Show gratuito de Lazzo Matumbi e Opanijé encerra o Novembro Negro na Biblioteca Pública do Estado

Após o lançamento de duas obras: Kalunga – poemas do mar sem fim, de Landê Onawalê e Conto do dia 4 de dezembro, do escritor Fabio Lima, e do recital poético com atores do Bando de Teatro Olodum, haverá mais uma edição do projeto Tirando de Letra, que oferece um bate papo com artistas e personalidade. Com o tema “Consciência Negra: memória e identidade”, a conversa reunirá o historiador Ubiratan Castro de Araújo, a juíza Luislinda Valois, a historiadora e yalorixá Cecília Soares, o antropólogo Vilson Caetano, a cantora e pesquisadora do samba Juliana Ribeiro e a atriz e escritora, Veralinda Menezes, mãe da atriz Sheron Menezes e autora do livro A Princesa Violeta,obra infantil inspirada na vida da artista que interpreta a Sarita da novela Aquele Beijo (TV Globo, 19h).

Show – Para finalizar o Terreiro das Letras, a partir das 20h, a música negra toma conta do Quadrilátero da Biblioteca com a apresentação do grupo de RAP baiano Opanijé e o reggaeman Lazzo Matumbi. O Opanijé é formado por Lázaro Erê, Rone Dum Dum, Dj Chiba D e Zezé Olukemi, e é uma das revelações do cenário musical baiano atual ao misturar samples eletrônicos ao toque percussivo. Opanijé é uma palavra da Língua Yorubá que se refere ao toque sagrado entoado para o Orixá Omolu na religião do Candomblé.
Reggaeman – O encerramento será com o cantor e compositor Lazzo Matumbi. Conhecido pelas interpretações carregadas de swing e lamento, o cantor marcou definitivamente algumas canções em seus 30 anos de carreira. Entre as músicas que não podem deixar de fazer parte de sesu shows estão: “Me abraça e me beija”, “Do jeito que seu nego gosta” e “Alegria da cidade”. Lazzo começou a carreira em 1981, como atração do Ilê Aiyê e hoje, no comando do bloco Coração Rastafari, arrasta multidões de baianos e turistas seduzidos pela sua forma de cantar.
Onde: Quadrilátero (térreo)
Quando: dia 28, às 20h. Atividades literárias a partir das 17h.
Quanto: Gratuito

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *