Autor: Valdineia Oliveira

As comemorações do dia do índio na escola

As comemorações do dia do índio na escola

É chegado o dia 19 de abril, data em que se comemora o dia do índio, e nessa oportunidade as escolas adotam diferentes metodologias para abordar o tema, muitas são acertadas, outras nem tanto. Um exemplo muito conhecido de opção metodológica é quando os professores exploram o conteúdo imanente à data, pedindo para que os estudantes se inspirem na pintura corporal e vestimenta indígena. Essa leitura sobre a cultura indígena utiliza referenciais de 1.500 sem respeitar as diferenças entre os povos ameríndios e seu contato com a cultura contemporânea. Mario Sérgio Cortella, filósofo da PUC de São Paulo afirma que a escola deve adotar práticas com intenção educativa, acolhedora e pluralista, pois, toda vez que se trata o outro com[…]

O Dia das Mulheres e suas Lutas

O Dia das Mulheres e suas Lutas

Aproxima-se o dia oito de março, dia internacional da mulher, nessa data são recorrentes os elogios dirigidos às mulheres bem como os presentes: buquês de flores e bombons de chocolates. Mas, para além de frases feitas e elogios pontuais, essa é uma data icônica no histórico de lutas que as mulheres empreenderam para ter sua cidadania reconhecida e também direitos civis. Portanto, é um momento para professores e estudantes trazerem à memória as lutas e conquistas das mulheres durante o século XX. Durante a  Revolução Industrial, mulheres e crianças foram as maiores vitimas do ambiente insalubre das fábricas, as condições de trabalho eram precárias, a carga horária era exaustiva chegava a seis dias por semana, entre dez e doze horas[…]

Abraço de boas-vindas!

Abraço de boas-vindas!

    Olá, pessoal.   Estavam com saudades do Blog da Rede? Pois, estamos de volta com nossas postagens semanais, depois das férias escolares e, sobretudo,  depois de algum tempo em que pensávamos novas formas de encontros e diálogos neste espaço. Em  2018 manteremos parcerias com estudantes e professores, ampliando as relações para que não sejam apenas leitores,  mas também autores e possam contribuir com seus textos para serem publicados. Conheçam nossas novas abas e vejam as possibilidades de temáticas que se abrem para serem discutidas.   Recebam um abraço forte de acolhimento e amizade de toda a equipe que escreve para o nosso Blog.

Agora é Plataforma Anísio Teixeira

Agora é Plataforma Anísio Teixeira

Oi, pessoal! O Ambiente Educacional Web está em novo endereço: WWW.pat.educacao.gov.ba.br. Essa mudança foi necessária para ampliar as possibilidades de difusão de conteúdos educacionais e abarcar a produção audiovisual do Instituto Anísio Teixeira (PAT) como. Vamos conhecer melhor esse novo ambiente educacional, através da entrevista com o professor André Soledade, colaborador da Plataforma Anísio Teixeira. Nessa entrevista, ele destaca as mudanças que foram implementadas no novo espaço e os canais que tornam a Plataforma Anísio Teixeira mais dinâmica: EMitec, Colaborativus, Sites temáticos, TV Anísio Teixeira, Blog da Rede, Aplicativos Educacionais.   André Soledade membro da equipe de gestão da Plataforma Anísio Teixeira      

Enem, que História é essa?

Enem, que História é essa?

Oi pessoal! Os leitores do Blog da Rede, que em sua maioria pertencem à Comunidade Escolar, já perceberam que a data da prova do Enem se aproxima. Por isso, o Blog tem dedicado a maior parte, de suas publicações, ao tema. Hoje, vamos falar sobre a prova de História e o modo como ela comparece no Enem, sublinhando suas principais características, para que estudantes e professores possam ter uma ideia a respeito dos conteúdos que devem constar na prova.   Consultando-se os PCN´s podemos nos informar a respeito do que é exigido na prova, os textos alertam para as relações que são constituídas,  entre o fato histórico e suas implicações para a sociedade nos campos da  política, economia, cultura, legislação,[…]

Prêmio Jorge Amado de Literatura

Prêmio Jorge Amado de Literatura

  O prêmio Jorge Amado tem por objetivo incentivar a produção literária desde cedo, com utilização de atividades lúdicas, de forma a enriquecer ainda mais o aprendizado de crianças e adolescentes. Esta é a proposta da Secretaria Municipal da Educação com o Prêmio Jorge Amado de Literatura. A iniciativa homenageia o autor de clássicos como Gabriela Cravo e Canela e Capitães da Areia. O objetivo é estimular os alunos da rede municipal de ensino a desenvolverem ações ligadas à leitura. Também pretende estimular a produção estudantil de textos, seja sob a forma de poesia, conto, romance, e utilizando-os ainda em outras mídias, como as histórias em quadrinhos e o videoclipe – este último integrado pela primeira vez à edição de 2017[…]

Suicídio, Adolescência e Redes Sociais

Suicídio, Adolescência e Redes Sociais

Atualmente, o tema do suicídio entre adolescentes passou a ser centro de diversos debates, principalmente após o destaque alarmista dado pela mídia ao jogo Baleia Azul, um desafio virtual cujo objetivo final seria levar o jogador a cometer o suicídio, tendo como vítimas preferenciais os adolescentes. A repercussão alarmista em torno desse jogo trouxe a tona, um dos temas, considerado grande tabu da nossa sociedade: o suicídio. A adolescência é um período da vida humana em que estamos mais vulneráveis à ideação suicida, e essa conjuntura se torna ainda mais perigosa quando parte de um universo desconhecido para pais e professores: a vivência dos adolescentes na Web. Tendo em vista essas questões, o Blog entrevista nessa edição Juliana Cunha coordenadora[…]

Mulheres negras no cotidiano da cidade de salvador no século XIX

  Olá, pessoal do PW! Vocês já pararam para pensar sobre as experiências sociais das mulheres no passado? Esse texto convida a refletir a esse respeito, incorporando ao nosso repertório de conhecimentos histórias sobre mulheres negras no cotidiano da Bahia do século XIX. A família e a sociedade no Brasil são temas comumente pensados a partir dos pressupostos teóricos de Gilberto Freyre, na obra Casa Grande & Senzala (1933). Em seus escritos, as mulheres negras comparecem na condição de escravas a serviço da lavoura e da casa grande. É importante que professores e estudantes não se acostumem a pensar em um Brasil constituído assim, sob essa hierarquia estática e imutável. A realidade social é bem mais fluida e dinâmica e[…]

Fontes para a história da Bahia

Fontes para a história da Bahia

O ensino de história da Bahia é muito prejudicado nas unidades escolares, principalmente, pela escassez de fontes, tendo em vista que os livros didáticos, na maioria das vezes, focam sua análise na perspectiva eurocêntrica, em que a visão sobre a história local fica prejudicada. Na prática de muitos professores, prevalece a ênfase nos eventos que acontecem na Europa, América e Brasil, sem conexão com o contexto da cidade em que os estudantes vivem. O autor Michel de Certeau, em A Escrita da História (1982), apresenta um ponto de vista importante sobre essa problemática ao afirmar que o passado europeu tem um papel central na análise histórica. É preciso viabilizar um ensino de história que privilegie a memória local, a pesquisa[…]

Nossos Colaboradores