Dia Mundial do Meio Ambiente – “Pensar. Comer. Conservar”

Olá, pessoal!

A ONU (Organização das Nações Unidas) realiza em 2013 a 41ª edição do Dia Mundial do meio Ambiente que traz para este ano a proposta: “Pensar. Comer. Conservar”. O evento de lançamento foi realizado na Mongólia e propõe alertar para o mau uso e o desperdício de alimentos próprios para o consumo em nosso planeta. O desperdício de alimento em todo o mundo por consumidores e comerciantes tem contribuído pra grandes impactos negativos ao meio ambiente, como o aumento de emissão de carbono, desperdício de água potável e desmatamento. Além disso, essa relação de descaso e a desigual distribuição alimentar está estritamente ligada ao caos da fome no mundo.

Segundo a Pnuma e a FAO, no mundo quase 1,3 bilhão de toneladas de comida são jogadas fora a cada ano e enquanto esse desperdício continua sendo registrado, uma em cada sete pessoas no mundo passa fome e mais de 20 mil crianças com menos de 5 anos morrem todos os dias por desnutrição. Sobretudo nos países do continente africano.

A Mongólia foi escolhida por se destacar no homologaolvimento da Economia Verde, que entre outras mudanças econômicas, vem implantando o sistema agrícola de produção orgânica.

Você deve estar se perguntado, mas por que o tema se utiliza das palavras Pensar. Comer e Conservar?

Se analisarmos que todos os passos relacionados à produção e ao consumo de alimentos podem ser orientados pelo cuidado com o meio ambiente e com a preservação dos elementos naturais do planeta (que sabemos, são esgotáveis, como a vida!), o simples ato de refletir sobre o nosso consumo de alimentos contribuirá e muito para a nossa própria existência, possibilitará análises e escolhas coerentes com o objetivo de tomar decisões mais éticas e diminuirá o desperdício, você não acha?!

Vamos citar alguns exemplos pra entender melhor a proposta da ONU.

São necessários mil litros de água para produzir um litro de leite, e cada hambúrguer consome 16 mil litros de água por meio de ração para o gado, além de gases estufas serem emitidos ao longo em toda a cadeia de produção. E mais, a produção global de alimentos ocupa 25% das terras habitáveis e é responsável por 70% do consumo de água potável, 80% do desmatamento e 30% das emissões de gases poluentes – como o gás carbônico. (PNUMA, 2013).

No Brasil, o aumento na produção de alimentos para a industrialização e os destinados a alimentação de animais confinados aumenta a emissão de gás carbônico. O que significa dizer que, nem toda produção de alimentos se justifica pelo consumo diretamente humano.

A intenção da ONU é mostrar que qualquer pessoa pode adotar decisões conscientes, como a escolha de alimentos que tenham menor impacto ambiental para serem produzidos, como os orgânicos que não usam agrotóxicos e os produzidos no próprio país onde vive. “É importante pensar antes de comer e, assim, ajudar a conservar o meio ambiente”, acrescentam nos documentos a PNUMA.

E você, o que você tem a contribuir com a proposta? De que forma você pode e deve participar?

Quer saber mais sobre como você pode colaborar para uma vida global melhor? Acesse: http://www.unep.org/portuguese/wed/

Agora, se você já homologaolve ações que estejam engajadas na proposta e queira compartilhar sua ideia, acesse http://www.unep.org/portuguese/wed/ e faça sua parte!

Por tanto, Pense. Coma. Conserve. É responsabilidade sua também!

Publicações relacionadas

Dia Mundial do Meio Ambiente – “Pensar. Comer. Conservar”

Nossos Colaboradores