CORDEL PELO MARCO REGULATÓRIO DAS COMUNICAÇÕES NO BRASIL

Salve, turma!

Vocês sabem o que são as concessões públicas de rádio e TV? Fazem ideia de quem define – e como define – a programação que chega em nossas casas todos os dias?

Hoje queremos convidá-los(as) a fazer uma reflexão muito importante não só para os rumos da comunicação e das suas plataformas midiáticas – como o rádio, a televisão e a internet, por exemplo – mas principalmente para a liberdade de expressão no Brasil: estamos falando do Marco Regulatório das Comunicações, documento construído após décadas de discussões e que sugere um conjunto de leis e orientações para o controle e a fiscalização dos setores de comunicação no Brasil, de forma a garantir a defesa dos direitos e interesses da sociedade civil e, ao mesmo tempo, promover as condições de atuação dos grupos detentores de concessão pública para a exploração destes serviços.

Em 2011 foi realizada no Rio de Janeiro a I Conferência Nacional de Comunicação (CONFECOM), que ajudou a criar o texto consolidado sobre o tema, mediante consulta pública. Confiram aqui a Plataforma para o Marco Regulatório das Comunicações e suas diretrizes fundamentais.

Deixamos também como indicação para entender melhor o assunto o vídeo baseado no cordel da “Peleja de Marco Regulatório e Concessão Pública na Terra sem Lei dos Coronéis Eletrônicos”.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=NWs1B8goHL8&w=560&h=315]

http://www.ebc.com.br/noticias/brasil/galeria/videos/2012/08/cordel-pelo-marco-regulatorio-das-comunicacoes

É isso aí, galera! Discutam sobre o tema com seus/suas colegas, amigos(as), familiares e professores(as), pois estão em jogo a qualidade da programação midiática que teremos em nossas casas, além de um bem preciosíssimo conquistado com a participação e luta do povo brasileiro: a liberdade de expressão!

Até a próxima!