COVID – 19 melhor não encarar.

Olá pessoal,

 

Vamos trocar uma ideia sobre a pandemia ou seria epidemia mundial do momento? O fato é que, a diferença conceitual desses termos pouco importa nesse momento, mas aproveite a oportunidade para revê-los. O que importa mesmo é conhecer essa doença com todas as suas implicações e desmistificação, além do que  mais importante mesmo para nossa saúde: é entender como se transmite, e sobretudo, como se prevenir dela.  Foi denominada de Covid-19 ou novo coronavírus, cujo nome foi escolhido por ser fácil de pronunciar e não ter referência estigmatizante para evitar casos de xenofobia mundo a fora em relação a um país ou a uma população em particular. A doença teve seu epicentro na Ásia e se espalhou pelo mundo a partir dos primeiros e inúmeros casos em Wuhan na China, chamada localmente de “Pneumonia de Wuhan” . Dada a extrema facilidade de propagação, motivo que levou a Organização Mundial de Saúde -OMS elevar em alto o risco para epidemia em nível mundial por isso não podemos dá mole a um dos vírus da família do coronavírus humano, que teve a sua versão de 2019 justificando sua denominação epistemológica:

Fig. 1: Coronavírus

O primeiro caso de COVID-19 no Brasil (BR1) teve diagnóstico molecular confirmado no final de fevereiro de 2020 e até o momento já são de 25 casos espalhados em 06 estados da federação e o Distrito Federal. Já os casos suspeitos somam-se mais de 660 casos suspeitos em quase todos os estados brasileiros. Enquanto na Bahia, os casos já confirmados chegam a 2, em Feira de Santana, a segunda maior cidade baiana.

Fig 2: Casos suspeitos e confirmados no Brasil

Para a transmissão acontecer basta ficar até um metro de uma pessoa infectada para que potencialmente seja exposta pelo ar ou por contato pessoal por meio de:

– secreções contaminadas (gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro);

– toque ou aperto de mão;

– contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Depois do contágio e após alguns dias, começam a surgir os primeiros sintomas: – febre;

– tosse;

– dificuldade para respirar.

Uma vez infectado, o tratamento se baseia em: 

– uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos);

– uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garanta e tosse.

Então, se liga, na prevenção, segundo Ministério de Saúde brasileiro:

– Lave bem as mãos, use álcool gel nas mãos, evite aglomerações e não compartilhe objetos pessoais.

E atenção para a NOTA INFORMATIVA CONJUNTA – SECRETARIAS DA SAÚDE E DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA e para o Podcast do Secretário de Saúde do estado da Bahia
Coronavírus no ENEM 2020 : Tudo o que você precisa saber para saber no vestibular
http://pat.educacao.ba.gov.br/conteudos/conteudos-digitais/download/11087.mp4

O que é SUS?

http://pat.educacao.ba.gov.br/conteudos-digitais/conteudo/exibir/id/11086

 

Ana Cristina Mateus

Professora de Biologia da Rede Pública de Ensino da Bahia

 
 

 

 

 

COVID – 19 melhor não encarar.

Nossos Colaboradores