SJCDH realiza Seminário em comemoração ao Novembro Negro

Em alusão a um dos maiores heróis do povo brasileiro, a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos – SJCDH, realizará na próxima terça e quarta-feira (06 e 07/11) no Auditório da Fundação Luís Eduardo Magalhães – FLEM, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), o 1º Seminário Luís Gama de Cidadania e Direitos Humanos.

O evento destinado a Estudantes, Professores e Sociedade Civil, tem o objetivo de fortalecer discussões na promoção da Cidadania e Direitos Humanos no Estado da Bahia, e faz partes das comemorações do Novembro Negro, mês da consciência negra.

O secretário, Almiro Sena fará a conferência de abertura no dia 6/11 às 19h. No dia seguinte, a partir das 8h30, os participantes terão a oportunidade de ampliar as discussões e adquirir conhecimento sobre a importância do Dia da Consciência Negra com diversos especialistas no assunto. Os palestrantes serão Elias Sampaio, secretário de Promoção da Igualdade Racial- SEPROMI, João Jorge presidente do Grupo Cultural Olodum, e Dr. Hélio Santos, presidente do Instituto Brasileiro da Diversidade e professor da Fundação Visconde de Cairu.

O homenageado

Luís Gonzaga Pinto da Gama nasceu na Bahia, no século 19. Foi patrono da cadeira nº 15 da Academia Paulista de Letras, poeta e jornalista. Como advogado, conseguiu a liberdade de mais de 500 escravos, tornando-se um dos mais combativos abolicionistas da história. É dele a frase: “Perante o Direito, é justificável o crime do escravo perpetrado na pessoa do Senhor”. Sua principal obra foi “Primeiras trovas burlescas de Getulino”, de 1859, onde se encontra a sátira “Quem sou eu?”, também conhecida como Bodarrada.

Fonte: http://www.sjcdh.ba.gov.br/noticias/sjcdh-realiza-seminario-em-comemoracao-ao-novembro-negro

Publicações relacionadas

SJCDH realiza Seminário em comemoração ao Novembro Negro

Nossos Colaboradores