Por uma participação mais ativa!

Olá, amig@s!

As privações ocorridas durante o processo de lutas enfrentados nos sistemas econômicos, políticos, sociais e culturais, bem como a exclusão daqueles que não tinham participação ativa e voz na sociedade foram marcantes durante séculos.

São visíveis as conquistas decorrentes da árdua luta organizada por esses membros, que no decorrer do processo histórico tiveram reconhecimento do seu espaço na sociedade. Os esforços diante dos impedimentos dos direitos violados mostra que é preciso definir quais são os direitos e deveres desses indivíduos. É possível usar como referência o texto da Organização das Nações Unidas, que estabelece no artigo 1º da Declaração Universal dos Direitos Humanos do Homem queTodos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.”

 É necessário ter clareza sobre o conceito de Justiça para transitar, sem muitos devaneios, por estes debates para estruturar e construir na sociedade a concepção desse instrumento, verificando as razões que influenciam e o proposito de solucionar problemas sociais no que se refere a questão ética e da liberdade, incluindo as relações com as razões humanas.

 A concepção de aplicar a justiça é instituído no sentido de se ter igualdade com base em uma cidadania plena e com o objetivo de manter uma equidade, preservando qualidades como honestidade, moral, razão e a própria justiça.

 Para tanto, houve a necessidade de incluir as relações a essas pessoas de exercer um papel mantenedor e decisivo, permeando a estabilidade e convívio, tendo eles o poder constante na formação com os seus deveres e obrigações.

No processo de construção da cidadania, os Direitos Humanos são definidos como direitos inerentes a todos os seres humanos, tendo um reconhecimento de igualdade e independente das condições sociais, nacionalidade, etnia e religião, constando uma importância na emancipação na luta pela transformação da sociedade.

Então turma, é imprescindível atentarmos para essas questões e promover discussões para termos conhecimentos dos nossos direitos quanto cidadãos, ideias e valores para tod@s termos uma sociedade igualitária e participativa.

Para um maior aprofundamento no assunto confiram um vídeo que retrata o papel da educação nos Direitos Humanos, cidadania e a importância de se discutir e implementar o tema no ambiente escolar.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=VeY327CGM_M]

Abraços e até mais!

Fonte: http://www.onu.org.br/