Seminário em comemoração aos 35 anos do IAT

Nesta última segunda -feira, dia 12 de novembro, iniciou- se o  Seminário em comemoração aos 35 anos do IAT. A abertura solene do evento contou com a presença do subsecretário da Educação do Estado, Nildon Pitombo, que representou o governador Ruy Costa.  O ponto alto deste dia foi a homenagem, muito justa, ao ex-secretário da Educação e Cultura do Estado da Bahia, Professor Edivaldo Boaventura . Também estiveram presentes os ex-diretores do Instituto, que por sua vez, rememoram a trajetória do Instituto Anísio Teixeira  e foram agraciados com placa comemorativa dos 35 anos. Logo após as homenagens, foi exibido um vídeo-documentário apresentando, de forma resumida, um histórico do IAT.

O evento ainda contou com palestras : A evolução da educação no Brasil com o Dr. Roberto Sidenei Alves Macedo (UFBA), Aspectos relacionados aos processos de ensino-aprendizagem por meio das metodologias ativas  com Dr. Charbel Niño El- Hani (UFBA) e o legado de Anisio Teixeira para a educação a distância e as tecnologias digitais da informação e comunicação (TIDIC) com Me. Yuri Wanderley Bastos (UFBA), além de workshops, mesas redondas e oficinas.

Dentre os workshops tivemos os de  produção e compartilhamento de vídeos na educação, de uso da Plataforma Anísio Teixeira no ensino e na aprendizagem, de fotografia básica – Construindo uma narrativa visual educacional, de produção e compartilhamento radiofônico e gamificação no moodle.

workshop de produção e compartilhamento de vídeos na educação, é uma formação com caráter colaborativo, crítico e contextualizado que objetiva, a produção, edição e compartilhamento de vídeos considerando as seguintes etapas:concepção, pré-produção, produção /realização e pós -produção. Durante o workshop para produção didática e compartilhamento de vídeos, os participantes vivenciaram atividades práticas de concepção e produção audiovisual. Em tal processo deve-se considerar, sobretudo, o uso de ferramentas facilmente acessíveis por professores e estudantes – dispositivos móveis.

Workshop de produção audiovisual. Foto: Harrison Araújo e Marcus Leone

Já o workshop para uso da Plataforma Anísio Teixeira no ensino e na aprendizagem,apresentou a Plataforma Anísio Teixeira será apresentada como ferramenta pedagógica para professores e estudantes, bem como estes atores poderão contribuir com a mesma e como tirar proveito dos conteúdos e recursos oferecidos pela PAT.

O workshop Introdução a Fotografia Básica – Construindo uma narrativa visual educativa permitiu aos cursistas uma introdução à fotografia digital básica como estratégias metodológicas nos processos de ensino-aprendizagens. Este workshop propõe uma discussão de como a arte fotográfica pode construir um diálogo metodológico, crítico, contextualizado, ético e colaborativo para além do documento, do lúdico e da memória, além de fomentar uma discussão acerca do papel da fotografia na escola e na contemporaneidade.

 

O workshop de produção e compartilhamento radiofônico que teve  o intuito de conceber programas radiofônicos de caráter educativo; organizar grade de programação para rádio estudantil; elaborar pautas para realização de programas de rádio; produzir textos radiofônicos.

O evento ainda contou com workshop  de gamificação no moodle que teve como objetivo compreender os principais aspectos da gamificação na educação, levantar os principais eixos que estão presentes em sistemas gamificados, Introduzir a utilização de conceitos,mecânicas, narrativas e as principais características dos jogos em sistemas educacionais, para que, educadores e alunos interessados em uma nova alternativa para promover a aprendizagem por meio de práticas interativas e ludo pedagógicas, possam levar para sua sala de aula, seja ela presencial, seja virtual.

E aí gostou?

Assim você ficou sabendo um pouquinho mais do que foi abordado nos workshops.

Ao longo desses 35 anos o Instituto Anísio Teixeira tem buscado seguir as ideias do seu patrono o educador Anísio Teixeira.

“ educação para todos não pode ficar alheia à revolução das ciências e dos meios de comunicação de massa; a formação dos mestres de amanhã precisaria romper com a pregnância do tradicional,engajando-se no enfrentamento dos descaminhos da cultura tecnológica e consumista e na apropriação do pensamento científico e dos meios de comunicação, de modo a dominá-los e a servir-se deles, assegurando a todos a educação capaz de enriquecer a vida do planeta.”Extraído de TEIXEIRA, Anísio. Mestres de amanhã. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Rio de Janeiro, vol. 40, nº 92, out./dez. 1963.

 

É com esse pensamento que seguimos na busca pela Educação Pública de qualidade.

Até mais!

 

Publicações relacionadas

Seminário em comemoração aos 35 anos do IAT

Nossos Colaboradores