Ética e Cidadania

Relembrando nosso Novembro Negro

Olá, turma esperta.  Iniciaremos dezembro fazendo um breve histórico dos diálogos construídos ao longo do Novembro Negro aqui no blog. Durante esse período, discutimos a trajetória dos povos negros que contribuíram com a construção da cultura e com as características de nossa população, bem como compartilhamos conteúdos referentes à história de luta, resistência e conquista obtidas por estes povos que, ainda hoje, são vítimas de preconceitos, mas seguem se fazendo participantes e atuantes na história oficial brasileira. Em muitos dos nossos textos você encontra conteúdos das diversas áreas do conhecimento e com inúmeras referencias históricas. Vejamos um resumo do que rolou… Categorizamos nossas publicações em sessões para facilitar sua busca, como o Cine PW, que trouxe dicas de filmes e[…]

RADIOLA PW: QUILOMBO, O ELDORADO NEGRO

https://www.youtube.com/watch?v=W75Q1NZBHVk Olá, galera esperta! Hoje é dia de Radiola PW e a música escolhida é “Quilombo, O Eldorado Negro”, do mestre da música popular brasileira, Gilberto Gil. Esse samba conta a importância do surgimento dos quilombos, enquanto um grupo ou comunidade, que trazia, além da revolução, uma nova proposta contra a estrutura hegemônica daquele momento. Gil chama o quilombo de Eldorado, que representa uma antiga lenda indígena contada aos espanhóis sobre uma cidade com construções maciças de ouro. Nesse caso, o Eldorado Negro traria a ideia de uma nova realidade aos quilombolas, juntamente com o “…clarão do sol da liberdade…”. O compositor baiano também enfatiza a luta que os quilombos tiveram de enfrentar para se manterem firmes, quando ele diz:[…]

“Inclusão Digital” na África

E aí, galera! Como você já sabe, a África carrega um histórico muito sofrido: de escravização de seus povos, colonização de terras, epidemias, de exploração de ouro, de diamantes, das técnicas agrícolas, das ciências e do genocídio de seus povos. E atualmente, vem enfrentando outro grande problema: grandes países, estão enviando os eletrônicos em final de vida útil para cidades da África, alegando contribuir com a inclusão digital, isso para não realizarem o descarte ideal dos equipamentos eletrônicos, pois para eles é mais fácil “doar” já que suas políticas de descarte são mais rígidas que as de exportação. Com a falta de planejamento para o descarte ideal desses equipamentos, pois chegam com vida útil bastante reduzida, eles são armazenados de[…]

CINE PW: Quanto vale ou é por quilo?

Salve, salve, galera! Em mais uma edição do Novembro Negro, espaço em que nos propomos a dialogar com vocês sobre as várias temáticas que remetem a este assunto, o que nos permite discutir de que forma se valoriza @s negr@s em nossa sociedade. Nossas indicações de filmes seguem no clima dos debates em torno da temática que abarcam os povos negros, trazendo sempre obras que abordam a maneira como @s negr@s foram e são inserid@s na vida social. O que englobam as políticas públicas, políticas afirmativas, educação, expressões artísticas e etc. Hoje, a proposta é a analisarmos as problemáticas sociais abordadas no filme “Quanto vale ou e por quilo?”, do diretor Sérgio Bianchi, cujas histórias retratadas são passíveis de várias[…]

Cine PW: O Show de Truman

Salve, salve, galera! O que você acha de levar uma vida sem privacidade, onde todos sabem o que você faz, o que você pensa, o que você fala… enfim, tudo que você vive? E se, de repente, você descobrisse que está sendo vigiado por pessoas que você nunca viu e, talvez, nunca veja? Pensando nesta situação, o Cine PW de hoje indica o filme “O Show de Truman”, uma reflexão quanto a nossa tão vigiada vida cotidiana. [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=0-t3hIGW4jY&w=420&h=315] Truman Burbank (Jim Carrey) é um simples vendedor de seguros que leva uma vida modesta com sua esposa Meryl Burbank (Laura Linney). Porém, alguns acontecimentos ao seu redor fazem com que ele estranhe a sua cidade, seus supostos amigos e até sua[…]

Cine PW: Uma Professora Muito Maluquinha

Oi, pessoal! Tudo bem com vocês? Hoje, nossa sessão de cinema vai indicar um filme que serve de estímulo para tod@s @s professores (as) e nos faz refletir sobre a nossa prática em sala de aula: Uma Professora Muito Maluquinha. A obra, dirigida por André Alves Pinto e César Rodrigues, foi lançada em 2011 e é uma adaptação do livro homônimo de Ziraldo, publicado em 1995. [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=erhExn_nYVc&w=560&h=315] O longa conta a história de Catarina Roque, a Cate, uma professora que subverte a sala de aula, inventando coisas para os estudantes entenderem a vida. Já imaginou uma escola em que a turma não precisa levar dever para casa, as aulas de geografia são feitas ao ar livre e até uma máquina de ler[…]

Cine PW: Notícias de uma Guerra Particular

Salve, salve, turma! O Cine PW traz mais uma dica para o Enem: o documentário “Notícias de uma Guerra Particular”. No intuito de discutir a relação de violência e poder entre o Estado e as instituições criminalizadas, o documentário retrata o cotidiano dos traficantes e moradores da favela Santa Marta, no Rio de Janeiro. Resultado de dois anos (1997 e 1998) de entrevistas com pessoas ligadas diretamente ao trafico de entorpecentes, com moradores que vislumbram esta rotina de perto e policiais, o filme traça um paralelo entre as falas de moradores, dos traficantes e da polícia, colocando todos no mesmo patamar de envolvimento em uma guerra que não é uma “guerra civil”, mas uma “guerra particular”. [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=5mOyYaE3KvA&w=420&h=315] O título do[…]

Trabalho infantil: Uma ameaça à cidadania de crianças e adolescentes brasileiros.(3.ª Postagem)

Olá, Colegas! Dando continuidade a temática “Trabalho Infantil”, iniciamos esta  terceira postagem através de fatos históricos que contribuíram para a  difícil e conturbada caminhada de crianças e adolescentes brasileiros, em sua maioria,pertencentes às camadas sociais menos favorecidas e que, desde cedo, eram obrigados ao exercício de trabalhos diversos.Vamos continuar nossa leitura sobre Legislação Brasileira, o que esta   preconizou e preconiza  acerca desses menores,que por um longo período foram desassistidos e desrespeitados em seus direitos,possibilitando  uma frequente situação de risco e ameaça à sua cidadania. Em 1964,com o golpe militar, imperioso em seus desmandos e inconstitucionalidades, todos os avanços, e discussões em prol aos direitos das crianças e adolescentes ruíram no nosso país. A ideologia da época pregava que era preciso[…]

Trabalho Infantil: uma ameaça à cidadania de crianças e adolescentes brasileiros

Colegas, saudações!  Vamos estabelecer um diálogo franco e aberto sobre o Trabalho Infantil e suas implicações? Pois é, utilizaremos este espaço democrático para discutirmos sobre este tema sempre tão polêmico e ainda, infelizmente, tão presente em nossa Sociedade. Falaremos de diversos fatos que estão presentes na história das crianças e adolescentes do nosso país cuja a cidadania custou a ser construída, positivada e que ainda sofre fortes ameaças. “A ideia do trabalho como instrumento disciplinador da criança pobre, capaz de afastá-lo do caminho do crime, sempre se fez presente no Brasil. Durante o período escravagista, crianças escravas trabalhavam pra seus donos. No início da industrialização, constituíam-se mão de obra para as fábricas; nos feudos rurais, como boias-frias ou complementos das[…]

RACISMO SECRETO

Salve, pessoal! Num passado distante, os(as) negros(as) aqui chegaram involuntariamente sob o chicote e maus tratos de seus donos e feitores. Tornaram-se “protagonistas” da escravidão, não foram reconhecidos(as) como atores sociais nem sujeitos da história, apenas como coisas. Vivemos um presente que segue perpetuando uma realidade social maquiada pela existência de uma pseudo democracia racial, que aponta para um futuro tenebroso, possivelmente ainda discriminatório. Quanta ironia! Um Brasil onde há tantos “Brasis” discrimina, julga e exclui pessoas não pelo que são mas pela sua etnia, cultura, costumes e até pela cor da pele. A mão-de-obra escrava imposta a estas populações no período colonial da história brasileira marcou-lhe a ferro o corpo, estendendo tal sofrimento às gerações seguintes. Carregam o peso[…]

Nossos Colaboradores