CSS

Cine PW: 5X Favela – agora por nós mesmos

Salve, salve, galera! “Você já viu a favela dos bandidos. Você já viu a favela dos policiais. Agora você vai ver a favela dos moradores.” Hoje, o Cine PW vai apresentar uma obra, aliás, uma não, cinco obras que compõem o filme “5X Favela – agora por nós mesmos“. O audiovisual faz uma referência ao longa-metragem de 1962 – “Cinco Vezes Favela“, dirigido por Miguel Borges, Joaquim Pedro de Andrade, Carlos Diegues, Marcos Farias e Leon Hirszman, que abordou as problemáticas e dificuldades enfrentados por moradores de bairro populares do Rio de Janeiro. O filme mostra a visão de diretores que moraram ou moram em favelas do Rio sobre a mesma temática e conta com o apoio de organizações socioculturais[…]

Cine PW: Pajerama

Salve, salve, galera! Neste mês de abril, focamos nossas conversas nas questões que envolvem os povos indígenas, suas histórias, culturas e lutas. Foi um mês em que também compartilhamos conteúdos de autoria dos próprios indígenas, como textos, filmes e músicas. Além disso, contamos com o site temático “Culturas Indígenas”, que está disponível para consulta. Hoje, vamos indicar um curta-metragem em 3D chamado “Pajerama”. Trata-se da obra do diretor e criador Leonardo Cardaval, cuja história ilustra o contraste do encontro entre a realidade de sociedades industriais com as culturas indígenas. Na trama, que dispensa diálogos, o protagonista é um jovem indígena que vivencia experiências atemporais, descontínuas e entrelaçadas. O jovem encontra em sua caminhada elementos que revelam o quanto o homologaolvimento[…]

Cine PW: "Quem são eles?" e "Uma outra história"

Salve, salve, galera! Este mês vamos dar atenção especial aos Povos Indígenas brasileiros com as postagens do Cine PW. Abordaremos, portanto, temas inerentes às causas indígenas da atualidade. Para começar, vamos ver e ouvir um pouco da história do Brasil de acordo com a visão da população que esteve aqui desde antes da chegada dos brancos portugueses: os nativos. A série de dez videodocumentários chamada “Índios no Brasil” é uma produção do projeto Vídeo nas Aldeias – VNA, com cooperação da TVEscola, sob o comando de  Ailton Krenak,  indígena da etnia Krenak, situada no Vale do Rio Doce – MG. A atividade é precursora na área de produção audiovisual indígena no Brasil e tem por objetivo “apoiar as lutas dos povos[…]

Escrito na pele

Olá, pessoal! Tudo bem? Uma das características mais evidentes entre os povos indígenas é o uso de pinturas pelo corpo. Essas pinturas são parte da identificação e representação cultural de cada povo. Elas são carregadas de valores simbólicos e representativos, que se distinguem de uma cultura para outra. Entretanto, é possível relacioná-las à atualização e manutenção da cultura, evitando a extinção de seus valores. Será que as pinturas dos povos indígenas têm apenas significados estéticos? O que elas representam? O grafismo, como é chamada a pintura sobre o corpo, pode expressar uma série de informações sobre rituais, sistemas de hierarquias, tempos de caça, pesca ou coleta, atribuições dos indivíduos, encerramento ou iniciação numa determinada fase da vida, obrigações e etc.[…]

Gêneros e sexualidades em março

Olá, galera! Março foi um mês bastante produtivo para nossas discussões, pois alinhamos mais nosso diálogo quanto aos assuntos que envolvem as relações de gêneros e sexualidades. Compartilhamos com vocês textos, filmes, vídeos e músicas que embalaram nossos diálogos em torno dos avanços conquistados, das lutas travadas, das buscas e dos entraves que ainda envolvem as diversidades de gêneros e sexualidades. Nosso propósito foi o de agregar o conhecimento dos temas transversais em torno de uma mesma causa, uma vez que a promoção do respeito às diversidades também envolve os processos educacionais. Com isso, agradecemos pela interação de todas/os que colaboraram neste sentido, visitaram nossos conteúdos e interagiram conosco através das redes sociais e de comentários. Acreditamos que a prática[…]

Instituições de atenção às diversidades

Olá, pessoal. No mês em que focamos a mulher, os gêneros e as sexualidades, não poderíamos deixar de falar de algumas ações promovidas em favor destes grupos. Catalogamos e compartilhamos com vocês uma séria de instituições, projetos e ações atuantes na nossa sociedade em favor da promoção de igualdade de direitos para e entre estes grupos. Em nível federal, temos a Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), que é uma das comissões permanentes da Câmara dos Deputados do Brasil para analisar os assuntos e propostas legislativas a ela pertinentes cujas ações devem receber e investigar denúncias de violação desses direitos, bem como promover, avaliar, fiscalizar e preservar os direitos referentes às minorias étnicas e sociais. A Secretaria dos Diretos[…]

Cine PW: Carolina Maria de Jesus

Olá, pessoal! Vamos fazer um Cine PW um pouco diferente hoje. Selecionamos três vídeos/documentários e convidamos você a conhecer uma mulher que viveu e adotou uma postura a frente de seu tempo, lutando por justiça social como pouc@s que já lutaram e ainda lutam Brasil afora: Carolina Maria de Jesus. Vamos lá? Inquieta, explosiva, atrevida, petulante, corajosa, arredia e rebelde. Esses são alguns dos adjetivos que críticos e admiradores utilizam para descrever a personalidade autêntica de Carolina, escritora mineira, negra, favelada e de pouca escolaridade. Bitita, como era chamada desde a infância, saiu de Sacramento-MG, cidade onde nasceu, tão logo sua mãe morrera, em direção a São Paulo, indo parar na favela de Canindé. A princípio, trabalhou como doméstica, mas[…]

Cine PW: Vida Maria

  Salve, salve, galera! Hoje retomaremos as indicações de filmes que incrementam nossas discussões. Entrando no clima do mês em que focamos temáticas ligadas a gêneros e sexualidades em nossas conversas, indicamos o curta-metragem “Vida Maria”. Em pouco mais de oito minutos de animação 3D, o diretor e idealizador do projeto, Márcio Ramos, consegue reproduzir resumidamente a triste realidade da vida sertaneja. A produção, de 2006, conta a vida de Maria José, que é apresentada como uma figura representante de história repetitiva de todas as outras Marias de sua família – de geração em geração – cujas vidas apresentam-se num ciclo infinito. Numa realidade onde as chances de melhorar de vida são poucas. E a situação torna-se mais agravante para[…]

Março mês dos Gêneros, mês das Sexualidades

Olá, galera! Março começou e com ele propomos intensificar nossas conversas sobre a participação equiparada dos gêneros na sociedade. Vamos conversar? Durante este mês, traremos para as nossas conversas algumas notícias e abordagens que promovem e dão visibilidade à luta por igualdade de direitos entre os gêneros, bem como as questões referente ao respeito às diversidades, sobretudo em relação as sexualidades. Contamos com você para traçarmos um diálogo mais expressivo e colaborativo e junt@s alcançarmos a igualdade de direitos. Também por estas razões, convidamos a professora Online, que trará suas contribuições nos diversos momentos deste mês, com intuito de oportunizar e simbolizar a presença feminina nas discussões em torno das causas feministas e do respeito às diversidades sexual. Este canal[…]

Já é carnaval cidade, acorda pra ver!

A maior festa popular de rua do mundo já começou. Muitas músicas e ritmos embalam as emoções; milhões de foliões nas ruas e avenidas enchendo de alegria a praça e o poeta. É o carnaval de Salvador. Que este ano homenageará os blocos afros com o tema “40 anos de Blocos Afro – É diferente. É de Salvador”. Então, vamos nessa conhecer essa história. Os blocos afros são instituições carnavalescas composta majoritariamente pela população negra e afrodescendente. Surgidas ainda no final do século XIX, em Salvador desde os anos trinta, com o Afoxé Pai Burocô – 1935, criado por Mestre Didi, e o Filhos de Ghandy, em 1945, que até hoje estende o seu “tapete branco” por onde passa. Você[…]

Nossos Colaboradores