I Mostra Interna TV Anísio Teixeira

Que tal incluir os recursos do teleteatro na educação?  Essa é a proposta dos educadores da TV Anísio Teixeira, que apresentaram, no dia 13 de dezembro de 2011, no auditório do Instituto Anísio Teixeira, a I Mostra Interna TV Anísio Teixeira – Série Teleteatro / Programa EmCenaAção.

“O evento surgiu da necessidade de apresentar os produtos da TV Anísio Teixeira. Estávamos sendo cobrados pelos artistas para verem o produto final e foi sugerido à coordenação que homologaolvesse uma mostra que contemplasse os atores, os técnicos e, também, os professores da rede pública de ensino no intuito de fomentar a discussão em sala de aula”, afirmou Nildson B. Veloso, representante da Série Teleteatro / Programa  EnCenaAção. Segundo ele, essa série surgiu da ideia de trabalhar o teleteatro na perspectiva da sala de aula.

GALERIA DE FOTOS

Teleteatro – A série traz a literatura baiana e brasileira, por meio da veiculação de informações acerca dos dramaturgos, escolas literárias e da encenação de uma versão adaptada da obra. A intenção é divulgar, valorizar e disseminar a arte cênica, bem como os artistas locais. Tudo isso através de peças adaptadas para o audiovisual, estimulando nos educandos da rede pública a formação de plateia, a produção de textos teatrais e a arte de interpretar.

Na primeira temporada, foram homologaolvidos cinco episódios: Cordel do Amor Sem Fim, da autora baiana Claudia Barral, dirigido por Alda Valéria; Bailei na Curva, do gaúcho Júlio Conti, dirigido por Cláudio Simões; Os Infortúnios de Uma Criança, do carioca Martins Pena, dirigido por Teresa Costalima; Se o Ascendente de Mamãe Fosse Aquário, do baiano Luís Sérgio Ramos, dirigido por Alex Souzan e Finalmente Shirley, do baiano Cláudio Simões, também dirigido por Alex Souzan.

Yuri Wanderley, coordenador da Rede Anísio Teixeira, afirmou que essa primeira mostra é importante por ser uma boa oportunidade de apresentar esse novo direcionamento na política que vem sendo dada à Rede Anísio Teixeira, principalmente no sentido de transformá-la num centro de produção multimídia, que tem como foco, também, a produção nas escolas através dos alunos e dos professores. “Ao mesmo tempo em que a gente está apresentando esse produto, que é fruto do trabalho realizado nos anos de 2010 e 2011, a gente aproveita essa oportunidade para divulgá-lo, fazer com que seja conhecido, dar uma resposta à sociedade, às pessoas, aos sujeitos que participaram na construção dessa série”, afirmou Wanderley.

Além disso, Yuri ressaltou que é importante estimular o uso desse produto em sala de aula. “Nosso objetivo maior não é só construir um centro de produções de excelência com produtos de qualidade estética e pedagógica, mas, principalmente, constituir uma rede de produção colaborativa formada por professores e estudantes da rede pública estadual de ensino”.

Nesse sentido, Nalini Vasconcelos, coordenadora da TV Anísio Teixeira, explica que esse evento vai dar um feed back ao pessoal que participou, aos artistas, principalmente. “O grande foco da TV Anísio Teixeira em 2012 é estar presente nas escolas trabalhando para os alunos”, ressaltou.

Colaboração – O evento também contou com a presença do diretor geral dos episódios da série Teleteatro, Alex Souzan, que se disponibilizou para ser um parceiro e colaborador passando sua experiência em audiovisual para os professores e alunos da rede pública de ensino.  “Eu estou grato com essa realização e o fechamento dessa etapa das atividades da série Teleteatro. Tem um ano que terminamos a gravação e a produção audiovisual. O processo é longo, porém, gratificante”, disse Alex.

Os episódios do Teleteatro farão parte da grade da TVE em 2012 e também estarão disponíveis para download no Portal da Educação no primeiro semestre de 2012. Além disso, as escolas receberão kits com toda a programação da TV Anísio Teixeira. A série foi produzida pelos educadores da TV e ela pretende favorecer uma maior aproximação da comunidade escolar com temáticas próprias do universo do ensino. As propostas e abordagens estão pautadas no compromisso com a criticidade, a interdisciplinaridade, a arte-educação e a integração dos diferentes sujeitos da comunidade escolar.

Esse produto teve o apoio da Secretaria Estadual da Educação (SEC), Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SECULT), Espaço Xisto Bahia, TV Educativa, Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e o Sindicato Brasileiro de Autores Teatrais- SBAT.

Fonte:http://www.iat.educacao.ba.gov.br/node/2638