Dia do Fico 09/01

Há 189 anos atrás, no dia 09 de janeiro de 1822, Pedro de Alcântara, filho de D. João VI, disse: “Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico”.

O dia do Fico esta imergido numa série de acontecimentos que impulsionaram a independência do Brasil. Após o retorno da Família Real para Portugal, as tensões sócio-político-econômicas entre Portugal e Brasil ficaram cada vez piores.

Uma crise econômica se estendia sobre o Brasil: escassez de ouro na região das Minas Gerais, seca no Nordeste, queda na produção e elevado preço de diversos produtos alimentícios. Esses fatores acentuavam a crise do sistema colonial.

Em meio a esse cenário conturbado, houve também a pressão dos liberais radicais do Partido Brasileiro, que reuniram 8 mil assinaturas num abaixo assinado, solicitando que Pedro de Alcântara permanecesse no Brasil.

O dia do Fico, dessa forma, é o dia em que Pedro de Alcântara declarou que ficaria no Brasil, contrariando as cortes de Portugal, que queriam garantir o domínio português no Brasil.

Esse acontecimento é consagrado como decisivo para a aclamada Independência do Brasil, que ocorreu no mesmo ano, em 7 de setembro de 1822. Porém, é muito importante percebermos que a “Independência do Brasil” foi decorrente de uma série de fatores relacionados. Dentre esses fatores, podemos citar a força dos movimentos sociais, como por exemplo, a Revolta dos Alfaiates ao final do século XVIII (1789) e a própria Independência da Bahia, que se estendeu de 1821 até 2 de julho de 1823, combatendo a crença em uma independência pacífica provocada pela suposta “bondade” do filho de D. João VI, futuro D. Pedro I.

A Inconfidência Mineira e a Revolta Pernambucana são também exemplos de movimentos anticoloniais. Essas revoltas contra o regime colonial tiveram influência de ideais do Iluminismo e da Revolução francesa, reivindicando um país independente, republicano e livre da escravidão.

Na verdade, cabe uma pergunta: podemos considerar que a partir do dia 7 de setembro de 1822 o Brasil foi um país independente? Iremos explorar essa questão mais para frente…

A data de 09 de janeiro de 1822 serve para refletirmos criticamente sobre a História do nosso país. Esse acontecimento tem sua importância na História, mas por que essa importância é tão ampliada, ao passo que movimentos sociais tão importantes, como a Revolta dos Alfaiates, são desvalorizados? Precisamos pensar nisso para ficarmos espertos e conhecermos nossa verdadeira História.

Um forte abraço,

Professor Web.

Uma curiosidade: sabia que o nome de D. Pedro I era Pedro de Alcântara Francisco Antonio João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon?

Vocês ficaram surpresos com o grande nome desse sujeito, não é mesmo? Esses nomes grandes eram comuns entre as famílias reais na época, para fazer referência aos antecedentes familiares.

 

Fonte da Imagem:

http://static.infoescola.com/wp-content/uploads/2009/09/dia-do-fico.jpg

05/01/2011 as 16:41