Mestre Pastinha – Uma vida dedicada à Capoeira

Alô, galera esperta!

Estou aqui hoje para lembrar o nosso grande Vicente Ferreira Pastinha ou como era conhecido por todos: Mestre Pastinha, que estaria comemorando mais um aniversário, se estivesse aqui.

Segundo ele mesmo contava, aprendeu a arte da capoeira com a sorte – quando ainda era um garotinho, vivia brigando com outro menino da sua rua e saía sempre perdendo na disputa. Foi quando um velho africano de nome Benedito, que observava suas brigas, lhe chamou para aprender o verdadeiro jogo da capoeira.

A partir daquele momento a vida Pastinha ganhou um outro sentido, através dos ensinamentos do seu mestre Benedito, ele aprendeu muitas coisas acerca da vida, sobretudo os valores imprescindíveis para se tornar o grande disseminador desse que é um importante instrumento da resistência física e cultural de matriz africana.

No decorrer do processo de aprendizagem, ele frequentou as aulas no Liceu de Artes e Ofício, onde também aprendeu sobre pintura, frequentou a Escola de Aprendizes Marinheiros dos 13 aos 21 anos, lá ensinou os truques capoeirísticos para os colegas, causando espanto e admiração do todos. E mesmo quando a capoeira passou a ser considerada crime previsto no código penal da república, Pastinha não se afastou dessa prática, transferindo seu talento aos mais jovens ainda que na clandestinidade.

Chegou a publicar um livro, chamado “Capoeira de Angola”, fundou sua primeira academia em 1941, que era o Centro Esportivo de Capoeira Angolano Largo do Pelourinho, onde passou seu conhecimento aos alunos de forma disciplinada e organizada – como um verdadeiro conhecedor daquela atividade, ele viajou para várias partes do país levando toda sua genialidade, ganhando respeito e prestígio por onde passava.

É por tudo isso que falar de Pastinha, é lembrar de quem fez da capoeira uma razão de viver, cujo fascinante legado se perpetua, transmitindo conhecimento e sabedoria a outros meninos em novas rodas de capoeira.

 

Salve o nosso mestre!!!!

 

FONTES: WIKIPÉDIA