A Escola Pública marcou presença na Campus Party

No ínício deste mês, Salvador sediou, pela primeira vez, a Campus Party, um dos maiores eventos de tecnologias e inovação científica do mundo. A Campus surgiu na Espanha e, em 2008, ganhou o mundo. Além de inovação tecnológica, a feira apresentou palestras e competições ligadas às áreas de gamificação, robótica e entretenimento digital.

Fig.1: Apresentação da NASA na Campus Party. Foto: Peterson Azevedo

O evento também marcou a apresentação da nova Plataforma Anísio Teixeira, espaço educacional das escolas públicas baianas, na qual estudantes e professores terão acesso a novas formas de aprender, ensinar, construir e compartilhar conhecimentos em rede. A plataforma é feita por professores e estudantes da rede pública de ensino, para professores e estudantes do Brasil.

Fig.2: Professora Ana Cristina apresentando a Plataforma Anísio Teixeira. Foto: Peterson Azevedo

Fig.3: Estudante-repórter Beatriz Rocha em entrevista com o Coordenador da Rede Anísio Teixeira, Yuri Wanderley. Foto: Peterson Azevedo

Pensando na valorização e formação dos nossos estudantes, a Rede Anísio Teixeira promoveu, entre os dias 17 de julho e 08 de agosto, a oficina Produção de Mídias na Educação (PME) para os estudantes do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira. A PME, como é mais conhecida, tem como principal objetivo capacitar e dialogar com estudantes e professores da rede pública de ensino da Bahia sobre produção, gestão e compartilhamento de conteúdos digitais audiovisuais (roteiro, realização e pós-produção), produção textual para multimeios, fotografia (introdução à fotografia digital e leitura semiótica), rádio e podcast. Além disso, há toda uma discussão sobre a apropriação de softwares e licenças livres como ferramentas de produção, distribuição e licenciamento dos produtos realizados.

Fig.4: Estudante exercitando o olhar na Campus Party. Foto: Peterson Azevedo

A peculiaridade dessa última formação foi o convite da Campus Party para que os estudantes da PME pudessem realizar uma cobertura colaborativa, que tivesse como foco principal a participação da escola pública no evento e o protagonismo juvenil desses estudantes, como produtores de conteúdos digitais educacionais. A proposta da cobertura serviu também como estratégia pedagógica para os estudantes, haja vista que foram acompanhados por todos os professores da PME e puderam mediar o fazer desses meninos e meninas, antenados no mundo digital. A Rede Anísio Teixeira procura, com as suas formações, fortalecer a educação pública da Bahia, além de promover o uso e a apropriação de tecnologias digitais livres e fomentar o protagonismo dos estudantes da escola pública.

Fig.5: Processo de edição de imagens durante a Cobertura Colaborativa Estudantil. Foto: Peterson Azevedo

Fig.6: Produção textual durante a Cobertura Colaborativa Estudantil. Foto: Peterson Azevedo

Fig.7: Edição e finalização de vídeos durante a Cobertura Colaborativa Estudantil. Foto: Peterson Azevedo

Fig.8: Estudante-repórter Gilana Ferreira em ação . Foto: Peterson Azevedo

Fig. 9: Estudante-repórter Beatriz Rocha em ação . Foto: Peterson Azevedo

Fig.10: Estudante-cinegrafista Marcos Vinicios em ação . Foto: Peterson Azevedo

Fig.11: Estudante-editor, Bruno De Lucas, e o professor Geraldo Seara em processo de edição. Foto: Peterson Azevedo

Até a próxima, galera!

Peterson Azevedo

Fotógrafo e Professor da Rede Pública Estadual de Ensino da Bahia

Raulino Junior

Jornalista e Professor da Rede Pública Estadual de Ensino da Bahia

Publicações relacionadas

A Escola Pública marcou presença na Campus Party

Nossos Colaboradores