Estudantes de 16 a 22 anos podem participar do Parlamento Jovem

Estão abertas até 14 de junho as inscrições para a 10 ª edição do Parlamento Jovem Brasileiro, promovido anualmente pela Câmara dos Deputados, em parceria com o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed). Podem participar estudantes que estejam matriculados e frequentando regularmente o 2º ou 3º ano do ensino médio ou o 2º, 3º ou 4º ano do ensino técnico, em escolas públicas ou particulares. As informações estão disponíveis no endereço eletrônico www2.camara.leg.br/responsabilidade-social/parlamentojovem/2013.

Para participar, o estudante deve criar um projeto de lei para ser apresentado na secretaria de sua escola, juntamente com a ficha de inscrição e a documentação requerida. O projeto pode abordar temas nas seguintes áreas: agricultura e meio ambiente; saúde e segurança pública; economia, emprego e defesa do consumidor; educação, cultura, esporte e turismo.

parlamento                                        Imagem: Divulgação

O Parlamento Jovem Brasileiro propõe a vivência do processo democrático, mediante a participação de estudantes em uma simulação da jornada parlamentar na Câmara dos Deputados, em Brasília, no período de 23 a 27 de setembro de 2013.

Dos estudantes que estão matriculados no ensino técnico, somente estarão aptos a participar do Parlamento aqueles que cursam o ensino técnico na modalidade integrada ao ensino médio. Também é exigido ao candidato ter entre 16 e 22 anos e não ter participado como deputado jovem em nenhuma outra edição do Parlamento Jovem Brasileiro.

Deputado Jovem – o baiano Jônatan Gabriel Ramos Costa, estudante do Colégio Estadual Bartolomeu de Gusmão (Lauro de Freitas), foi um dos deputados Jovens do ano 2012. O projeto de lei redigido por ele dispõe sobre a criação do programa Escola Sustentável nas escolas públicas do ensino fundamental II e médio. “Tenho o intuito de abrir os olhos dos estudantes para a questão ambiental. A importância da reciclagem, do aproveitamento de resíduos, da criação de hortas comunitárias, da manutenção do meio ambiente no ambiente escolar”.

O jovem afirma que a experiência que esta vivendo é única e que lhe permitiu entender melhor a Educação do país. “O projeto não é apenas uma simulação, mas também uma porta de entrada para uma nova realidade. O meu objetivo é incentivar mais pessoas participarem do projeto, pois é uma ótima forma de se inteirar de política”.

O programa –Parlamento Jovem Brasileiro, instalado anualmente, é regulado pelo Ato da Mesa nº 49/04 e pela Resolução 12/03 da Câmara dos Deputados. Os deputados jovens são pré-selecionados pelas secretarias de Educação dos respectivos Estados, que encaminham os projetos ao Consed. Por sua vez, o conselho envia os projetos à Câmara dos Deputados, onde uma comissão, formada por servidores da área legislativa, irá escolher os projetos participantes. O número de representantes por Estado e pelo Distrito Federal é proporcional ao número de deputados federais.

Fonte: http://estudantes.educacao.ba.gov.br/noticias/estudantes-de-16-22-anos-podem-participar-do-parlamento-jovem