Autor: Marcus Coelho

Bombeiros Militares da Bahia exercitam produção audiovisual

Bombeiros Militares da Bahia exercitam produção audiovisual

O processo formativo, ocorrido no início de novembro, se deu de maneira dialógica, crítica, colaborativa, contextualizada e muito amistosa entre os cursistas do corpo de Bombeiros Militar da Bahia e os formadores do IAT. Após a definição da ideia, foi escrito um roteiro que seguiu para os processos de pré-produção, passando pelos momentos de gravação até chegar à pós-produção, etapa de finalização do vídeo.

Colaboração e aprendizagem

Colaboração e aprendizagem

Logo no início da formação, ainda na fase de concepção da ideia e desenvolvimento da mesma, os cursistas entenderam e evidenciaram a importância do trabalho coletivo e, sobretudo, colaborativo, para a boa realização das atividades, não só audiovisuais, mas de toda e qualquer produção que objetivem.

Razão Celeste: mais que um jogo sobre astronomia

Razão Celeste: mais que um jogo sobre astronomia

Além do Razão Celeste (game sobre astronomia), projeto premiado, desenvolvido pelo estudante, chamam a atenção, na unidade de escolar, a realização de trabalhos harmônicos entre professores e estudantes, considerando a perspectiva de acompanhamento, apoio, criticidade, mediação, colaboração e as propostas pedagógicas inerentes aos processos educacionais vigentes na escola. Isso tem revelado fazeres educacionais muito significativos e que, há muito, fazem parte da realidade do Colégio Estadual Edvaldo Brandão Correia.

Tecnologia na Educação, ferramenta ou metodologia?

Tecnologia na Educação, ferramenta ou metodologia?

A tecnologia aqui apresentada, já é algo corriqueiro entre os estudantes, faz parte da vida deles, e nesse sentido, a escola precisa, de maneira coerente, também se inserir nesse contexto. É através da boa mediação docente e do estímulo ao uso qualificado das TDIC pelos estudantes, que a escola, efetivamente, possibilitará aos jovens o protagonismo crítico necessário, dificultando assim, que estes sujeitos sejam muitas vezes subjugados no universo tecnológico em que vivemos.

Para além do verbo To Be

Para além do verbo To Be

Olá, pessoal!

Tudo bem?

Como anda o ensino da língua inglesa nas escolas públicas? Quais os desafios a serem superados? Quais possibilidades metodológicas são interessantes para esse processo de ensino e aprendizagem no contexto atual? Será que o verbo To Be é ainda o assunto recordista nas salas de aula?  Por quê? São muitas as perguntas e as respostas, mas o que importa aqui e agora, nesse pequeno texto, é refletirmos um pouco sobre o ensino de Inglês que acontece nas escolas públicas.

O pensar antes

O pensar antes

Olá, pessoal! Tudo bem? Textos imagéticos e sonoros, o fazer e os discursos audiovisuais que, contemporaneamente, nos cercam – sobretudo após o boom das redes sociais e no acesso das pessoas aos smartphones – estão em toda parte e cada vez mais vão sendo produzidos e se proliferando, muitas vezes, de forma indiscriminada. Isso vem acontecendo, independente dos realizadores, produtores em questão, serem profissionais da área de Comunicação e de terem conhecimento técnico, específico acerca de como planejar profissionalmente seus discursos em formato de vídeo. Isso, por um lado, pode ser interessante, se pensarmos que a possibilidade de produção e difusão desse conteúdo multimodal está cada vez mais ao alcance de muitas pessoas, mas também tem o lado ruim que[…]

Por que uma pedagogia dos multiletramentos?

Por que uma pedagogia dos multiletramentos?

Olá, companheiros! Vamos refletir um pouco sobre produções textuais multissemióticas que envolvem discursos multimídia, e que, sobretudo entre os mais jovens, já fazem parte do contexto comunicacional contemporâneo. É urgente que a escola do século XXI, pelo menos, pense e debata sobre uma “pedagogia dos multiletramentos”, ou seja, é preciso propor ações pedagógicas que potencializem a leitura, escrita e possibilidades comunicativas que considerem, com relevância, a multiplicidade cultural e semiótica presente em nossa sociedade.   No livro “Multiletramento na escola (2012), Roxane Rojo destaca e discute ideias muito importantes, que alicerçam os estudos e a necessidade de uma “pedagogia dos multiletramentos”. Uma dessas discussões versa sobre as “culturas valorizadas versus culturas desvalorizadas”, ou seja, a cultura que, há tempos, a escola valoriza[…]

O Blog da Rede estabelece parceria com o Colégio Estadual Pedro Calmon

O Blog da Rede estabelece parceria com o Colégio Estadual Pedro Calmon

Olá, pessoal! Na quarta-feira, 25 de abril de 2018, a Rede Anísio Teixeira esteve no Colégio Estadual Pedro Calmon para desenvolver uma breve oficina sobre licenças livres, narrativa imagética e produção textual para blog. Foi um encontro muito positivo, pois, além do excelente acolhimento, a interação com os colegas professores e com os estudantes presentes foi bastante dinâmica e produtiva. Nesse encontro, ficou combinado que em uma ação piloto, os estudantes da oficina de redação da referida escola terão, durante os meses de maio a dezembro, um espaço de publicação no Blog da Rede. A ideia é aproximar, ainda mais, o blog e a Rede Anísio Teixeira dos professores e estudantes da escola pública, tendo os mesmos como leitores e[…]

Nossos Colaboradores