Autor: Patricia Nascimento

Concurso SaferNet Brasil – Uso responsável e seguro da Internet

Olá, amig@! Você acha a internet um local seguro? Para você, o que é conetar-se com respeito? O que você pensa sobre a cidadania online? Esses e outros questionamentos, que certamente permeiam os nossos pensamento quando o assunto é a atuação no ciberespaço, podem ser expressados em uma grande oportunidade de mostrar para o mundo o seu posicionamento a esse respeito e ainda podem lhe render excelentes prêmios como: tablet, maquina fotográfica Pen drive, além de Kits SaferNet. Ficou curios@? Então, se conecte na ideia dos nossos amigos da SaferNet Brasil. O Concurso do Dia Mundial da Internet Segura 2013 organizado pela SaferNet Brasil com apoio da GVT tem o objetivo de estimular o debate sobre Cidadania na internet entre[…]

Dia Nacional da Lei da Libras – Por uma sociedade inclusiva!

Olá, pessoal! Em 24 de abril de 2002, foi sancionada a Lei 10.436, a partir de então, nesta data celebramos o Dia nacional da lei da libras. Muito além das celebrações, essa Lei, figura como uma conquista para a comunidade surda em nosso país, pois reconhece a Língua Brasileira de Sinas – Libras, como meio legal de comunicação e expressão, assegurando assim, o uso e difusão desta, que é própria e natural da pessoa surda. Embora o acesso igualitário a educação, trabalho, bens ou serviços, seja legalmente instituído, sabemos que a realidade das pessoas com deficiência não corresponde ao que podemos qualificar de, no mínimo ideal, visto que, ainda vivemos em uma sociedade pouco inclusiva e de políticas públicas ineficazes.[…]

Homenagem aos Povos Indígenas – 513 anos de silenciamento e usurpação

Olá, pessoal! Os séculos de usurpação material, opressão física/moral e silenciamento brutal das comunidades indígenas que habitam, muito antes de nós, este país, geram negação da diversidade cultural, religiosa, ideológica desses sujeitos. Mesmo sendo partícipes da dinâmica e interação social na história brasileira, continuam a ser vítimas das atrozes consequências destes e de outros fatores, que afetam diretamente a sua integridade como povo. No instante em que, o bem mais sagrado para as famílias – o lar, violentamente subtraído – antes, pelas mãos dos invasores portugueses, hoje, pelos canos das armas de grileiros que, visando a apropriação de terras para o comércio ilegal destas, trazem medo às comunidades indígenas remanescentes, cerceia-se portanto, a necessidade básica e natural de enraizar/ perpetuar[…]

Homenagem aos Povos Indígenas – Identidade e Resistência

Olá, pessoal! Esta é uma semana muito especial para tod@s nós! Hoje (19/04), comemora-se oficialmente em nosso país, o Dia do Índio. Para aqueles(as) que não vivenciam em seu cotidiano essas discussões, sugerimos que aproveitem esse momento para iniciar ou aprofundar mais os estudos sobre essa temática tão importante para refletir sobre a história da formação do povo brasileiro. Mergulhar neste debate é fundamental para o entendimento dos mais diversos povos indígenas que aqui habitam, desde fatos relatados do então “Descobrimento”, até os dias atuais. Por acreditarmos que apenas um dia não seria suficiente para conhecermos mais da cultura indígena, suas tradições e relação com o meio, damos início a uma série de abordagens nesse contexto, na Homenagem aos Povos[…]

Graffiti: a arte nas ruas – Expressão e liberdade!

Olá, amig@s! Nas grandes cidades, torna-se cada dia mais difícil apreciar belas paisagens ao longo do caminho que percorremos. Seja no trajeto para o trabalho ou em direção à escola, somos bombardeados com um turbilhão de informações e publicidades, que tentam moldar a nossa interpretação sobre a vida. Deste modo, a expressividade contida em cada um de nós, vai dando lugar ao silêncio e embrutecimento, divagando o nosso olhar do que é belo, sobre o que é arte e o quanto esta tem valor em nosso cotidiano e na relação com o mundo. Mas é possível, em meio a tudo isso, romper determinadas amarras e conceitos, contemplar e promover arte urbana, poesia e expressão – com um spray na mão[…]

Lei 12.799 – Isenção da taxa de pagamento em vestibular federal

Olá, vestibulando/a! Entra em vigor hoje (11/04), a lei 12.799, que assegura isenção da taxa de pagamento nas inscrições de vestibulares em universidades federais e institutos federais de ensino superior. Essa é uma excelente notícia, não é mesmo?! Confiram abaixo, os critérios e quem poderá ser beneficiado/a: Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.799, DE 10 DE ABRIL DE 2013. Dispõe sobre a isenção de pagamento de taxas para inscrição em processos seletivos de ingresso nos cursos das instituições federais de educação superior. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º As instituições federais de educação superior adotarão critérios para isenção total e parcial do[…]

Deficiência visual e Literatura – O livro com duas escritas

“O mundo foi escrito em vários alfabetos” Bartolomeu Campos Queirós  Olá, pessoal! No nosso cotidiano, a visão é um dos sentidos mais explorados, desde dirigir um carro, ir ao cinema, ler uma revista ou ao atravessar a rua. Os estímulos visuais estão por toda parte, em cores, formas e movimentos. Estamos muito ligados àquilo que podemos ver, e, na maior parte dos casos, a comunicação está diretamente voltada para o processo de captação e interpretação das informações visuais que nos rodeiam. Saibam mais sobre a visão – Cliquem aqui! Mas, que tal refletirmos sobre a situação das pessoas que não podem enxergar totalmente ou parcialmente? Pois é! Vivemos em uma realidade social, que se constituí e amolda apenas em torno[…]

Início do ano letivo 2013 – Mensagem do Professor Web

Olá, educadores/as e estudantes! Iniciamos mais um ano letivo da rede estadual de ensino da Bahia. Sabemos da importância da educação pública, gratuita e de qualidade para a nossa sociedade. Ideais defendidos fervorosamente por educadores/as ao longo dos anos em nosso país, a exemplo de Anísio Teixeira, Cosme de Farias, Paulo Freire, entre outros/as que lutam, ainda que, no anonimato. O espaço escolar possibilita, além de interação social, acesso aos saberes científicos e construção desses, bem como os “saberes populares”, que influenciam e beneficiam diretamente o nosso cotidiano e os saberes escolares também. No compromisso ético e profissional de professores(as) e funcionários(as), em laços afetivos e respeito mútuo entre educadores/as e estudantes, na alegria e esperança da consolidação de direitos, é[…]

Álcool e adolescência – Eis a questão!

Olá, educadores(as) e amigos(as)! Em grande parte do nosso cotidiano a sua presença, nada sutil, pode ser notada. Desde eventos familiares, celebrações informais entre colegas de trabalho (o famoso happy hour), a outros acontecimentos sociais – a bebida alcoólica sem dúvidas tem sido uma das substâncias psicoativas mais consumidas por brasileiros(as) atualmente, seja de maneira esporádica ou regular. Nos grandes meios de comunicação, a indústria publicitária movimenta enormes valores com comerciais, exercendo assim um papel difusor destes produtos. Existe também uma massiva e perceptível atuação das cervejarias em patrocínio e promoção de eventos culturais e até mesmo esportivos, mas sem que haja menção educativa sobre as formas seguras de uso de bebidas alcoólicas ou dos possíveis riscos nos seu consumo imediato (acidentes), bem como[…]

Mulheres Unidas – Virando o Jogo!

Olá, amigos(as)! A sustentação de estereótipos na sociedade gera além de segregação, inúmeras e tenebrosas lições de que, ao rotularmos um grupo, alguém ou algo por suas características físicas, intelectuais ou até mesmo condições financeiras, assumimos o grave ônus de estarmos fomentando e cometendo atos discriminatórios, de violência e excludentes. Temos como forte exemplo a realidade das mulheres, que ao longo de suas vidas enfrentam a todo momento (pré)conceitos sobre as suas capacidades. O que em muitos casos pode tornar-se um limitador para muitas delas, pois sem apoio e condições favoráveis para entenderem-se como seres únicos e com autonomia, muitas pela pressão, cedem e chegam a uma espécie de “ostracismo social”.  Mas na surpreendente história dessas verdadeiras guerreiras, muitas outras[…]

Nossos Colaboradores