Radioatividade: Riscos e benefícios

A descoberta da radioatividade está diretamente ligada à descoberta dos raios X. A diferença fundamental entre os raios X e as demais emissões radioativas, é que os raios X são radiações eletromagnéticas geradas na camada eletrônica K e L. Eles podem ser gerados quando elétrons são acelerados e direcionados a um alvo metálico, arrancando elétrons das camadas eletrônicas dos elementos constituintes desse alvo ou quando raios gama são absorvidos por elétrons da eletrosfera de um elemento qualquer. Os raios x forma descobertos, em 1895 pelo cientista Wilhelm Roentgen, na Universidade de Wurzburg (Alemanha), ao estudar descargas elétricas em gases sob baixa pressão, descobriu um tipo de raio capaz de tornar fluorescente ou fosforescente certas substancias. Devido a sua natureza desconhecida, essa radiação foi batizada de raios X.

raio x da mão

Disponível em http://pt.wikipedia.org/wi

As experiências foram se intensificando. Com surpresa, Roentgen verificou que essa radiação passava por objetos e projetava num filme apenas uma sombra leve, indício de que os raios X conseguiam atravessá-lo. Depois, experimentou colocar como obstáculo sua própria mão: esta também se mostrou transparente, com exceção dos ossos, que ressaltaram na sombra. Não demorou muito para que essa descoberta fosse utilizada para uso de diagnostico médico. Apesar dos inúmeros benefícios para essa área, os raios X foram incorporados ao cotidiano popular em aplicações diversas, como uso em sapatarias, para verificar a acomodação dos ossos dos pés em sapatos. Todavia, em pouco tempo foram descobertos os riscos de uma exposição excessiva aos raios X e, por exemplo, muitos dentistas perderam dedos pela simples prática de segurar filmes dentro das bocas dos pacientes.

Em consequência da sensação causada pelos raios X, outros cientistas passaram a investigar esse fenômeno, a exemplo de Henri Becquerel e o casal Curie, que levou a importantes contribuições nesta área, levando a descoberta de outro tipo de raios penetrantes, os quais foram chamados de emissões radioativas ou radioatividade.

pomada radioativa

Pó para maquiagem. Disponível em: http://en.wikipedia.org/wiki/Quackery_involving_radioactive_substances

Após a divulgação das descobertas feitas pelo casal Curie, substâncias com propriedades radioativas passaram a ser comercializadas livremente, com a promessa de estimular a tireóide, aumentar a libido, clarear os dentes, maquiar o rosto, propriedades terapêuticas, curar o câncer de estômago e até para o tratamento de doenças mentais. Em pouco tempo, efeitos como queimaduras na pele e alguns tipos de câncer começaram a serem constatados, os efeitos nocivos à saúde só então foram esclarecidos, e as substâncias radioativa passaram a se tratadas com os devidos cuidados.

Atualmente, a radioatividade tem muitas aplicações na área da medicina nuclear, amplamente empregado em exames de diagnósticos, como por exemplo, o uso de iodo-131 no radiodiagnóstico de tireóide e o tecnécio-99 em exames de cintilografia de diversos órgãos e no tratamento do câncer.

Apesar de todos os benefícios que o emprego pacifico da radioatividade possui, em setembro de 1987, dois catadores de ferro velho invadiram o centro radiológico de um hospital fechado em Goiânia (GO), e romperam a blindagem protetora de chumbo do isótopo césio-137, acarretando a liberação de material radioativo que culminou na morte de quatro pessoas de imediato e a contaminação de outras centenas de pessoas, que mais tarde vieram a falecer, ocasionando o maior acidente desta natureza ocorrido no Brasil.

Ficou Curioso? Quer Saber mais? Acesse o Ambiente Educacional Web, e descubra mais sobre a radioatividade:

http://ambiente.educacao.ba.gov.br/conteudos-digitais/conteudo/exibir/id/2536

http://ambiente.educacao.ba.gov.br/conteudos-digitais/conteudo/exibir/id/550

http://ambiente.educacao.ba.gov.br/conteudos-digitais/conteudo/exibir/id/157

http://ambiente.educacao.ba.gov.br/conteudos-digitais/conteudo/exibir/id/149

http://ambiente.educacao.ba.gov.br/conteudos-digitais/conteudo/exibir/id/2532

http://en.wikipedia.org/wiki/Quackery_involving_radioactive_substances#mediaviewer/File:Tho-Radia-IMG_1228.JPG

Texto adaptado de Radiações: Riscos e Benefícios de Fábio Merçon

Publicações relacionadas

  • Que lei é essa?17 de maio de 2018 às 15:17 Que lei é essa? (1)
    130 anos depois da assinatura da Lei Áurea, como estamos de inclusão, reparação e representatividade?
  • Trabalho infantil: Uma ameaça à cidadania de crianças e adolescentes brasileiros.(3.ª Postagem)3 de setembro de 2013 às 14:00 Trabalho infantil: Uma ameaça à cidadania de crianças e adolescentes brasileiros.(3.ª Postagem) (0)
    Olá, Colegas! Dando continuidade a temática “Trabalho Infantil”, iniciamos esta  terceira postagem através de fatos históricos que […]
  • Graffiti: a arte nas ruas – Expressão e liberdade!15 de abril de 2013 às 12:56 Graffiti: a arte nas ruas – Expressão e liberdade! (1)
    Olá, amig@s! Nas grandes cidades, torna-se cada dia mais difícil apreciar belas paisagens ao longo do caminho que percorremos. Seja no […]
  • O que é Taquigrafia?24 de agosto de 2011 às 15:17 O que é Taquigrafia? (0)
    Taquigrafia (do grego taqui = rápido e grafia = escrita) ou estenografia (do grego: στενός, stenos, inglês e γράφειν, graphein: […]
  • Mapeamento de textura5 de setembro de 2013 às 11:23 Mapeamento de textura (0)
    Olá, pessoal! Como já foi mencionado em textos anteriores, a texturização é uma alternativa muito útil na simulação de superfícies e […]
  • Por que o teclado não está em ordem alfabética?11 de junho de 2012 às 08:30 Por que o teclado não está em ordem alfabética? (0)
    Olá, amigo(a)! Quem usa computador ou até mesmo já usou máquina de datilografia, deve ter feito a seguinte pergunta: Por que o teclado […]
Radioatividade: Riscos e benefícios

Nossos Colaboradores

%d blogueiros gostam disto: