Educação

Cine Documental – Minha Escola, Meu Lugar – Colégio Pedro Álvares Cabral

O quadro Minha Escola, Meu Lugar, do programa Intervalo, apresenta a influência histórica e sociocultural de uma Unidade Escolar baiana com seu município ou seu bairro. Neste episódio, a escola evidenciada é o Colégio Estadual Pedro Álvares Cabral e a cidade de Porto Seguro. O Colégio Pedro Álvares Cabral foi a primeira instituição escolar estadual de Porto Seguro e por isso participou do homologaolvimento dessa cidade, assim como da vida escolar de boa parte de seus moradores. Porto Seguro atrai baianos e turistas pelas suas belezas naturais e por ser um museu a céu aberto, pois andar pelas ruas dessa cidade é remontar a história do Brasil. A presença da população indígena também é um traço marcante desse lugar que[…]

Cine Documental – Minha Escola, Meu Lugar – Tupinambá de Olivença

O quadro Minha Escola, Meu Lugar, do programa Intervalo, apresenta a influência histórica e sociocultural de uma Unidade Escolar baiana com seu município ou seu bairro. Neste episódio, a escola evidenciada é a Escola Estadual Indígena Tupinambá de Olivença e naquele distrito pertencente à cidade de Ilhéus. A aldeia Tubinambá de Olivença possui 23 comunidades, sendo uma urbana e as demais na zona rural. A escola indígena, 14 Km de Olivença, possui uma sede na Sapucaeira, que oferece Ensino Fundamental II, e mais 18 núcleos com Educação Infantil e Fundamental I. Professores, dirigentes escolares, estudantes, caciques participam dessa produção, mostrando suas impressões acerca da Escola Tupinambá de Olivença e seu papel na afirmação e continuidade da cultura e da luta[…]

Cine Documental – Minha Escola, Meu Lugar – Colégio Ypiranga

O quadro Minha Escola, Meu Lugar, do programa Intervalo, apresenta a influência histórica e sociocultural de uma Unidade Escolar baiana com seu município ou seu bairro. Neste episódio, a escola evidenciada é o Colégio Estadual Ypiranga e o bairro Dois de Julho, em Salvador. O Ypiranga funciona no histórico Solar do Sodré, datado do século XVII e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1938. O poeta baiano Castro Alves (1847-1871) residiu nesse prédio nos seus últimos anos de vida. O tradicional bairro Dois de Julho, nome que registra a data da Independência da Bahia, está localizado no centro comercial de Salvador, mas guarda ares pitorescos de área residencial, além de possuir uma vista privilegiada para[…]

Vídeo do MEC apresenta indicadores do PROUNI para esse ano de 2015

O Ministério de Educação (MEC) apresenta vídeo apontando os indicadores do Programa Universidade Para Todos (Prouni) para esse primeiro semestre de 2015, o vídeo ainda convoca os estudantes para as inscrições que seguem até o próximo dia 29 de janeiro. Segundo o MEC para se inscrever no Prouni 1º/2015 é preciso ter participado do Enem 2014 e ter obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do Exame.Também é necessário, ainda, ter obtido nota acima de zero na redação. Maiores informações pelo site: http://siteprouni.mec.gov.br/ Não esqueçam de conferir o vídeo clicando no link abaixo. http://centraldemidia.mec.gov.br/index.php?option=com_hwdmediashare&task=get.embed&id=9696&width=580&height=375&Itemid=444

Alunos do CEEP apresentam projeto de Conversor Eletromagnético na FECIBA

Estudante-repórter: Isabela Paixão O projeto de Conversor Eletromagnético, homologaolvido pelos alunos Caio Santos e Ronaldo Anunciação, ambos de 18 anos, estudantes do Centro Estadual de Educação Profissional Pio XII, localizado na cidade de Jaguaquara, tem o objetivo de converter a energia das forças do vento em força magnética, para continuar gerando movimento e produzir o vento, de uma forma limpa e sustentável. Os estudantes afirmam que “serem reconhecidos por esse trabalho é de grande importância, pelo fato de ser um projeto eficaz e que também poderia ser outra fonte de energia, além da hidroelétrica, que usa o autoconsumo da água, que um dia ela poderá acabar”. Sobre a repórter   Isabela Paixão tem 15 anos, estuda no Colégio Estadual Thales[…]

Escola Estadual Luiz Pinto de Carvalho cria projetos para ajudar alunos a entender o mundo da automoção

Estudante-repórter: Andresa Santos Os projetos de automoção da Escola Luiz Pinto de Carvalho, que fica em Salvador, ajudam os alunos a praticarem e aprederem sobre o mundo automotivo. Com esse projeto, os alunos têm condição de ampliar os seus conhecimentos e de buscar novos horizontes. Os estudantes se envolvem 100% nesse projeto. A vontade de aprender deles é maior do que seus obstáculos. O professor Djalma Tavares nos conta que, entre tantos projetos que poderiam ser feitos, a turma optou pela criação de um elevador automotivo. Além desse projeto, existem outros, como um automóvel e um refrigerador didático, que fazem parte do mundo tecnológico da escola. Os alunos Rodrigo Sousa, Adriele Alves e Mauricio Teles disseram que o projeto os[…]

Artes Visuais Estudantis no 3° Encontro Estudantil

Estudante-repórter: Isabela Paixão O projeto Artes Visuais Estudantis (AVE) foi criado em 2008 e seu objetivo é estimular os alunos a conhecer as artes e os seus contextos. Além disso, os estudantes que participam deste projeto mostram a sua arte e os sentimentos impostos nela; e, de um certo modo, tentam influenciar as pessoas a observar a arte do jeito que ela deveria ser. As atividades do AVE estão acontecendo no 6° nível da Arena Fonte Nova, durante o 3° Encontro Estudantil. “Me sinto muito bem, consigo observar diversos contextos nas artes”, afirma Herbert Andrade Nascimento, estudante do 9° ano do ensino fundamental, um dos participantes do AVE. Nascimento diz que “o projeto é de muita importância, pelo fato de[…]

Ciência e escuridão se encontram no 3º Encontro Estudantil

Estudantes-repórteres: Rebeca Correia e Yasmin Sales A FECIBA (Feira de Ciências da Bahia) trouxe um recheado banquete de conhecimento e novidades para estudantes e professores, que tiveram a honra de estar no 1º dia do 3º Encontro Estudantil. Segundo o coordenador da Feira,  Rogério Lima, ela tem como objetivo trabalhar a iniciação científica na educação básica. Os estudantes fazem projetos voltados para atender a realidade da sua comunidade, fortalecendo a ideia de pertencimento. Os estudantes trouxeram suas ideias e mostraram que a ciência e matemática podem fazer parte do nosso dia a dia. Como, por exemplo, o projeto  de reaproveitamento da água, da estudante Siele Lais, 17 anos, do Colégio Estadual Simone Simões Neri, que nos mostra como podemos economizar[…]

O que é Tecnologia Assistiva?

Olá, pessoal! As Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) têm ajudado diversas pessoas a ultrapassarem barreiras de tempo e espaço, superando limitações físicas. Vamos conversar e refletir um pouco sobre o assunto, pois mesmo após avanços na legislação, é preciso garantir o acesso de todos a informação. E, com o intuito de permitir autonomia e independência às pessoas com deficiência, foi criado o Comitê de Ajudas Técnicas da Subsecretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (2009), que assim define “Tecnologia Assistiva”: […] área do conhecimento, de característica interdisciplinar, que engloba produtos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que objetivam promover a funcionalidade, relacionada à atividade e participação, de pessoas com deficiência, incapacidades ou mobilidade reduzida, visando sua[…]

Povos Indígenas do Nordeste se apropriam das tecnologias para afirmar cultura e brigar por direitos

Olá, galera! Entre os dias 25 a 29 de março de 2014,  aconteceu o 1° Encontro dos Pontos de Cultura Indígenas do Nordeste, realizado pelo Programa Mensagens da Terra na sede do Pontão Esperança da Terra, em Olivença, Bahia. Indígenas de 08 comunidades do Nordeste – Pataxó de Barra Velha, Pataxó de Cumuruxatiba, Pataxó Hã Hã Hãe, Tupinambá (BA), Pankararu (PE), Xokó (SE), Kariri-Xocó, Karapotó-Plakiô (AL) – se reuniram para compartilhar conhecimentos, debater o funcionamento e as práticas de gestão e colaboração entre os Pontos de Cultura Indígenas que estão sendo implantados. O Programa Mensagens da Terra, homologaolvido pela ONG Thydêwá,  com o apoio do Ministério da Cultura, visa capacitar 100 Agentes Indígenas de Cultura Viva no uso das tecnologias[…]

Nossos Colaboradores