamento que é feito aleatoriamente, para que os arquivos possam ser acessados de forma mais rápida quando solicitados por outro componente. A memória RAM é uma memória volátil, ou seja, ela perde todos os dados quando o computador é desligado. Por isso, algumas pessoas reiniciam o computador quando ele apresenta lentidões ou travamentos, que podem ser causadas por congestionamento na memória RAM. A capacidade da memória é medida em Bytes(B). Mas ao[…]

Radiola PW: Pra Que

Radiola PW: Pra Que

Oi! Tudo bem com você? Hoje, na Radiola PW, a dica de música é Pra Que, de autoria de Luiz Melodia e Ricardo Augusto. Ela foi lançada por Luiz em 1997, no CD 14 Quilates. A letra, que fala sobre desigualdade social, traz um eu lírico bastante crítico e preocupado com as questões do lugar em que vive. No início da canção, ele indaga: “Pra que chorar? Pra que mentir? Pra que morgar? Pra que fugir?” Em seguida, explica as razões que justificam todos esses lamentos: “Só queria que todos Tivessem comida Tivessem oportunidade Tivessem guarida Não precisassem rezar pedindo melhores dias Reclamando migalhas Vivendo só de agonia” Nessa estrofe, a música ganha força e nos estimula a refletir sobre[…]

Nossos Colaboradores