Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias

Multipluralidade Matemática: uma questão cultural!

Olá, galera do PW! Tudo beleza? Você sabia que o estudo da história da Matemática pode nos ajudar a entender a diversidade da cultura da humanidade? Pois é! É praticamente um mito a ideia de que só as sociedades mais avançadas, do ponto de vista ocidental, homologaolveram a Matemática. Hoje, com o estudo da etnomatemática, sabemos que várias sociedades contribuíram para a sua construção, além dos gregos, mesopotâmios e egípcios. Dentre as civilizações orientais, os chineses se destacam por feitos magníficos, a grande muralha da China, por exemplo, é um deles. Ela é, sem dúvida, um feito notável de engenharia e, para sua construção, foi necessária uma grande variedade de conhecimentos matemáticos, que envolviam desde o cálculo de distâncias até[…]

E você, vai de Rosa?

A campanha Outubro Rosa começou nos Estados Unidos e tomou proporções mundiais. O movimento tem o objetivo de esclarecer as causas, as prevenções e os tratamentos para o câncer de mama, pois quando detectado em em fases iniciais, em grande parte dos casos, existem chances de cura. O tratamento pode ser por meio cirúrgico e complementado com técnicas de radioterapia e quimioterapia. O câncer de mama nem sempre apresenta causa específica, mas algumas medidas podem ser tomadas como ações profiláticas. Um das principais formas de prevenir é adotar uma alimentação bastante saudável, além da prática de  atividades físicas. Novidade! Três cientistas acabam de receber o Prêmio Nobel de Química neste ano. A pesquisa revela sobre o funcionamento das células e[…]

A Matemática Inclusiva

Nos últimos anos, temos percebido uma mudança muito grande nas repartições e meios urbanos  no que se refere à promoção da acessibilidade. Lembro-me como se fosse hoje:  eram raros  os espaços atentos a esta  questão, o  que dificultava ou mesmo inviabilizava a circulação de cadeirantes ou indivíduos com mobilidade reduzida nesses espaços. Há pouco tempo, não era difícil encontrarmos escolas com corredores muito estreitos, caixas eletrônicos com altura inacessível a cadeirantes, espaços urbanos  sem rampa de acesso, sinaleiras sem sinais sonoros e etc. Na verdade, de lá pra cá, todas as mudanças ocorridas nestes últimos anos, teve uma motivação fundamentada em eventos históricos. As primeiras discussões sobre o tema só surgiram nos Estados Unidos, fruto dos heróis de guerras que[…]

Existe Água Virtual?

Essa expressão foi homologaolvida pelo geógrafo inglês Tony Allan, no início da década de 1990.  Trata-se da água invisível, incorporada nos alimentos desde a plantação, cultivo, cozimento e outros processos, como na fabricação de produtos industriais que são comercializados e levados de um lugar a outro.  Envolve todas as etapas da produção, até o consumo. A água, líquido precioso, indispensável a todos os seres vivos, não renovável, não fabricável e que já vem pronto, direto da mãe-natureza, nem sempre é tratado com o devido grau de importância. Para algumas pessoas, o uso da água traz preocupações com o temor da escassez dos recursos indispensáveis à continuação da jornada humana no planeta. Para outras, uma inquietude frente às responsabilidades para com as gerações futuras. De um modo ou[…]

Cine Documental – Minha Escola, Meu Lugar – Pankararé

O quadro Minha Escola, Meu Lugar, do programa Intervalo, apresenta a influência histórica e sociocultural de uma Unidade Escolar baiana com seu município ou seu bairro. Neste episódio, a escola evidenciada é a Escola Estadual Ângelo Pereira Xavier e o Anexo, em Baixa do Chico – Raso da Catarina, e a aldeia Pankararé, em Brejo dos Burgos, município de Glória. Sob a liderança do Cacique Afonso e da pedagoga Patrícia Pankararé, essas unidades escolares atendem à clientela da Educação Infantil e Ensino Fundamental I. O diretor da extinta Direc 10, atual NRE 24,  professor Marcos Pires, também contribui com a gestão dessas escolas. A comunidade Pankararé é incansável na defesa de uma educação de qualidade, em suas terras. Professores, dirigentes, estudantes,[…]

Cine Documental – Minha Escola, Meu Lugar – Colégio Pedro Álvares Cabral

O quadro Minha Escola, Meu Lugar, do programa Intervalo, apresenta a influência histórica e sociocultural de uma Unidade Escolar baiana com seu município ou seu bairro. Neste episódio, a escola evidenciada é o Colégio Estadual Pedro Álvares Cabral e a cidade de Porto Seguro. O Colégio Pedro Álvares Cabral foi a primeira instituição escolar estadual de Porto Seguro e por isso participou do homologaolvimento dessa cidade, assim como da vida escolar de boa parte de seus moradores. Porto Seguro atrai baianos e turistas pelas suas belezas naturais e por ser um museu a céu aberto, pois andar pelas ruas dessa cidade é remontar a história do Brasil. A presença da população indígena também é um traço marcante desse lugar que[…]

Física Tupiniquim

Um olhar mais atento ao cotidiano dos povos indígenas nos mostra, de forma bem peculiar, a aplicação de várias ciências no dia a dia desses povos, que vai desde a construção de suas moradias até a caça. Por sinal, é uma verdadeira arte o ato da caça que começa desde criança, passado de pai para filho. A escolha da madeira correta para a confecção do arco e flecha, que deve apresentar características peculiares, vai desde a combinação de algumas propriedades da matéria, como a elasticidade e resistência. Álias, falar em elasticidade no mundo contemporâneo é lembrar das várias aplicabilidades dessa propriedade da matéria em diversos objetos do nosso cotidiano, que vai desde o simples arco produzido pelos índios, aos dispositivos[…]

Entre as Cidades Baixa e Alta!

Por André Soledade* Ao fazer a travessia Mar Grande/ Salvador, somos surpreendidos pela beleza da cidade de Salvador, que se destaca de longe pelo desnível existente entre as Cidades Baixa e Alta. Olhando na direção do Elevador Lacerda, observa-se ao fundo um enorme paredão de rochas existente. Esse penhasco que une as Cidades Alta e Baixa, bem como toda faixa esverdeada, é conhecida pelos geólogos como Falha Geológica de Salvador. Essas falhas são o resultado de esforços aplicados sobre as rochas, que se quebram por não suportar o esforço ao qual são submetidas. Na nossa cidade, esta falha originou o relevo, que separa as Cidades Alta e Baixa, onde foram construídas diversas ladeiras, planos inclinados, elevadores com o objetivo de[…]

Ouvindo com ciência

Por André Soledade* O ouvido é o responsável pela captação do som no ambiente. Esse órgão fascinante é composto pelo ouvido externo, ouvido médio e ouvido interno; que, juntos, convertem as ondas sonoras que se propagam pelo ar em impulsos elétricos que são decodificados pelo nosso cérebro e interpretados. Para entender o seu funcionamento, não basta ser um bom conhecedor da Biologia, são necessários sólidos conhecimentos de Física acústica e Matemática. Vamos começar analisando a estrutura do ouvido e os fenômenos físicos que estão por trás da audição. Tudo começa pelo som emitido por uma fonte sonora, que não é nada mais do que uma agitação das partículas de ar ao nosso redor. Essa agitação é o resultado de uma[…]

Luz e Energia!

Desde a Antiguidade que a luz solar pode ser decomposta nas cores do arco-íris, mas foi Newton, no século XVII, que pela primeira vez descreveu de forma adequada o fenômeno da decomposição da luz por um prisma, assim como de sua recomposição por um segundo prisma. O conjunto das cores obtidas com o prisma é conhecido como espectro e varia do vermelho, numa extremidade; ao violeta, na outra. Além das chamadas sete cores do arco-íris, o espectro solar também apresenta radiações invisíveis ao olho humano. Como é que podemos comprovar isso? (click aqui) Em 1801, o alemão Johann Wilhelm Ritter decidiu pôr uma amostra de sal de prata na região escura além do violeta. Qual não foi sua surpresa ao[…]

Nossos Colaboradores