Meio Ambiente e Turismo

Mountain bike. A imagem é liberada livre de copyrights sob Creative Commons CC0. Fonte: https://pxhere.com/pt/photo/568051

 

Olá, turma!

 

Vamos conhecer um pouco mais sobre o ecoturismo?

Para o Instituto Brasileiro de Turismo – Embratur, ecoturismo ou turismo da natureza refere-se a uma atividade turística que utiliza, de forma sustentável, o patrimônio natural e cultural, motivando a sua conservação e buscando a formação de uma consciência ambientalista, preservando o bem-estar das populações envolvidas.

Pesquisas confirmam que esse é o segmento turístico que mais cresce. A Organização Mundial de Turismo – OMT afirma que 10% dos turistas em todo o mundo tem como demanda o turismo ecológico.

Segundo Humberto Filho, da Bahiaventura, empresa especializada em turismo de aventura e ecoturismo, existem modalidades na terra, água e ar, que estão sendo praticadas mundialmente. Entre elas, destacam-se montanhismo, mountain bike, cicloturismo, caminhadas longas – trekking, caminhadas curtas, trilhas ecológicas, canoagem, stand up paddle, tirolesas, canionismo, asa delta, paraquedismos, voos livres, balonismo, etc.

 

Rafting. A imagem é liberada livre de copyrights sob Creative Commons CC0. Fonte: https://pxhere.com/pt/photo/1021873

 

A consciência ambiental deve ser o princípio norteador para essas atividades. Com a sua experiência, Humberto diz que a maior parte das pessoas que realiza essa prática está ciente das normas, entretanto, palestras são sempre realizadas  no momento da preparação, a fim de reforçar essas regras, além de enfatizar os requisitos de segurança.

Sobre essa questão, nunca faça essas atividades com pessoas que não tenham experiências na área, fique atento à qualidade dos equipamentos utilizados, para que os riscos oferecidos sejam minimizados ao máximo. Então, muita atenção para esses cuidados!

Aqui, em nosso estado, existem diversos locais possíveis para a prática do ecoturismo ou turismo de aventura. O gestor da Bahiaventura indica a Chapada Diamantina, Itacaré, Praia do Forte, Morro de São Paulo, esses já com estrutura turística montada. Mas é possível ir também visitar localidades como Arraial D’Ajuda, Canavieiras, Caraíva, Abrolhos, São Desidério, Barreiras, Paulo Afonso, onde há um dos bungee jumping mais famoso do país, mas sem ainda uma estrutura desejável.

Agora, que tal pesquisar mais sobre esses destinos, escolher um, buscar uma equipe qualificada e aproveitar todas as emoções que a natureza pode nos proporcionar? Não se esqueça dos critérios de segurança e o respeito ao meio ambiente acima de tudo.

Para a saber mais sobre Educação Ambiental, assista à edição do Máquina de Democracia, programa da TV Anísio Teixeira.

 

Até mais!

 

Joalva Moraes é professora da Rede Pública de Ensino da Bahia.

Publicações relacionadas

  • Belo ou trágico?21 de maio de 2018 às 15:33 Belo ou trágico? (0)
    Fala, comunidade! Água, do latim aqua, substância líquida e incolor, insípida e inodora, essencial para a vida da maior parte dos […]
  • A geografia e seu objeto de investigação13 de março de 2019 às 10:03 A geografia e seu objeto de investigação (0)
    Fala comunidade, Você sabe o que estuda a geografia? Será que a geografia deveria se debruçar apenas sobre os aspectos fisiográficos do […]
  • 13 de junho de 2017 às 16:20 (Des)Sustentabilidades ambientais (3)
    Olá, comunidade! A cada ano, chegamos ao mês de Junho com a possibilidade de rediscutirmos mais intensamente sobre os caminhos que […]
  • Salvador: da ocupação dos espaços à urgência de ocuparmos espaço29 de março de 2018 às 10:00 Salvador: da ocupação dos espaços à urgência de ocuparmos espaço (0)
    Fala, comunidade! Hoje, Salvador completa mais um aninho, são 469 anos de luta. Os desafios são enormes, principalmente no que se refere […]
  • 27 de agosto de 2018 às 15:09 Mangá na Educação, uma experiência multimodal estudantil (0)
    Olá pessoal! Tudo bem? Vocês já ouviram falar na FEBRACE ? E em Mangás? Pois é: a matéria da Rede em Movimento de hoje vai, através […]
  • Que lei é essa?17 de maio de 2018 às 15:17 Que lei é essa? (2)
    130 anos depois da assinatura da Lei Áurea, como estamos de inclusão, reparação e representatividade?
Meio Ambiente e Turismo

Nossos Colaboradores