2020: “Ano Anísio Teixeira”

Oi pessoal!

Sejam bem-vindos a primeira publicação do Blog da Rede no ano de 2020. E por falar em 2020, você sabia que o governo do Estado da Bahia instituiu que este ano é dedicado ao educador baiano Anísio Teixeira?

Nascido na Bahia, no município de Caetité no ano de 1900, Anísio foi intelectual, educador e pensador social, tendo como principal legado uma ideologia em torno da Educação como caminho de transformação social.

Sua principal luta foi por uma escola de qualidade e em tempo integral para todos. Em suas palavras: “Só existirá democracia no Brasil no dia em que se montar no país a máquina que prepara as democracias. Essa máquina é a da escola pública.”

Na Bahia, o ano de 2020 passou a se chamar ano “anisiano”. Com isso, a figura do educador baiano em questão, tornou-se uma referência  importante para o ano letivo, substanciando ações que proporcionam discussões sobre a escola como via de inclusão social. Neste mobilizaremos a comunidade escolar em torno de produções culturais, eventos, seminários e, sobretudo, da produção de conhecimento, tendo por base as ideias de Anísio Teixeira.

A partir do decreto Nº 19.132, o governo do estado implementou diversas ações: editais, celebrações, homenagens, seminário internacional, lançamentos de livros e produtos audiovisuais, entre outros, que visam  homenagear e ampliar os conhecimentos à respeito da vida e obra desse grande homem e educador baiano.

Se você é professor, pesquisador e está em busca de materiais a respeito da vida e obra de Anísio Teixeira, a Plataforma Anísio Teixeira (PAT) traz no quadro “Minha Escola, Meu Lugar ” o episódio IEAT – Caetité que trata do histórico do Instituto de Educação Anísio Teixeira, desde sua implantação até as relações com a comunidade do município de Caetité. 

Para assistir, acesse o link abaixo:

 Então, um feliz 2020 para toda a comunidade escolar. Que o grande educador Anísio Teixeira seja inspirador de nossas melhores ações em proveito de uma educação pública e de qualidade. 

Abraço caloroso. 

Prof. Valdineia Oliveira  (História)  e Prof. Camila Amorim (matemática)