A casa da Bahia – Instituto Geográfico e Histórico da Bahia

Olá, pessoal!

Conhecer os movimentos socioculturais do local em que vivemos nos propicia um novo olhar diante dos fatos que nos cercam, onde, ao inferirmos sobre as questões sociais, políticas e históricas que norteiam o nosso cotidiano, geram uma interação diferenciada na sociedade, fortalecendo as nossas ações e vivências.

Desta forma, hoje a nossa indicação é mais que pertinente!

Querem conhecer de perto e participar da cena cultural da nossa cidade?

Então, visitem o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia.

 Atualmente localizado numa tradicional avenida da capital baiana, a Sete de Setembro, o Instituto que fora fundado no dia 13 de maio de 1894 e teve sua sede em diversos locais, tais como o prédio da Santa Casa, a Praça do Terreiro de Jesus, o Instituto Médico-Legal Nina Rodrigues (provisoriamente), entre outros, arquiva documentos históricos, desde manuscritos, fotografias, autógrafos, partituras, cartas e registros particulares de personalidades como o poeta Castro Alves, Antônio Conselheiro (líder social brasileiro), Joana Angélica (freira, mártir, que morreu defendendo o convento da Lapa), Manoel Ignácio da Cunha Menezes (Barão do Rio Vermelho), o historiador Pedro Calmon, o então presidente Getúlio Vargas, dentre outros(as) notáveis.

Tendo “como finalidade a promoção de estudos, do homologaolvimento e difusão dos conhecimentos de Geografia, de História e Ciências afins, além da defesa e conservação do patrimônio histórico e artístico baiano e brasileiro”, a instituição conta também com um acervo museológico, biblioteca que reúne 12 mil títulos (alguns disponíveis para consulta online), cursos, eventos e outros setores, que são abertos à visitação, onde é possível o envolvimento pleno não apenas com o vasto registro histórico e geográfico de nosso estado, bem como nacional.

Anotem o endereço e horários de visitação deste instituto, que é um dos mais antigos do estado.

Endereço:

Avenida Sete de Setembro, nº 94A, Piedade.

Funcionamento:

Visitação: de segunda a sexta, das 13h às 18h

Biblioteca: de segunda a quinta, das 13h às 18 e sexta, das 13h às 17h

Arquivo: de segunda a sexta, das 13h às 17h

Administrativo: de segunda a sexta, das 13h às 18h

Mas, para quem não está aqui em Salvador, ou não irá resistir até o momento de conhecer pessoalmente o IGHB sugerimos que façam uma visita virtual por meio do site oficial, que contém vídeos, áudios, calendário de eventos, serviços e diversas notícias.

Visita Virtual: cliquem aqui!

 

Nossa história é realmente surpreendente, galera!!

Abraços e até a próxima dica!